MotoGP

Lorenzo diz ter “muito potencial com a Honda” e vê evolução com lesões: “Dor nas costelas melhorou muito”

Ainda se recuperando de lesões no punho e nas costelas, Jorge Lorenzo contou que melhorou bastante desde o GP do Catar. O #99 lembrou que Termas de Río Hondo não é um de seus circuitos mais fortes, mas torce por uma mudança de cenário com a Honda

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Jorge Lorenzo chega ao GP da Argentina ainda em recuperação. Depois de iniciar a temporada 2019 lidando com uma fratura no escafoide esquerdo, o #99 sofreu uma queda forte no Catar e acabou fissurando uma costela.
 
Ainda em recuperação, Lorenzo explicou que já se sente um pouco melhor e vai para Termas de Río Hondo esperando ter uma performance melhor do que aquela apresentada na estreia pela Honda.
Jorge Lorenzo ainda não está completamente em forma (Foto: Repsol)
“Apesar de não termos terminado onde gostaríamos, o Catar mostrou que temos muito potencial com a Honda”, afirmou Lorenzo. “A Argentina vai nos dar a chance de continuar melhorando na moto”, continuou.
 
“Foquei completamente na minha recuperação entre as corridas. O punho parece melhor e a dor nas costelas também melhorou muito desde a corrida”, contou. 
 
Dono de um único pódio na pista de Santiago del Estero ― um terceiro lugar em 2014 ―, Lorenzo falou em tentar mudar esse histórico com a RC213V.
 
“No passado, a Argentina não foi um dos meus circuitos mais fortes, mas a Honda apresenta uma nova oportunidade”, concluiu.