MotoGP

Lorenzo evita se colocar entre favoritos ao título e lista quatro nomes: Márquez, Rossi, Viñales e Dovizioso

Em processo de recuperação da lesão sofrida na mão esquerda, Jorge Lorenzo preferiu não se colocar como um dos favoritos à briga pelo título da MotoGP em 2019. E listou os quatro nomes que crê que devem lutar pelo posto de mais rápido do motociclismo

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Fora dos testes na Malásia por lesão na mão esquerda, Jorge Lorenzo já não se vê como um dos candidatos ao título da MotoGP em 2019 graças ao tempo perdido para se acostumar com sua nova Honda RC213V.

Segundo o espanhol, em entrevista site oficial da MotoGP, a lista tem quatro nomes: e o dele não é um dos presentes.

"Maverick Viñales, Andrea Dovizioso, Valentino Rossi e Marc Márquez", disse Lorenzo — que vai ser companheiro do atual campeão na Honda.

"Eu sempre digo que na MotoGP tudo é possível, mas é claro que preciso ser realista e tenho de entender minhas limitações no momento", seguiu.
Jorge Lorenzo (Foto: HRC)
"Limitações, mas não acredito em falta de velocidade, de talento, de motivação ou de trabalho duro. É sobre a experiência [com a moto], não? Só três ou quatro testes não são suficientes para entender a moto perfeitamente e não será fácil. E também tem minhas últimas lesões. Então, com certeza, vou sofrer um pouco no Catar e nas duas ou três primeiras corridas."

Em seguida, Lorenzo voltou a comentar sobre os favoritos e deu suas razões para listá-los: "Acho que meu objetivo é melhorar a moto, ser capaz de competir, ser capaz de andar rápido. Se puder vencer corridas, ótimo e, quem, sabe, se as coisas correrem melhor, possa brigar pelo título."

"Mas, nesse momento, com ceerteza não sou um dos favoritos. Há outros pilotos, como Marc, obviamente, ele é o favorito, quem precisa e vai lutar pelo título junto a Dovizioso, Valentino, que está sempre lá e conhece sua moto completamente, e Viñales, por exemplo", completou.