Líder da MotoGP, Bagnaia vê Ducati em bom momento e espera melhora em Le Mans

O italiano considerou que o traçado da França é mais adequado para as características da Desmosedici do que as últimas pistas que receberam a MotoGP

Jack Miller celebrou a vitória com os integrantes da Ducati (Vídeo: MotoGP)

Francesco Bagnaia espera ver a Ducati ainda mais forte em Le Mans. O jovem italiano considera que o traçado da França, palco da quinta etapa da temporada 2021 da MotoGP, se ajusta melhor às características da Desmosedici do que os últimos circuitos do calendário.

Historicamente, Jerez de la Frontera não é uma das pistas mais fortes para a casa de Bolonha, mas os italianos saíram do GP da Espanha no início do mês com uma 1-2 liderado por Jack Miller e com Pecco na liderança da MotoGP, dois pontos à frente de Fabio Quartararo.

Francesco Bagnaia foi ao pódio em três das quatro corridas de 2021 (Foto: Ducati)

LEIA MAIS
⇝ Sorte sorri para Miller, que apazigua críticos e sai protagonista do GP do Espanha
⇝ Falta de segurança irrita pilotos e coloca futuro da MotoGP em Jerez em xeque
⇝ Red Bull Rookies Cup: a categoria de base de ouro do Mundial de Motovelocidade
⇝ Pol Espargaró escancara frustração após quatro GPs e se mostra perdido na Honda
⇝ Ducati consegue raro desempenho em Jerez e se permite sonhar com título em 2021
⇝ Lado a lado: as vitórias de Jack Miller na classe rainha do Mundial de Motovelocidade
⇝ Azar desprestigia Morbidelli em 2021. Mas Yamaha tem obrigação de corrigir futuro
KTM sofre com novos pneus e desmancha evolução obtida em 2020 após quatro etapas

“Estou realmente empolgado por estar de voltar à ação neste fim de semana”, disse Bagnaia. “Nos últimos dois GPs, conseguimos bons resultados em pistas onde sofremos no passado. Espero que possamos continuar a ser tão competitivos também nos próximos dois circuitos, que são mais favoráveis às características da nossa moto”, seguiu.

Bagnaia, que esta na terceira temporada na classe rainha, lembrou que a corrida do ano passado foi atrapalhada pela chuva, o que o fez terminar em 13º. Ainda assim, o integrante da Academia de Pilotos VR46 acredita que pode se sair melhor em 2021.

“Ano passado, em Le Mans, eu consegui me classificar em sétimo, mesmo que tenha tido dificuldades com as baixas temperaturas no início do fim de semana”, recordou. “Me senti forte, mas a chuva atrapalhou a minha corrida. Vamos ver como será o clima neste fim de semana”, ressaltou.

“A minha sensação com a Desmosedici segue sendo muito boa, então estou confiante de que posso fazer uma boa corrida, também no molhado”, completou.

A MotoGP volta à ação no dia 16 de maio, com o GP da França, quinta etapa do calendário. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar