carregando
MotoGP

Lorenzo lembra derrota para Rossi na Catalunha em 2009: “Fui um pouco teimoso”

Jorge Lorenzo admitiu que teve medo de mudar sua linha na hora do desfecho da corrida em Barcelona. O #99 considera que Valentino Rossi alterou a história do campeonato ao vencer aquela corrida

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Enquanto a temporada 2020 não começa, alguns pilotos aproveitam o tempo extra para recordar o passado. Depois de Valentino Rossi listar suas vitórias preferidas na MotoGP,  Jorge Lorenzo falou de suas memórias daquela GP da Catalunha de 2009, quando foi derrotado pelo então parceiro de Yamaha apenas na curva final do traçado de Montmeló.
 
Naquela que foi uma das melhores corridas da história da MotoGP, Rossi e Lorenzo travaram um intenso duelo, com inúmeras trocas de posição, mas o vencedor foi definido apenas nos metros finais, com o italiano encontrando uma porta na curva final para receber a bandeirada com 0s095 de frente. 
Valentino Rossi inventou um lugar para passar Jorge Lorenzo (Foto: Reprodução)
Paddockast #56
QUEM VAI SER O PRÓXIMO BRASILEIRO NA F1?


Ouça:
Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Uma parte de mim não esperava aquela manobra, outra parte esperava, mas eu fui um pouco teimoso demais para realmente fechar a porta, estava com um pouco de medo de fechar a porta e mudar a linha de corrida que eu tinha feito durante toda a prova”, disse Lorenzo à emissora britânica BT Sport. “Foi por isso que eu não soube o que fazer e ele tirou proveito da situação”, continuou.
 
“Se você lembrar, antes ele tinha feito uma manobra similar para cima de Casey Stoner, então ele sabia que podia fazer aquela manobra, porque já tinha feito antes. Ele fez e eu perdi a vitória”, recordou.
 
Na visão de Lorenzo, a derrota naquela sexta etapa da temporada foi resultado de sua inexperiência e também da superioridade de Rossi na freada.
 
“Naquele momento, eu tinha 22 anos e não tinha a experiência que eu tenho agora. Valentino já tinha 30 ou quase 30 e muita experiência”, apontou. “Digamos que ele sempre freou melhor e mais tarde do que eu em circunstâncias normais. No fim, eu melhorei e entendi como frear mais tarde com a Ducati, mas, naquela época com a Yamaha, ele freava mais tarde do que eu, então tirou proveito disso. Eu era melhor na área de velocidade de curva do que na freada. Então ele tinha essa habilidade e essa qualidade a mais do que eu e se beneficiou”, reconheceu.
 
“O que aconteceria se eu tivesse entrado na curva alguns metros mais para dentro, nunca saberemos, mas, provavelmente, eu teria impedido aquela ultrapassagem e vencido. Talvez eu tivesse feito uma linha diferente da minha normal e ido para a linha de fora e ele me passasse por dentro mais tarde. Nunca saberemos”, comentou. 
 
Ainda, Lorenzo reconheceu que o desfecho daquela corrida em Barcelona foi vital para o resto do campeonato. Rossi venceu mais quatro vezes e levou o título, enquanto Jorge triunfou apenas em mais duas oportunidades.
 
“O vencedor daquela corrida foi crucial para o desenvolvimento do campeonato a partir daquele momento. Infelizmente para mim, eu perdi aquela corrida e, felizmente para Valentino, ele venceu, então ele mudou um pouco o jeito do campeonato”, encerrou.
 
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.