GUIA 2021: Quartararo busca regularidade e cabeça no lugar para substituir Rossi

Francês foi promovido da SRT para a equipe de fábrica da Yamaha, conseguiu duas vitórias nas duas primeiras etapas, mas viu rivais o ultrapassarem na luta pelo título deixado em aberto por Márquez na temporada 2020 da MotoGP

As voltas virtuais no novo autódromo da Hungria (Vídeo: Dromo design)

COMEÇAR UMA TEMPORADA REDUZIDA PELA PANDEMIA DO CORONAVÍRUS, com duas vitórias nas duas primeiras corridas, deveria ser algo apenas positivo. Não foi assim com Fabio Quartararo na temporada passada da MotoGP. Para 2021, o francês de 21 anos precisará de cabeça no lugar e regularidade para provar que conseguirá corresponder às expectativas de substituir Valentino Rossi na Yamaha. 

Quartararo foi promovido da SRT para o time de fábrica da Yamaha ainda antes da temporada regular começar, em janeiro de 2020. Depois do adiamento, e até cancelamento de etapas tradicionais do calendário, os trabalhos começaram em julho, com rodada dupla no circuito de Jerez de la Frontera. As duas vitórias, à frente justamente do futuro companheiro Maverick Viñales, fizeram o jovem se credenciar como postulante a um título deixado em aberto por Marc Márquez.

GUIA MOTOGP 2021
MotoGP chega igual, mas diferente em campeonato condicionado por pandemia
Equipes e Pilotos da temporada 2021 da MotoGP
Suzuki segue vida sem Brivio e tenta feito do bicampeonato
MotoGP volta com mistério: Marc Márquez retorna após três cirurgias? E como?
Honda aposta em encaixe de Pol Espargaró por fim de série de insucessos
Mir defende título da MotoGP para mostrar que 2020 não foi acaso

Quartararo aprovou desempenho da sua Yamaha M1 nos quatro dias de testes no Catar

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Márquez havia quebrado o braço direito logo na primeira corrida da MotoGP no ano. Depois de enfileirar quatro títulos da classe rainha em sequência, o campeonato ficou pelo grid com a grave lesão do espanhol, fora de combate até o final do ano. Nesse contexto, Quartararo se perdeu em altos e baixos e deixou pontos importantes pelo caminho, permitindo a rápida recuperação dos rivais. Campeão ao final do ano com 171 pontos, Joan Mir, por exemplo, venceu uma única corrida, enquanto Quartararo, o oitavo na tabela, três (127 pontos no total). 

A reação pareceu vir no GP da Catalunha, já na oitava das 14 etapas realizadas no campeonato — seriam 20 se não fosse os casos de Covid-19 espalhados pelo mundo. No circuito da Catalunha, curiosamente mais uma vez em território espanhol, que o francês de Nice venceu pela terceira vez na temporada. No entanto, o bom resultado não se repetiu nas corridas seguintes. 

Fabio Quartararo, Yamaha 2021,
Aos 21 anos, Quartararo estreia pela equipe de fábrica da Yamaha (Foto: Divulgação/Yamaha)

Os pódios na Espanha não foram por mero acaso. O #20 fez sua carreira por circuitos espanhóis, tendo conquistado dois títulos nacionais de Moto3 e inclusive ganhando comparações com Márquez na imprensa esportiva especializada. Em 2015, debutou no Mundial na classe menor, chegou a Moto2 em 2017 e, outros dois anos depois, estava na MotoGP. 

Agora definitivamente com o macacão azul da marca dos três diapasões, Quartararo terá de conviver não só com a dificuldade de substituir Rossi, que passou os últimos oito anos com o time, como com a pressão de uma marca que não vê o título mundial desde 2015. Naquela oportunidade, Jorge Lorenzo adiou o terceiro título de Márquez. 

Os quatro dias de testes no Catar, palco da abertura do campeonato no próximo fim de semana, não foram de tudo empolgantes, mas deixou Quartararo relativamente satisfeito com a sua Yamaha YZR-M1.

“Em geral, podemos estar felizes. Temos um bom ritmo, nossa volta rápida é boa e, sim, estamos prontos e precisamos mudar pouca coisa de acordo com as condições da posta. Esses quatro dias foram bons e não podemos esperar para o fim de semana de corrida”, disse Quartararo, dando uma pista de que o velho desgaste de pneus pode prejudicar o desempenho da moto, sempre muito rápida em curvas.

A primeira das 18 etapas previstas até aqui para o calendário da MotoGP acontece neste domingo (28), com o GP do Catar. Depois de uma semana, o compromisso será novamente no mesmo traçado do circuito de Losail, mas aí sob o nome de GP de Doha.

https://open.spotify.com/episode/56EWZtjjXZerTSc5mEGdpr?si=dXJwGloaQQ6ZEGdY1gUInQ&nd=1

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube