MotoGP
12/01/2018 07:36

Honda confirma expectativa e anuncia Puig como substituto de Suppo no comando do time da MotoGP

A Honda anunciou nesta sexta-feira (12) que Alberto Puig vai assumir o lugar de Livio Suppo no comando do time da MotoGP. Ex-agente de Dani Pedrosa, espanhol já atuava como consultor da HRC, além de ser diretor das Talent Cup asiática e britânica
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Alberto Puig (Foto: Repsol)

A Honda já tem um novo chefe de equipe. A marca da asa dourada anunciou nesta sexta-feira (12) que Alberto Puig vai assumir o posto vago pela saída de Livio Suppo.
 
Alberto Puig vai assumir a chefia da Honda (Foto: Repsol)

Puig assume como chefe do time já no próximo dia 28, quando à MotoGP á início ao primeiro teste coletivo da pré-temporada deste ano. Além da luta pelos títulos, o espanhol, que foi agente de Dani Pedrosa, também será o responsável por definir o line-up de 2019, já que o contrato da dupla atual chega ao fim neste ano.
 
Ex-piloto, Puig estreou no Mundial de Motovelocidade em 1987, correndo nas 250cc. O espanhol se despediu das pistas dez anos depois, tendo no currículo uma vitória e outros quatro pódios nas 500cc. Atualmente, Alberto era consultor da HRC e dirigia as Talent Cup asiáticas e britânicas.
 
Na nova posição, Puig vai se reportar diretamente a Tetsuhiro Kuwata, diretor-geral de operações da Honda. Alberto e Takeo Yokoyama, diretor-técnico, serão responsáveis pelo trabalho em pista.
 
“Ficamos felizes que Alberto assuma um novo papel como chefe da equipe Repsol Honda”, disse Kuwata. “Alberto já faz parte da família HRC há muitos anos, primeiro como piloto e aí consultor, e, por último, gerindo a Ásia Talent Cup, onde ele ajudou jovens pilotos promissores a se desenvolverem no esporte”, listou.
 
“Nós acreditamos que as habilidades dele e grande experiência nos mais altos níveis nas corridas da moto internacionais, junto com sua longa e bem sucedida relação com a HRC, vão dar uma preciosa contribuição à companhia e ao time, que mira ais uma vez lutar no topo do campeonato da MotoGP”, ressaltou. “Damos a Alberto uma calorosa acolhida e desejamos sorte a ele neste novo mundo”, completou.
 
Puig, por sua vez, agradeceu a oportunidade e destacou que já tem uma relação de 25 anos com a Honda.
 
“Sou muito grato à HRC por esta oportunidade que eles estão me dando com a equipe Repsol Honda”, falou Puig. “Estive com a Honda nos últimos 25 anos da minha carreira profissional, primeiro como piloto, aí como chefe de equipe nas categorias menores, e, por fim, como coach de muitos pilotos asiáticos da Honda ao redor do mundo. Ter a chance de estar nesta posição em um dos times mais bem sucedidos a MotoGP é uma honra muito grande para mim, então só posso focar em dar meu melhor para a Honda e tentar ajudá-los a atingir suas metas”, continuou.
 
“Tenho certeza de que nossos pilotos estarão prontos quando chegar a hora, e nós, como um time, também estaremos prontos para mais uma vez lutar pelo título, com humildade, mas também com grande determinação”, finalizou.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018