Martín assombra concorrência e lidera TL1 da MotoGP na Austrália. Bagnaia é 11º

Jorge Martín não deu chances para a concorrência no primeiro treino para o GP da Austrália e liderou com extrema facilidade. Augusto Fernández foi a grata surpresa da sessão e ficou com o segundo lugar

Jorge Martín quis mostrar rapidamente que está recuperado da queda sofrida na Indonésia. Pior para a concorrência no primeiro treino livre da MotoGP em Phillip Island, palco do GP da Austrália. O espanhol marcou 1min29s039 e foi mais de sete décimos mais rápido que Augusto Fernández, o segundo colocado.

Maverick Viñales novamente andou bem e ficou na terceira posição. Brad Binder, Johann Zarco, Marco Bezzecchi, Álex Márquez, Jack Miller, Enea Bastianini e Aleix Espargaró completaram o top-10 da sessão.

Jorge Martín foi sete décimos mais rápido que a concorrência (Foto: Red Bull Content Pool)

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Líder do campeonato, Francesco Bagnaia teve uma sessão discreta e ficou apenas no 11º lugar, a 1s479 do rival na briga pelo título. Durante a sessão, o italiano da Ducati foi visto cometendo erros e até memso examinando a mão direita durante uma volta lenta.

O treino da MotoGP para o GP da Austrália, em Phillip Island, acontece nesta sexta-feira, à 1h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade.

Saiba como foi o primeiro treino livre da MotoGP para o GP da Austrália:

O treino começou com tempo aberto e sol, mas temperatura de 21ºC no ar e apenas 32ºC na pista, com umidade na faixa de 65%, além de ventos de 13 km/h. Assim que a luz verde pintou, todo o grid saiu para testar o circuito australiano.

O início do TL1 em Phillip Island (Vídeo: MotoGP)

Com 1min33s868, Fabio Di Giannantonio" target="_blank">Fabio Di Giannantonio saiu na frente, mas logo foi superado pela dupla da Aprilia, com Maverick Viñales na frente. Não demorou muito a liderança passou para as mãos de Jorge Martín, com 1min29s882.

Brad Binder também foi bem e pulou para segundo, a 0s403 de Martín, seguido de perto por Johann Zarco. Retornando ao grid depois de lesão, Álex Márquez subiu para o quarto lugar.

Na curva 10, Marc Márquez foi a primeira vítima do dia. O piloto da Honda perdeu o equilíbrio na freada, caiu e escorregou para fora do circuito australiano. Apesar do susto, se levantou sozinho e seguiu na disputa do treino.

Marc Márquez foi a primeira vítima do grid na Austrália (Vídeo: MotoGP)

Outro postulante ao título, Bagnaia mostrava resultado mais discreto. Em volta rápida, o líder do campeonato subiu para o oitavo lugar, com 1min30s602, logo atrás do companheiro Enea Bastianini.

Depois do pódio na Indonésia, Fabio Quartararo começou o dia sofrendo. Em sua décima volta, o francês evoluiu e fez 1min30s858, subindo apenas para a 16ª posição, com pneu macio na dianteira e médio na traseira.

A metade da sessão foi mais calma na pista, com a maior parte dos pilotos nos boxes em busca de novos acertos nas motos.

A 23 minutos para o fim, Jorge Martín retornou ao circuito com pneus médios, mas girando mais de um segundo mais alto que seu tempo anterior. Enquanto isso, Jack Miller evoluiu e fez o 11º tempo.

Com pista livre pela frente, Viñales acertou uma boa volta e pulou para o segundo lugar na tabela de tempos, com 1min30s232, ainda a 0s350 de Martín. Marco Bezzecchi foi outro que evoluiu, indo para quinto.

Bagnaia se assustou com Marini e reduziu a velocidade na volta rápida (Vídeo: MotoGP)

Depois da queda, Marc Márquez conseguiu retornar para a pista, com 20 minutos para o fim do primeiro treino livre.

Outra Honda foi para o chão no treino, dessa vez da LCR. Álex Rins perdeu a traseira da moto na curva 6 e saiu mancando, além de ocasionar bandeira amarelo no segundo setor da pista.

Logo depois, uma grata surpresa. Augusto Fernández andou bem, fez 1min30s269 e saltou para a terceira colocação na sessão.

Nos minutos finais, boa parte do grid saiu para fazer testes com os pneus, para ver a durabilidade. Martín e Zarco, ambos da Pramac, não conseguiram melhorar suas respectivas marcas, assim como Bezzecchi.

Apesar de poucos pilotos melhorando, Aleix Espargaró conseguiu o nono tempo, com 1min30s480. Marc Márquez também fez uma volta rápido e foi para o 11º lugar.

A 3 minutos para o fim, Bagnaia errou e saiu da pista, mas sem cair. Enquanto passava pela área de escape, o italiano da Ducati foi flagrado examinando a mão direita. Ele retornou aos boxes, mas depois acelerou novamente.

MotoGP 2023, GP da Austrália, Phillip Island, Treino Livre 1:

1J MARTÍNPramac Ducati1:29.039 
2A FERNÁNDEZGasGas Tech31:29.759+0.720
3M VIÑALESAprilia1:29.777+0.738
4B BINDERKTM1:30.285+1.246
5J ZARCOPramac Ducati1:30.311+1.272
6M BEZZECCHIVR461:30.434+1.395
7Á MÁRQUEZGresini Ducati1:30.434+1.395
8J MILLERKTM1:30.453+1.414
9E BASTIANINIDucati1:30.464+1.425
10A ESPARGARÓAprilia1:30.480+1.441
11F BAGNAIADucati1:30.518+1.479
12M MÁRQUEZHonda1:30.614+1.575
13P ESPARGARÓGasGas Tech31:30.675+1.636
14A RINSLCR Honda1:30.678+1.639
15R FERNÁNDEZRNF Aprilia1:30.753+1.714
16F DI GIANNANTONIOGresini Ducati1:30.819+1.780
17T NAKAGAMILCR Honda1:30.834+1.795
18F QUARTARAROYamaha1:30.858+1.819
19F MORBIDELLIYamaha1:30.940+1.901
20J MIRHonda1:30.972+1.933
21M OLIVEIRARNF Aprilia1:31.163+2.124
22L MARINIVR461:31.332+2.293
Bagnaia foi aos boxes para ver problema na mão (Vídeo: MotoGP)

O fim da sessão ainda viu Maverick Viñales acertar grande volta, com 1min29s777, tomando a dianteira. A sensação, porém, durou pouco e Martín cravou 1min29s266 para reassumir a liderança.

O espanhol da Pramac ainda tinha mais equipamento e baixou mais o tempo, com 1min29s039. Augusto Fernández também foi bem no minuto final e fez o segundo melhor tempo. Viñales, Binder e Zarco completaram o top-5.

Moreira prova na Indonésia que educação sempre vence. Inclusive no esporte
🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.