Mir destaca “muito trabalho” da Honda, mas pontua: “Não me senti confortável”

Joan Mir até valorizou o trabalho árduo da Honda ao longo da pré-temporada e viu a equipe com algumas evoluções, mas não gostou do comportamento da moto RC213V nos primeiros testes na Malásia

A temporada 2023 da MotoGP não foi boa para a Honda, especialmente para a equipe de fábrica, que passou zerada ao longo do campeonato. Por isso, a montadora japonesa se esforça para se recuperar em 2024 e fez diversas mudanças na RC213V. No primeiro dia de testes em Sepang, Joan Mir até destacou alguns pontos positivos, mas pediu cautela.

Na atividade inicial no circuito malaio, o campeão mundial de 2020 terminou na 14ª colocação, com quase 0s8 de desvantagem para o líder Jorge Martín. Mesmo assim, foi o segundo melhor piloto com moto da Honda durante a sessão — Johann Zarco, da LCR, ficou com o décimo lugar.

“Hoje, não me senti confortável, não melhoramos muito em relação ao shakedown. É só o primeiro dia, mas precisamos analisar os detalhes”, disse Mir.

“Estou feliz porque a Honda está trabalhando muito, mas a realidade é que não estamos onde deveríamos estar. Não acredito que nossa situação vai se resolver com um par de testes”, acrescentou o espanhol.

Joan Mir espera que a Honda melhore após sofrer durante 2023 (Foto: Repsol)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Ainda estamos trabalhando. No geral, me encontro melhor, mais confortável. Temos muito mais peças para experimentar do que no ano passado, algumas coisas estão bem melhores. O ponto positivo é que o motor que trouxeram acelera mais”, completou.

Em 2024, Joan Mir vai correr pelo segundo ano consecutivo no time de fábrica da Honda. Depois de ter a companhia de Marc Márquez no campeonato passado, o espanhol agora vai correr ao lado de Luca Marini, que saiu da VR46.

MotoGP ainda acelera nos dias 7 e 8 de fevereiro, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

LEIA TAMBÉM
📌 Pequena Gresini se posiciona entre gigantes, mas com missão árdua na MotoGP 2024
📌 Marini assume batata quente, mas acerta em se descolar do irmão e encarar Honda
📌 Bastianini assume responsabilidades, mas sabe: é tudo ou nada na MotoGP 2024
📌 Acosta chega como novo Marc Márquez na MotoGP: é justo com ele?
📌 MotoGP até cresce, mas ganhar terreno no campo global vai além de novo formato
📌 KTM avança, mas ainda distante de protagonismo na MotoGP: o que falta?

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.