Miller reforça confiança em decisão da Ducati após troca de motor: “Querem o melhor”

Piloto australiano afirmou estar completamente de acordo com mudança de motor na Ducati. A montadora italiana vai correr em 2022 com uma especificação híbrida

GUIA MOTOGP 2022: FAVORITOS, NOVATOS E PALPITES PARA TEMPORADA

Após a Ducati atender aos pedidos de Francesco Bagnaia e mudar seus motores às vésperas do GP do Catar, o companheiro de equipe do italiano, Jack Miller, afirmou confiar plenamente na decisão da montadora. A escolha do time foi feita por ‘Pecco’ e, devido ao regulamento, o piloto australiano teve que acatar.

A Ducati optou por utilizar o motor com especificações do ano passado no GP deste fim de semana. De acordo com a equipe, a decisão se deu pela potência da peça para 2022, deixando a moto muito agressiva e comprometendo o equilíbrio em alguns momentos.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Jack Miller correrá novamente ao lado de Pecco na Ducati em 2022 (Foto: Divulgação/MotoGP)

“Não é o motor de 2021 ou o de 2022. É o motor da Ducati, que escolheram para nós na equipe de fábrica. Eles querem o melhor para nós, querem que nós tenhamos as melhores chances, e estou feliz com o resultado”, contou Miller.

“Confio 100% na decisão. Agora só tenho que dirigir a moto que me deram, então é o que é. Não estou reclamando. Eles investiram milhões de dólares nesse projeto e pensar que não nos dariam o melhor que podem seria estúpido”, revelou.

Quem também falou sobre a troca de motor foi o principal responsável pela mudança, Francesco Bagnaia. O atual vice-campeão mundial defendeu a escolha e explicou os motivos da decisão da Ducati.

LEIA TAMBÉM
Suzuki abre com pé direito no Catar 2022 de fábricas fortes na MotoGP

Francesco Bagnaia também falou sobre a troca de motor na Ducati (Foto: Divulgação/MotoGP)

“O motor é um ‘mix’. Não é o que usamos em Jerez, nem o que usamos em Mandalika, nem o da Malásia”, começou a detalhar. “Não é o motor do ano passado, não é completamente o motor desse ano. É um ‘mix’ e, durante os testes que andei com ele, fiquei feliz. Nós juntamente decidimos usá-lo. Depois de Mandalika, vimos o potencial dessa especificação. Decidimos usar porque simplesmente era melhor”, afirmou ‘Pecco’.

“Estava mais rápido em mais de um circuito. O negócio é: queremos vencer e pensamos que, para isso, precisamos usar esse motor”, finalizou.

A classificação da MotoGP para o GP do Catar, em Lusail, acontece neste sábado (5), às 12h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da abertura do Mundial de Motovelocidade 2022.

GUIA DA MOTOGP 2022
MotoGP abre era pós-Rossi com menu extenso e pratos para lamber os beiços
MotoGP mantém estabilidade e só tem mudanças pontuais no regulamento
Acosta chega forte, mas Moto2 é livro aberto na busca por protagonista
Volta de Carrasco e estreia de Moreira deixam olhos atentos à Moto3
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Yamaha ainda sofre com motor, mas busca evolução na MotoGP
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Quartararo sai da glória de campeão para a luta de se manter no topo
Sem ícone máximo, MotoGP tem de descobrir novo mundo em era pós-Rossi
Ducati cria casca e entra na temporada 2022 com pressão do favoritismo
KTM chega cercada de incertezas após tropeços e decepções na MotoGP
Bagnaia ganha Ducati e vira bola da vez na MotoGP mesmo derrotado em 2021
De campeão a surpresa, novatos invadem MotoGP com diferentes expectativas
Suzuki atende pilotos e surge vitaminada com melhora na moto e novo chefe
Honda torce por Marc Márquez inteiro para voltar do ostracismo em 2022
Marc Márquez chega a 2022 para recuperar forma e retomar domínio

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar