Gresini confirma conversas com Spies e Redding para 2013, mas revela preferência por Bautista

Fausto Gresini, chefe da equipe que leva seu sobrenome, admitiu conversas com Ben Spies e Scott Redding sobre a temporada de 2013. Dirigente, no entanto, revelou preferência pela permanência de Álvaro Bautista

Depois da confirmação da Tech 3 de que Cal Crutchlow e Bradley Smith formarão sua dupla na temporada de 2013, a vaga na Gresini se tornou a mais cobiçada da MotoGP. O posto atualmente é de Álvaro Bautista, mas o espanhol tem contrato apenas para esta temporada.

Em entrevista ao site oficial da categoria, Fausto Gresini, chefe da esquadra italiana, explicou que a equipe ainda não definiu seu formato para o ano que vem, mas afirmou que gostaria de seguir com Bautista.
 

Gresini não descarta manter Bautista por mais uma temporada (Foto: Bridgestone)


“No momento, nós ainda não decidimos nossos planos para o ano que vem”, disse Fausto. “Posso dizer que estou muito feliz com Álvaro e não estou escondendo o fato de que eu gostaria de continuar com ele: ele é um piloto que eu respeito muito, que eu acho que tem um grande potencial”, avaliou.

O chefe da equipe disse que não gosta de fazer contratos de apenas uma temporada e garantiu que confia no projeto que foi montado para a atual temporada, que é a primeira do espanhol com a moto branca.

“Não gosto de dar a um piloto apenas um ano, porque seria limitador. É claro que no mercado é difícil saber o que irá acontecer, mas a meta é continuar com o projeto que começou esta temporada, que me agrada muito”, contou. “Por outro lado, é sempre importante ter uma alternativa e você não pode trabalhar apenas com um piloto, mas isso é parte do jogo. Os pilotos fazem isso e as equipes também”, admitiu.

Por fim, Gresini confirmou os rumores de que a equipe conversou com Ben Spies, que anunciou sua saída da Yamaha no fim de semana da etapa de Laguna Seca e ainda não divulgou seus planos para o futuro. Além do norte-americano, o time falou com Scott Redding, piloto da Marc VDS na Moto2, que também tem seu nome ligado a um possível time júnior da Ducati.

“Nós conversamos com Spies e Redding, mas nós também conversamos com o Álvaro e acho que esse é o ponto importante”, frisou. “Nada está decidido. Nós temos uma moto da Honda, uma moto importante, mas é difícil trabalhar no projeto para 2013 agora, mas logo teremos de fazer isso”, completou.

Exceto a vaga da Gresini, restam apenas outras duas posições em aberto em equipes privadas. De acordo com a nova regra, Honda, Yamaha e Ducati podem alinhar um máximo de quatro protótipos por temporada, sendo dois de fábrica e dois satélites. A escuderia de Borgo Panigale ainda não divulgou seus planos, mas a permanência de Pramac e AB é dúvida.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube