MotoGP

Internado após forte acidente em Motegi, De Angelis é diagnosticado com hemorragia intracraniana

Alex de Angelis foi submetido a uma ressonância magnética neste domingo (11), que revelou uma hemorragia intracraniana. Boletim médico diz que o piloto da Ioda vai passar por uma avaliação neurocirúrgica nesta noite

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
A cobertura completa do GP do Japão no GRANDE PRÊMIO

A organização do Mundial de Motovelocidade divulgou um novo boletim médico na tarde deste domingo (11) sobre a condição de Alex de Angelis. O titular da Ioda foi submetido a uma ressonância magnética, que encontrou uma hemorragia intracraniana.
 
Ainda nos primeiros minutos do quarto treino livre, De Angelis sofreu uma queda no trecho entre as curvas 9 e 10 de Motegi, o que resultou na interrupção do treino em bandeira vermelha. Como é padrão no Mundial de Motovelocidade em casos de acidentes mais graves, a queda de Alex não foi exibida na TV.
Alex de Angelis será acompanhado pelo Dr. Michele Zasa (Foto: Ioda)
O titular da Ioda recebeu atendimento ainda na pista e, pouco após ser levado ao centro médico do circuito de Motegi, foi transferido de helicóptero para Dokkyo Hospital, em Mibu. De Angelis foi, então, submetido a uma tomografia, que revelou uma contusão no pulmão.  Além disso, o piloto de 31 anos também fraturou três costelas, as vértebras torácicas T7, T8 e T9, a vértebra lombar L4 e teve fraturas nos processos transversos das vértebras torácicas T2, T4 e T8.
 
Junto com as fraturas e a lesão no pulmão, De Angelis ainda sofreu uma concussão na cabeça, que, de acordo com o diretor-médico do Mundial de Motovelocidade, vai exigir atenção nos próximos dias.
 
De acordo com o boletim divulgado na tarde deste domingo, a ressonância magnética encontrou uma hemorragia intracraniana em De Angelis, mas o piloto ainda precisa ser submetido a novos exames.
 
“O piloto da MotoGP Alex de Angelis passou por novos exames nesta manhã no Hospital Universitário Dokkyo. Uma ressonância magnética  foi realizada, mostrando uma hemorragia intracraniana”, disse o boletim. “Entretanto, isso precisa ser melhor avaliado, e o piloto será submetido a uma avaliação neurocirúrgica nesta tarde. O Dr. Michele Zasa, da Clinica Mobile, vai ficar com os pilotos nos próximos dias, para poder acompanhar a evolução clínica do paciente”, completou.
 
 
“Tem um trauma torácico com fraturas bilaterais nas costelas, na esquerda e na direita. Ele também sofreu uma concussão na cabeça — a tomografia não mostrou nenhum dano ou sangramento, mas ainda é preciso permanecer em observação pelos próximos dias”, disse Macchiagodena. “Entretanto, o que precisa de mais atenção é o fato de ele ter sofrido uma contusão pulmonar — vamos ter de monitorar isso de perto para garantir que isso não leve a uma restrição respiratória ou qualquer tipo de infecção”, seguiu.
 
“Os primeiros exames também mostraram cinco vértebras fraturadas, das quais três parecem afetar o corpo da vértebra — no momento, não há dano neurológico, mas precisamos garantir que essas fraturas estejam estáveis para que a medula não seja afetada”, explicou. “Por agora, ele precisa ser observado atentamente para podermos determinar se a cirurgia pode ser evitada”, completou Macchiagodena.

 

Alex de Angelis tem hemorragia intracraniana após acidente em...

Posted by Grande Prêmio on Domingo, 11 de outubro de 2015