Lorenzo descarta culpa da Yamaha por falta de testes: “Não estão me desperdiçando”

O espanhol afirmou crer que a fábrica de Iwata fez todo o possível para que participasse do máximo de sessões de testes ao longo da temporada

Jorge Lorenzo saiu em defesa da Yamaha e de seu papel como piloto de testes. O espanhol insistiu que a equipe japonesa não está desperdiçando seu talento na função, creditando a falta de atividades realizadas em 2020 a pandemia do novo coronavírus.

No final de 2019, o tricampeão comunicou sua aposentadoria das pistas após uma difícil temporada com a Honda. Pouco tempo depois, a fábrica de Iwata anunciou o competidor na vaga de testador oficial do time.

Entretanto, em 2020, o piloto de Palma de Maiorca rodou apenas dois dias com a YZR-M1, retornando para as pistas nesta quarta-feira (7) em atividade coletiva em Portimão, circuito que recebe o GP de Portugal, última etapa da temporada, no dia 22 de novembro.

Jorge Lorenzo, Yamaha, MotoGP 2020
Lorenzo integrou os testes coletivos em Algarve com a Yamaha (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Quero acreditar, e realmente acredito, que a Yamaha tentou de tudo para realizar o máximo de testes possíveis, mas as circunstâncias do Covid-19 não permitiram. Claro, acredito que sem o coronavírus teríamos os 15 ou 16 dias de atividades que havíamos planejado”, apontou ao Autosport.

“Mas, não, não acredito que estão me desperdiçando, especialmente de propósito, como piloto de testes, pois acredito que economicamente falando [é] a equipe que mais gasta dinheiro com isso [testando]. Então, não é lógico pensar assim. Realmente acredito que a Covid-19 não ajudou o time a testar mais”, completou o espanhol.

Fabio Quartararo chegou a questionar a falta da presença de Jorge em mais atividades com a moto. O francês disse não entender o motivo do espanhol não rodar com a moto da Yamaha. Na época, o piloto justificou dizendo ser por motivo da pandemia e que sua prioridade é renovar o contrato na função.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da França, décima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube