Zarco bate Quartararo por 0s09 e puxa 1-2 francês em Le Mans. Rossi é nono

Mesmo que em casa, os franceses puderam comemorar um 1-2 caseiro no primeiro dia de treinos da MotoGP para o GP da França. Valentino Rossi se mostrou mais forte e fechou a sexta-feira (14) dentro do top-10

França dominou o primeiro dia de treinos em Le Mans Vídeo: MotoGP)

Le Mans teve uma sexta-feira (14) caseira na MotoGP. Em um dia frio e nublado, Johann Zarco aproveitou a reta final do segundo treino livre para destronar Fabio Quartararo e assegurar a liderança em Le Mans.

O piloto da Yamaha passou a maior parte da sessão do topo da folha de tempos, mesmo com uma queda na curva 3, que muita gente derrubou nesta tarde francesa. Nos minutos finais, porém, Johann baixou para 1min34s747 para assegurar o comando, 0s095 melhor que o conterrâneo de Nice.

WEB STORY
⇝ Fatos e curiosidades sobre o GP da França de MotoGP

Johann Zarco liderou a tarde em Le Mans (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Maverick Viñales foi 0s389 mais lento que o companheiro no time dos três diapasões e fechou o dia em terceiro, à frente de Pol Espargaró. Franco Morbidelli aparece para completar um top-05 separado por 0s532.

Com 1min32s296, Miguel Oliveira colocou a KTM no sexto lugar, escoltado por Jack Miller, que também caiu nesta tarde. Marc Márquez foi oitavo.

Mais animado depois do teste coletivo de Jerez, Valentino Rossi cravou 1min32s669 na melhor de 24 voltas e ficou em nono, 0s922 atrás do líder. Takaaki Nakagami fecha a lista dos dez melhores.

Quinta etapa da temporada, o GP da França de MotoGP está marcado para este domingo (16), às 9h (de Brasília). Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Saiba como foi o treino 2 para o GP da França de MotoGP:

Assim como aconteceu mais cedo, o segundo treino desta sexta-feira me Le Mans começou com frio e o céu bastante carregado. Quando o cronômetro passou a contar os 45 minutos de sessão, os termômetros mediam 15°C, com o asfalto chegando só a 16°C. A velocidade do vento era de 5 km/h.

Diferente desta manhã, porém, os pilotos conseguiram ir para a pista com pneus slicks. Com previsão de chuva para todo o fim de semana, o pelotão precisava tratar de assegurar a melhor marca possível em qualquer janela de pista seca para tentar avançar direto ao Q2 da classificação.

Fabio Quartararo começou o TL2 no comando da MotoGP (Vídeo: MotoGP)

Fabio Quartararo abriu a sessão na ponta com 1min34s221, 1s245 melhor que Aleix Espargaró. Já nas primeiras voltas, os tempos eram bastante melhores que os registrados mais cedo em Le Mans, quando Jack Miller liderou com 1min38s007.

No giro seguinte, Fabio melhorou para 1min33s025 para manter a liderança, agora 0s453 mais rápido que Rins. Takaaki Nakagami apareceu em terceiro, à frente de Pol Espargaró, Johann Zarco e Valentino Rossi.

Com um par de macios, Quartararo melhorou mais um pouco, alcançando 1min32s689, 0s362 melhor que Rins. Viñales vinha em terceiro, à frente de Bagnaia, Marc Márquez e Pol Espargaró.

Aleix Espargaró caiu ainda no início do segundo treino (Vídeo: MotoGP)

Ainda no início da sessão, Aleix Espargaró sofreu uma queda na chicane de Le Mans, mas escapou sem ferimentos maiores. Pouco depois, foi Bagnaia quem caiu. O tombo na curva 3, porém, não machucou o italiano, mas fez a Desmosedici precisar de uma carona rumo aos boxes da Ducati.

Aleix logo voltou à pista com a moto reserva, mas caiu outra vez, de novo na curva 3. O catalão conseguiu voltar para a moto e tratou de retornar aos boxes pela via de serviço de Le Mans, empurrado por uma scooter.

Enquanto isso, Quartararo seguia confortável na liderança, agora com 1min32s120, 0s591 melhor que Nakagami. Rins era o terceiro, à frente de Bagnaia, Viñales e Mir.

Aleix Espargaró teve um momento de ‘Seu Madruga’ após sofrer a segunda queda da tarde na curva 3 (Vídeo: MotoGP)

A curva 3, tradicionalmente o principal palco de acidentes em Le Mans, fez um nova vítima na sequência: Quartararo. O piloto da Yamaha, que ainda se recupera de uma cirurgia, não aparenta ter se ferido com gravidade, mas voltou aos boxes de carona.

O festival de quedas continuou, mas agora em um ponto diferente. Miller caiu na Museé, a curva 7, com pouco mais de 18 minutos para o fim da sessão. Em um trecho de brita bastante funda, Miller e outros quatro comissários trataram de empurrar a Ducati para tentar voltar da pista. O australiano conseguiu ligar a moto no tranco e, depois de agradecer a ajuda, voltou para o treino.

Com pneus novos após uma passagem pelos boxes da SRT, Rossi avançou para o décimo posto, 1s241 atrás de Quartararo. O italiano insistiu mais um pouco e subiu para oitavo, agora 0s793 melhor que Fabio.

Jack Miller voltou para a pista logo depois de cair (Vídeo: MotoGP)

Quem também melhorou foi Viñales, que pulou para segundo, 0s428 atrás do companheiro de equipe. Nakagami seguia em terceiro, com Rins, Zarco, Bagnaia, Mir, Rossi, Pol Espargaró e Marc Márquez no top-10.

Já na reta final da sessão, Morbidelli foi a 1min32s699 para formar um 1-2-3 da Yamaha, mas Pol Espargaró desfez a formação na sequência ao pular para segundo, 0s017 atrás de Quartararo.

Miller também melhorou e assumiu o quarto posto, mas caiu uma posição de imediato, com Morbidelli se instalando em terceiro. Mais atrás, Miguel Oliveira avançou para o nono lugar.

Marc Márquez cravou 1min32s652 com pouco mais de dois minutos para o fim e passou a ocupar a sexta colocação, 0s532 atrás do francês da Yamaha.

Álex Rins se apressou em pular as barreiras após cair no fim do TL2 (Vídeo: MotoGP)

Quartararo, aliás, melhorou também, chegando a 1min31s842, 0s295 melhor que Pol. Zarco, então, saltou para segundo, formando um 1-2 caseiro.

Com menos de dois minutos para o fim, Joan Mir caiu na curva 8, mas escapou de lesões maiores. Na sequência, Rins foi para o chão na 3.

Com só 3s ainda no cronômetro, Zarco passou em 1min31s747 e tomou a liderança de Fabio por 0s095. Mais atrás, Rossi subiu para nono, encerrando a sessão.

MotoGP 2021, GP da França, Le Mans, Treino livre 2:

1J ZARCOPramac Ducati1:31.747 
2F QUARTARAROYamaha1:31.842+0.095
3M VIÑALESYamaha1:32.136+0.389
4P ESPARGARÓHonda1:32.137+0.390
5F MORBIDELLISRT Yamaha1:32.279+0.532
6M OLIVEIRAKTM1:32.296+0.549
7J MILLERDucati1:32.361+0.614
8M MÁRQUEZHonda1:32.632+0.885
9V ROSSISRT Yamaha1:32.669+0.922
10T NAKAGAMILCR Honda1:32.711+0.964
11A RINSSuzuki1:32.762+1.015
12F BAGNAIADucati1:32.800+1.053
13J MIRSuzuki1:32.908+1.161
14A ESPARGARÓAprilia Gresini1:32.946+1.199
15I LECUONATech3 KTM1:33.040+1.293
16B BINDERKTM1:33.117+1.370
17A MÁRQUEZLCR Honda1:33.204+1.457
18T RABATPramac Ducati1:33.361+1.614
19E BASTIANINIAvintia Ducati1:33.536+1.789
20L SAVADORIAprilia Gresini1:33.985+2.238
21L MARINIAvintia VR46 Ducati1:34.147+2.400
22D PETRUCCITech3 KTM1:34.520+2.773
     
 Condições do tempoPISTA SECA ar: 15ºC | pista: 14ºC

LEIA MAIS
⇝ Sorte sorri para Miller, que apazigua críticos e sai protagonista do GP do Espanha
⇝ Falta de segurança irrita pilotos e coloca futuro da MotoGP em Jerez em xeque
⇝ Red Bull Rookies Cup: a categoria de base de ouro do Mundial de Motovelocidade
⇝ Pol Espargaró escancara frustração após quatro GPs e se mostra perdido na Honda
⇝ Ducati consegue raro desempenho em Jerez e se permite sonhar com título em 2021
⇝ Lado a lado: as vitórias de Jack Miller na classe rainha do Mundial de Motovelocidade
⇝ Azar desprestigia Morbidelli em 2021. Mas Yamaha tem obrigação de corrigir futuro
⇝ KTM sofre com novos pneus e desmancha evolução obtida em 2020 após quatro etapas
⇝ Na Garagem: Pedrosa usa força da Honda na China e vence na 4ª corrida na MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar