GUIA 2021: Aprilia ‘inventa’ Savadori e coloca tudo nas costas de Aleix Espargaró

Lorenzo Savadori pinta no grid da MotoGP sem muitos motivos para tal, e Aleix Espargaró parece ter como destino carregar uma fraca Aprilia, novamente, sozinho

LANTERNINHA DO MUNDIAL DESDE 2016, a Aprilia ainda sofreu um baque antes da temporada vindoura: a morte de Fausto Gresini, o chefe, por Covid-19. Claro, é possível que a equipe perca rendimento por dificuldades internas simbolizadas por tal situação, mas neste texto de prévia o objetivo é ficar distante desta possibilidade e tentar neutralidade: por isso, o foco é em Aleix Espargaró e Lorenzo Savadori, que tentam conduzir a RS-GP a posições acima do que vem sendo tradicional.

A dupla é curiosa: Espargaró vai para a quinta temporada com a Aprilia na classe rainha, enquanto Savadori tem apenas, mesmo aos 27 anos, três corridas na MotoGP – todas no ano passado, com a própria fábrica italiana, e sem resultados expressivos. Ou seja: mais uma vez, o espanhol carrega todo o peso da marca em suas costas.

VEJA TAMBÉM
As imagens da nova RS-GP da Aprilia para a temporada 2021

Lorenzo Savadori (Foto: Aprilia)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Aleix vai para seu 12° ano na MotoGP, mas carregar esta responsabilidade nunca foi sinônimo de grandes resultados – afinal, só uma vez, no longínquo 2014, terminou no top-10 da classificação (foi sétimo). É protagonista, mas não tem moto – e talvez capacidade – de assustar os mais fortes do grid.

Ou seja: deve se contentar em mostrar um caminho para que a RS-GP evolua, e talvez em aceitar que o ciclo de Mundial para ele esteja se encerrando. Andar sozinho em uma equipe que pouco entrega, não ter ajuda na garagem e não ter expectativa de mudar para um time que esteja acima em termos de nível pouco ajuda o piloto.

Por outro lado, se Espargaró parece caminhar para cumprir tabela, Savadori tem a chance da vida – mas não há quem acredite, tirando ele mesmo e, quem sabe, os membros da Aprilia, que ele possa aproveitá-la.

Fausto Gresini morreu aos 60 anos (Foto: Reprodução)

Sem nenhum trabalho de destaque na carreira, dispunha da confiança de Gresini – algo, tragicamente, não mais possível. O duro é alguém conseguir explicar por que alguém com 31 GPs nas 125cc e seis largadas na MotoE, além das já citadas três corridas na MotoGP, tem vaga no Mundial.

Claro, a vaga seria de Andrea Iannone, mas a suspensão de quatro anos por doping impossibilitou. Bradley Smith também pouco fez para se mostrar dono da posição. E ainda houve a dor da rejeição: Marco Bezzecchi, Joe Roberts e Fabio Di Giannantonio não toparam se juntar aos italianos.

Assim, Savadori tenta, no discurso, cavar seu espaço: “Seria um descuido não agradecer a Aprilia por esta grande oportunidade. Sei que tenho muito a aprender. É uma categoria exigente e ainda nova para mim. Vou tentar transformar a dor gerada pela morte de Fausto, uma pessoa que acreditou muito me mim, em energia positiva”, disse na apresentação da moto que guiará.

Será o suficiente? Provavelmente, não. Espargaró vai continuar a levar a Aprilia sozinho – não muito longe. Mas, quem sabe, deixe um legado de evolução, algo que a equipe precisa, e muito. Ficar na lanterna todo ano deve irritar.

GUIA MOTOGP 2021
⇝ MotoGP chega igual, mas diferente em campeonato condicionado por pandemia
⇝ Conheça quem são as equipes e pilotos para a temporada 2021 da MotoGP
⇝ Suzuki segue vida sem Brivio e tenta feito do bicampeonato na MotoGP em 2021
⇝ MotoGP volta com mistério: Marc Márquez retorna após três cirurgias? E como?
⇝ Honda aposta em encaixe de Pol Espargaró por encerramento de série de insucessos
⇝ Mir defende título da MotoGP para mostrar que conquista de 2020 não foi acaso
⇝ Quartararo precisará de regularidade e cabeça no lugar para substituir Rossi
⇝ Bastianini, Marini e Martín sobem para MotoGP com promessa de briga parelha
⇝ Yamaha rejuvenesce com Viñales e Quartararo e busca consistência na M1
⇝ Aos 42 anos, Rossi tem recomeço na MotoGP com SRT. Mas qual será o futuro?
⇝ Pol Espargaró tem chance da vida na MotoGP. Assustar Márquez é outra história
⇝ Equilíbrio também deve ser a marca nas categorias de apoio à MotoGP
Ducati faz mudanças arriscadas para deixar decepções de 2020 no passado

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube