Hungria divulga novo circuito para MotoGP e revela licença para receber Fórmula 1

Autódromo localizado em Debrecen tem licença da FIA para também receber a Fórmula 1. Pista é caracterizada pelos trechos de alta velocidade e terá construção iniciada no segundo semestre

As voltas virtuais no novo autódromo da Hungria (Vídeo: Dromo design)

O novo circuito da Hungria, que sediará a MotoGP a partir de 2023, teve o traçado divulgado. O autódromo será construído na cidade de Debrecen, a segunda maior do país, e será da classe 1 da FIA, o que também classifica o circuito para receber a Fórmula 1.

“Estamos muito satisfeitos que a Dorna decidiu aceitar nossa oferta, e vamos construir uma pista nova, com um novo estilo na MotoGP. O investimento é bem significante, mas quando criamos nosso modelo de negócios, vale a pena. É um bom investimento econômico”, disse Laszlo Palkovics, ministro de tecnologia e inovação nacional da Hungria.

O desenho do traçado de Debrecen, com mais de 5 km e 15 curvas, é marcado por longas retas, que devem atingir algumas das maiores velocidades da MotoGP, atrás apenas do Red Bull Ring, na Áustria. O projeto tem inspirações em circuitos como Assen, Suzuka, Philip Island e Termas de Río Hondo.

Circuito em Debrecen também pode receber F1 (Foto: Dromo)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Band se prepara para transmitir F1 até champanhe acabar’

De acordo com o site húngaro origo.hu, o investimento será de € 188 milhões (cerca de R$ 1,2 bilhão) e vai incluir instalações de serviço e treinamento, além de centros de conferência e um hotel. A proposta é que a obra ajude a recuperar a economia local dos impactos da pandemia de Covid-19. O início da construção está planejado para o segundo semestre de 2021.

A MotoGP teve a Hungria como sede entre 1990 e 1992, no circuito de Hungaroring, mesma praça que a F1 realiza corridas de forma ininterrupta desde 1986.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube