Miller comanda treino livre 3 em Austin com folga. Marc Márquez é 4º e Quartararo, 6º

O australiano da Ducati fechou a terceira sessão livre no Circuito das Américas com 0s67 de margem para Takaaki Nakagami. Álex Rins ficou em terceiro, seguido por Marc Márquez, Johann Zarco e Fabio Quartararo

Jack Miller tanto insistiu que conseguiu a liderança em Austin. Depois de fechar os treinos de sexta-feira em segundo, o australiano aproveitou a manhã deste sábado (2) para cravar 2min02s923 e assegurou a ponta da folha de tempos do terceiro treino da MotoGP para o GP das Américas com 0s679 de margem para Takaaki Nakagami, o segundo colocado.

O piloto da Ducati passou boa parte da sessão entre os ponteiros, mas foi apenas na penúltima de 16 voltas que assegurou tanta margem no topo desta sessão matutina. Nakagami ainda tentou responder, mas não conseguiu passar de 2min03s602.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Jack Miller liderou a manhã de sábado (Foto: Ducati)

VEJA TAMBÉM
Fatos e curiosidades do GP das Américas de MotoGP
Limite de idade e até mais potência: pilotos dão ideias para combater mortes de crianças

Álex Rins ficou com o terceiro posto, seguido por Marc Márquez, que foi 0s881 mais lento que Jack. Johann Zarco aparece em seguida, à frente de Fabio Quartararo. O líder do Mundial fez a melhor volta em 2min03s867 e ficou a 0s944 de Miller.

Brad Binder assegurou o oitavo posto, diante de Francesco Bagnaia. Jorge Martín completa a lista dos dez melhores em Austin.

A largada do GP das Américas de MotoGP, em Austin, acontece no domingo (3), às 16h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

SAIBA MAIS
Confira os pilotos que avançam direto ao Q2 da classificação em Austin

Saiba como foi o terceiro treino livre da MotoGP para o GP das Américas:

Apesar da previsão de chuva, o sábado em Austin começou com pista seca. Antes de a pista ser liberada para a atividade desta manhã, os termômetros mediam 25°C, com o asfalto chegando a 19°C.

O clima, porém, não era a única preocupação. Os pilotos se mostraram muito incomodados com as condições da pista, já que as ondulações no asfalto estão ainda piores do que em 2019, na última visita do Mundial de Motovelocidade ao Texas. Os competidores classificaram a situação como perigosa e alguns manifestaram o desejo de sequer correr.

Takaaki Nakagami começou a sessão na ponta, com 2min06s101, mas quase que imediatamente foi substituído por Fabio Quartararo, que virou 0s032 melhor. Iker Lecuona, Joan Mir e Álex Rins vinham atrás.

Marc Márquez começou a sessão mostrando bom ritmo em Austin (Foto: MotoGP)

Nakagami conseguiu retomar a ponta da tabela, chegando a 2min04s918, 0s178 melhor que Marc Márquez, o segundo colocado. Quartararo vinha em terceiro, seguido por Aleix e Lecuona.

Marc não demorou muito e saltou para o topo da folha de tempos, superando o japonês da LCR por 0s079. Quartararo conseguiu se manter em terceiro, seguido por Mir e Pol.

Nakagami inverteu o jogo mais uma vez e retornou à primeira posição após anotar 2min04s616, 0s23 melhor que Márquez. Quartararo, Mir e Pol Espargaró formavam o top-5.

Pouco depois, Johann Zarco foi a 2min05s045 e pulou para quarto, 0s429 mais lento do que Nakagami. Mir cai para quinto, seguido por Pol, Miguel Oliveira, Jack Miller, Aleix Espargaró e Lecuona.

Mir, aliás, seguiu o mesmo roteiro de melhora. Com um par de pneus macios, o campeão vigente foi a 2min04s822 e assumiu o segundo posto, 0s206 atrás de Nakagami. Álex Rins fez o mesmo e avançou para oitavo.

Aleix Espargaró caiu na curva 12 já na parte final do treino (Foto: MotoGP)

Já com cerca de 18 minutos para o fim da sessão, Nakagami foi a 2min03s739 para sustentar a liderança, mas agora com 1s083 de margem para Mir, o segundo colocado. Marc vinha em terceiro, à frente de Quartararo e Zarco.

Minutos mais tarde, Jack Miller foi a 2min03s549 e assumiu o comando da sessão, 0s190 melhor que Nakagami. Oliveira também melhorou e ficou em terceiro, diante de Márquez.

Álex Márquez sofreu uma queda na curva 1 de Austin, mas escapou de maiores lesões.

Rins foi para a quarta colocação pouco depois, à frente de Zarco. Márquez caiu para sétimo, diante de Mir e Franco Morbidelli.

Franco Morbidelli entrou no top-10 nos minutos finais do TL3 (Vídeo: MotoGP)

Nos minutos finais, o ritmo subiu, já que os pilotos tinham definir quem avançaria direto ao Q2 da classificação. Marc Márquez pulou para terceiro, 0s255 atrás de Miller. Zarco tomou a quarta colocação, diante de Quartararo, Rins e Pol Espargaró, que tinha dado uma bela sacudida após pegar uma ondulação.

Já nos minutos finais, Luca Marini caiu no segundo setor, mas escapou sem maiores problemas, apenas com a moto danificada.

Franco Morbidelli foi a 2min04s510 e subiu para nono, 0s961 atrás de Miller. Valentino Rossi também foi mais rápido e apareceu em 11º.

Jack, então, foi a 2min02s923 e ampliou para 0s816 a margem na ponta. Quase que de imediato, Rins passou 0s012 melhor que Nakagami para ficar com o segundo posto.

Jack Miller comemorou de maneira tradicional em Austin (Vídeo: MotoGP)

Takaaki respondeu na mesma moeda e voltou ao segundo lugar, baixando para 0s679 a margem de Márquez.

Já com a bandeira quadriculada tremulando em Austin, Enea Bastianini pulou para décimo, com Pol Espargaró confirmando o sétimo posto. Oliveira, então, passou o piloto da Avintia para ficar com o 10º posto.

Com 2min04s040, Brad Binder pulou para oitavo, 1s117 atrás de Miller.

VEJA TAMBÉM
Como fica o grid da MotoGP para a temporada 2022?
Marc Márquez atende chamado de mãe e surpreende fã mirim em Misano
Bagnaia corta 5 pontos da vantagem de Quartararo na MotoGP. Veja classificação
Bagnaia vai da explosão à sobrevivência e gabarita de novo na pós-graduação da MotoGP
Quartararo mantém alto nível e se permite queimar gordura na reta final da MotoGP 2021
Bastianini brilha em Misano e mostra que Ducati tem mais um diamante nas mãos na MotoGP
Yamaha x Ducati: diferentes e parecidas, construtoras partilham protagonismo em 2021
KTM volta a perder rendimento e vive de raros lampejos na reta final da MotoGP em 2021

MotoGP 2021, GP das Américas, Austin, Treino livre 3:

1J MILLERDucati2:02.923 
2T NAKAGAMILCR Honda2:03.602+0.679
3A RINSSuzuki2:03.727+0.804
4M MÁRQUEZHonda2:03.804+0.881
5J ZARCOPramac Ducati2:03.823+0.900
6F QUARTARAROYamaha2:03.867+0.944
7P ESPARGARÓHonda2:04.020+1.097
8B BINDERKTM2:04.040+1.117
9F BAGNAIADucati2:04.125+1.202
10J MARTÍNPramac Ducati2:04.197+1.274
11M OLIVEIRAKTM2:04.260+1.337
12E BASTIANINIAvintia Ducati2:04.427+1.504
13J MIRSuzuki2:04.494+1.571
14F MORBIDELLIYamaha2:04.510+1.587
15V ROSSISRT Yamaha2:04.860+1.937
16I LECUONATech3 KTM2:04.890+1.967
17A DOVIZIOSOSRT Yamaha2:05.310+2.387
18A MÁRQUEZLCR Honda2:05.539+2.616
19A ESPARGARÓAprilia Gresini2:05.558+2.635
20L MARINIAvintia VR46 Ducati2:05.928+3.005
21D PETRUCCITech3 KTM2:06.050+3.127

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar