Honda fala em “respeitar desejo” de Marc Márquez de correr em Jerez: “Sabe dos riscos”

Alberto Puig ainda afirmou que o hexacampeão apenas assumiu os riscos, pois se sente bem e capacitado para correr poucos dias depois da operação no braço direito

Marc Márquez, seja por um motivo ou por outro, consegue sempre ser o centro das atenções na MotoGP. Nesta quinta-feira (23), o motivo da vez foi ter sido liberado para disputar o GP da Andaluzia, segunda etapa da temporada 2020, algo que Alberto Puig, chefe da Honda, crê que o piloto encara com total ciência das consequências que enfrenta.

Parece até mesmo enredo de um filme que força uma situação do protagonista para criarmos algum tipo de envolvimento e torcida. Afinal, pilotar uma moto apenas poucos dias de operar uma fratura no úmero do braço direito parece impensável e improvável, mas é exatamente o que o hexacampeão vai fazer no GP da Andaluzia. Com os testes físicos realizados e o ok do médico, o espanhol é esperado na pista em Jerez.

“A verdade é que não esperava vê-lo aqui. Depois do acidente, estávamos todos muito preocupados. A operação foi espetacularmente bem. Sabemos que o médico é bom, mas foi feito um trabalho espetacular. Disso, acredito que fez uma ótima cirurgia”, afirmou o dirigente em coletiva no circuito andaluz.

Marc Márquez recebe liberação para correr em Jerez (Foto: Repsol)

“Pouco depois de sair da cirurgia, Marc nos disse que não estava nada mal, que não tinha muita dor e que podia mover o braço. Inicialmente, a ideia da Honra era a de que não correria em Jerez e voltasse apenas em Brno. Mas depois de escutá-lo e aos doutores, entendemos que deveríamos respeitar seu desejo”, completou o espanhol.

Alberto ainda explicou que o #93 vai tirar a sexta-feira para descansar e repousar, e então “vai tentar subir na moto no sábado, para entender se está em condições de terminar a corrida. Caso não aguente, sabe que nossa ideia é cancelar sua participação.”

“Mas não se pode parar um piloto como Marc. Se está aqui é porque acredita que pode estar aqui. Quando sobe em uma moto de corrida sabe o que espera. Sabe o risco que corre. Como pode afetar aos demais Marc estar aqui depende de cada um”, encerrou Puig.

Desde o início, a Honda reiterou que sua prioridade era apenas a recuperação de sua jovem estrela, sem contar os dias para seu retorno. Entretanto, nesta semana, Puig deu uma declaração polêmica ao dizer que um possível campeão “não pode ficar muito orgulhoso” por conta do lesionado #93, já que o hexacampeão não estaria na briga.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube