Herrera garante volta ao Mundial e fecha com Ángel Nieto para temporada inaugural da MotoE

A Ángel Nieto anunciou nesta quarta-feira (24) a contratação de María Herrera para a temporada 2019 da Copa do Mundo de MotoE. Espanhola será companheira de equipe de Nico Terol

LEIA TAMBÉM

 A vez das elétricas

O grid da temporada inaugural da Copa do Mundo de MotoE segue tomando forma. Nesta quarta-feira (24), a Ángel Nieto anunciou a contratação de María Herrera. Depois de um ano de ausência, a espanhola retorna ao paddock do Mundial de Motovelocidade para formar par com Nico Terol.

 
Além da Ángel Nieto, a Copa do Mundo de MotoE contará com as outras seis equipes satélites da MotoGP ― Tech3, LCR, Marc VDS, Pramac, Avintia e Gresini ―, além de algumas equipes de Moto2 e Moto3 ― Pons, IntactGP, Ajo e SIC58 Squadra Corse. A VR46 de Valentino Rossi chegou a ser cotada para o campeonato, mas optou por não participar.
María Herrera vai defender o time de Jorge Martínez Aspar na Copa do Mundo de MotoE (Foto: Ángel Nieto)
Até agora, apenas outros cinco pilotos foram confirmados para a temporada inaugural da MotoE: Jesko Raffin vai correr pela IntactGP, Terol pela Ángel Nieto, Matteo Ferrari pela Gresini, e Eric Granado e Xavier Siméon pela Avintia.
 
“Estou realmente feliz por ter assinado com a Ángel Nieto para a Copa do Mundo de MotoE, acho que formamos um bom time”, disse María. “Já estou ansiosa para começar a trabalhar em novembro no primeiro teste, que será a minha primeira vez na moto”, seguiu.
 
“Estou muito feliz, porque esta temporada eu já andei na 600 em um bom nível, mesmo que saiba que a mudança para a MotoE será um novo desafio, e vou continuar treinando do mesmo jeito”, afirmou. “Me falaram algumas coisas sobre a moto, que acho que será muito diferente do que já pilotei antes, mas será só o caso de se ajustar. Só preciso conhecer os mecânico, porque o time eu já conheço do ano passado”, lembrou.
 
“Gosto do fato de ser um time de Valência, porque eu tenho uma ligação especial com esse lugar e a atmosfera será como uma família”, apostou. “Estou empolgada em voltar ao paddock do Mundial e para o máximo de pessoas possível me verem pilotar, porque esta temporada eu já mostrei que posso competir com os melhores”, completou.
 
Chefe da equipe, Jorge Martínez ‘Aspar’ celebrou a chegada de María e se mostrou confiante em um bom desempenho da dupla com Terol.
 
“Estou muito feliz em poder receber María Herrera no time. Ela é uma pilota rápida e nós estamos felizes por podê-la trazer para essa nova estrutura”, comentou Aspar. “Nós temos um desafio pela frente de conquistar outro título mundial e com María e Nico Terol, podemos montar um projeto vencedor nessa categoria”, concluiu.
 
A categoria, que terá motos da italiana Energica, será composta por cinco etapas: Jerez de la Frontera, Le Mans, Sachsenring, Red Bull Ring e Misano. As corridas terão de oito a dez voltas de duração, dependendo do tamanho do circuito.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube