Lorenzo reconhece que regularidade será chave para título e prega calma para reta final da luta com Pedrosa

Jorge Lorenzo afirma que regularidade é o ponto alto de sua temporada e também de Dani Pedrosa, mas acha que o rival não terá sempre desempenho tão forte

Dono de uma campanha quase perfeita até o momento na MotoGP, Jorge Lorenzo é o líder do campeonato, com 245 pontos, 13 a mais que o principal rival Dani Pedrosa. Sem contar o acidente com  Álvaro Bautista na etapa de Assen, onde foi derrubado pelo compatriota ainda na largada, o pior resultado o piloto da Yamaha em 2012 é um segundo lugar. Lorenzo ainda possui cinco vitórias na temporada, todas na primeira parte do ano.

Mas Jorge não vence desde Mugello, onde dominou o fim de semana, e ainda viu Pedrosa crescer no campeonato, com dois triunfos consecutivos, em Indianápolis e em Brno. Além disso, o espanhol da Honda tomou o lugar do companheiro Casey Stoner na disputa do título. O australiano sofreu um acidente em Indy, fraturou o tornozelo direito e deve perder três etapas do calendário ao todo. 

Assim como Jorge, Pedrosa também vem um ano bastante regular. Possui três vitórias, 11 pódios e nenhum abandono. A palavra de ordem para os dois, portanto, é constância. E é essa a principal arma que Lorenzo diz ser a mais importante e a que vai usar daqui até o fim da temporada para manter o compatriota atrás na pontuação. 

Lorenzo é o líder da MotoGP (Foto: Yamaha)

O espanhol vê a Pedrosa muito forte, assim como a Honda, mas acha que a regularidade do rival pode ter um ponto final. “Ter sido tão consistente nas corridas passadas não significa ser assim também nas próximas”, disse o piloto ao ser perguntado pelo Grande Prêmio como bater um adversário tão regular.

“Com certeza, nestas seis corridas que faltam, teremos muita pressão na luta pelo campeonato. E ficar calmo e concentrado será muito importante. Além disso, temos de nos certificar de que temos capacidade de ser competitivos o bastante para vencer corridas até o fim da temporada”, completou Jorge, acrescentando o discurso que vem usando desde o início do ano. 

“E se não conseguirmos vencer, então temos de chegar em segundo, sempre”, concluiu.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube