Miller prioriza “melhores resultados” para definir futuro na MotoGP: “Não estou ansioso”

Jack Miller já sabe que perdeu a vaga na KTM para a temporada 2025 da MotoGP, mas mostra muita tranquilidade para definir o futuro na categoria. O australiano admite que precisa melhorar a performance e ainda brincou dizendo que existem poucos interessados em seus serviços

Jack Miller ainda não possui vaga definida na temporada 2025 da MotoGP. A única certeza do australiano é que não vai correr na equipe de fábrica da KTM, abrindo espaço para o jovem Pedro Acosta assumir o posto. Mesmo assim, parece que não há muita pressa para resolver o futuro.

Uma das chances de Miller é assumir a vaga deixada por Acosta na Tech3 GasGas, uma equipe satélite da KTM, mas o italiano Enea Bastianini — atualmente na Ducati — surge como favorito para o posto no próximo ano. O nome do australiano, porém, já foi especulado na Honda para 2025, mas sem grandes avanços nas conversas.

Relacionadas


Em 2024, Miller vive uma situação complicada, com apenas 27 pontos conquistados em sete etapas já disputadas, tendo apenas um top-10 no ano, em Portimão. Além disso, está 85 pontos atrás do companheiro Brad Binder e com 101 de desvantagem para Acosta. Questionado sobre a necessidade de resolver o futuro, despistou.

“Meu trabalho é um segredo neste momento, estou buscando um novo emprego. Óbvio, é uma clara decisão [da KTM], pois [o Acosta] está fazendo um trabalho fantástico. É um novato incrível e, como sabemos, um talento geracional, então foi o passo lógico”, disse Miller.

Jack Miller tem tido pouco destaque na MotoGP em 2024 (Foto: Red Bull Content Pool)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Não estou ansioso para assinar um pedaço de papel com os resultados atuais que tenho. Não me leve a mal, não é como se tivesse uma lista enorme de equipes querendo me dar um contrato. Mas terei um lugar, não estou preocupado. Como disse, não estou ansioso para assinar, prefiro ter melhores resultados e me ajudar um pouco”, completou.

Até o momento, a MotoGP possui apenas nove pilotos com contrato assinado para a próxima temporada. Ainda restam 13 vagas disponíveis no grid, com algumas bem próximas de um desfecho, mas ainda sem confirmações oficiais. A Tech3 GasGas, por exemplo, ainda possui dois lugares indefinidos.

“Acredito que a Tech3 não é mais uma equipe satélite. É basicamente uma moto de fábrica, mas vermelha, todo mundo sabe disso”, destacou o australiano.

MotoGP volta a acelerar entre 28 de 30 de junho para o GP da Holanda, em Assen, com a 8ª etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.