GUIA 2019: Moto3 traz nova classificação, volta de Fenati, estreia da equipe de Biaggi e promessa Öncü

A temporada 2019 do Mundial de Motovelocidade começa no final de semana e traz junto toda a expectativa de mais um ano começando. Na Moto3, as novidades, apesar de poucas, são grandiosas, como a mudança da classificação e a volta de Romano Fenati, e prometem mais um ano movimentado na classe

O final de semana vai marcar, enfim, o retorno do Mundial de Motovelocidade. As três classes desembarcar no Catar para o pontapé inicial da temporada 2019, e a Moto3 promete mais uma vez um ano agitado e bastante disputado.
 

Apesar de não contar com grandes novidades para o campeonato, ainda assim vai ter uma enorme mudança. A partir deste ano, a classe vai contar com um novo estilo de classificação, que segue o modelo usado pela MotoGP.
 
Para a tomada de tempos, os 14 pilotos com os melhores tempos combinados dos três treinos livres vão avançar direto para a fase final, o Q2. Enquanto isso, o restante do pelotão vai disputar o Q1 para tentar conseguir as quatro últimas vagas. Depois, os 18 nomes vão brigar pela pole-position.
Can Öncü (Foto: Red Bull KTM Ajo)

O objetivo da mudança foi, segundo a organização, para já treinar os pilotos para a MotoGP, tornando o salto menos brusco quando atingirem a classe rainha. Entretanto, há também o motivo de que a classificação da Moto3 ser um tanto arriscada, pois os pilotos sempre esperavam o adversário ir na frente para pegar o vácuo.

Mas certamente o que vai chamar a atenção na Moto3 é o retorno de Romano Fenati. Depois da suspensão e da chuva de críticas que recebeu por ter apertado o freio de Stefano Manzi em Misano, o italiano agora recebe uma terceira chance no Mundial pela Snipers. E se seguir a forma que apresentou durante a pré-temporada, voltou para incomodar.
 

E o piloto não é a única grande notícia do grid. Na temporada 2019, o grid vai ter a estreia da Max Racing, equipe comandada por ninguém menos que Max Biaggi. O tetracampeão se aliou a Peter Oettl e vai ter Arón Canet como titular.
 
Como muitos dos protagonistas de 2018 acabaram recebendo a promoção de subida para a Moto2, a classe menor agora vem cheia de estreantes, como Ai Ogura, Riccardo Rossi, Filip Salac e Sergio Garcia – que já sofreu o primeiro revés e não vai poder disputar a primeira etapa por conta de sua pouca idade. 
Gabriel Rodrigo (Foto: Divulgação/MotoGP)

❀ Tatiana Calderón – pilota de testes da Alfa Romeo e primeira mulher a correr na F2

❀ Bruna Tomaselli – do kart em Santa Catarina à seleção na W Series e no Road to Indy

A Moto3 também vai ter a estreia em tempo integral de Can Öncü, que disputou a última etapa do campeonato passado e já chegou como um meteoro, vencendo com a KTM. Para este ano, vai ter que se adaptar – durante a pré-temporada mostrou desempenho discreto.

Mas dos antigos nomes já conhecidos da classe menor do Mundial, vale a pena acompanhar Dennis Foggia e Celestino Vietti, ambos pilotos da VR46, além de Gabriel Rodrigo, Lorenzo Dalla Porta e Tony Arbolino, todos andando bem durante a pré-temporada e mostrando que, se seguirem assim, são favoritos na briga pelo título.
 
Apesar de pouco poder se concluir das atividades antes da temporada começar, uma coisa já é sabida: a Moto3 sempre entrega campeonatos disputados e bastante divertidos de se assistir. E com os elementos elencados acima, tudo se desenha para mais um bom ano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube