GUIA 2020: De grão em grão, Suzuki cresce na MotoGP. Qual o próximo passo?

Após duas vitórias de Álex Rins em 2019, a Suzuki entra na temporada 2020 tentando elevar a barra e conseguir melhores resultados com a promissora dupla de pilotos

DE FORMA DISCRETA, A SUZUKI FOI UMA DAS GRATAS SURPRESAS DE 2019, com Álex Rins conquistando duas importantes vitórias ao longo da temporada. Por mais que os pódios não tenham sido frequentes — foram apenas três e todos conquistados pelo #42 —, a montadora definitivamente se colocou na briga contra as rivais Honda, Yamaha e Ducati. Uma evolução que leva tempo, sim, mas que está se encaminhando para os estágios finais.

A primeira temporada completa da Suzuki ao retornar para a MotoGP foi em 2015, com Maverick Viñales e Aleix Espargaró. Naquele ano, nenhum dos pilotos conseguiu resultados notáveis, mas tudo mudou em 2016. O então #25 conseguiu quatro pódios — incluindo uma vitória em Silverstone —, dando um sopro de esperança para a montadora japonesa.

Joan Mir e Álex Rins já tiveram os contratos renovados com a Suzuki
Paddockast #69 | Papo com Felipe Drugovich
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

Nos dois anos seguintes, 2017 e 2018, a equipe apostou em Álex Rins e Andrea Iannone. Na primeira temporada da dupla, nenhum pódio e muita decepção na Suzuki. O ano posterior foi mais animador, com cinco pódios de Rins e outros quatro de Iannone. O rendimento, porém, não segurou o italiano na equipe.

Para 2019, a aposta foi manter Rins e trazer o promissor Joan Mir, campeão da Moto3 em 2017. A equipe terminou o campeonato de Construtores na quarta posição, atrás das tradicionais ponteiras. Apesar disso, o bom sentimento predominou por conta dos resultados positivos e do rendimento apresentado na pista.

Rins talvez tenha sido a grande surpresa do campeonato, terminou na quarta posição. Sua primeira vitória na temporada foi em Austin, nos Estados Unidos, quando se aproveitou da queda de Marc Márquez para entrar na briga pela vitória. Uma bela ultrapassagem sobre Valentino Rossi nas voltas finais garantiu o lugar mais alto do pódio pela primeira vez para o espanhol.

Já na metade final da temporada, em Silverstone, Rins voltou a brilhar. Após intensa batalha com Marc Márquez, fez uma bela ultrapassagem nos metros finais e conquistou a vitória. Os resultados fizeram com que o piloto da Suzuki estivesse na disputa pelo vice-campeonato durante boa parte do ano. Ele ainda conquistou um segundo lugar em Jerez, logo após a primeira vitória da temporada.

Joan Mir, em seu primeiro ano na MotoGP, teve participação mais discreta. Seu melhor resultado foi um quinto lugar no GP da Austrália, já na reta final da temporada. Após um começo complicado, o jovem melhorou ao longo do ano e conseguiu mostrar bom rendimento.

Se a temporada 2019 mostrou uma evolução da Suzuki, novamente a colocando no topo do pódio, o esperado é que em 2020 os resultados sejam ainda melhores e que a diferença para Yamaha, Honda e Ducati diminua ainda mais.

Nos testes da pré-temporada, a montadora japonesa se colocou entre as primeiras colocadas e mostrou força, especialmente nas sessões de treinos em Losail. Rins e Mir chegaram até mesmo a fazer dobradinha em um dos dias. A performance foi tão boa que os dois pilotos garantiram a renovação de seus contratos até 2022 antes mesmo da definição completa do calendário deste ano.

A GSX-RR mostrou força nos primeiros treinos e parece que o caminho da Suzuki é mesmo o da evolução. Quando a temporada começar, Rins e Mir vão precisar mostrar que a confiança dos testes não era em vão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube