Lorenzo vê com entusiasmo volta de Rossi, mas já prevê "rivalidade feroz" com rival

Jorge Lorenzo se mostrou entusiasmado com o retorno de Valentino Rossi à Yamaha. Os dois vao reeditar a parceria que tiveram entre 2008 e 2010. Por isso, o espanhol já prevê uma batalha acirrada a partir da próxima temporada contra o antigo rival

Jorge Lorenzo se mostrou contente com o retorno de Valentino Rossi à Yamaha. O italiano, que conquistou quatro de seus sete títulos na MotoGP com a equipe japonesa, assinou um acordo de dois anos com a casa nipônica depois de uma passagem desastrosa pela Ducati. Embora a volta do antigo rival seja vista com entusiasmo, o espanhol de 25 anos acredita que enfrentará novamente uma "rivalidade feroz" com o multicampeão. 

Os dois foram companheiros de equipe na Yamaha entre 2008 e 2010. A convivência foi difícil tanto nas pistas quanto fora delas. Valentino chegou a pedir a equipe para construir um muro na garagem para impedir a transferência de informações. Ainda assim, a disputa entre ambos sempre foi dura e Valentino chegou a admitir que havia ficado chateado com a equipe japonesa por causa da contratação do então novato Lorenzo, que se mostrou um forte rival para Rossi.  A insatisfação levou o italiano a deixar o time no fim de 2010, quando fechou com a Ducati. De lá pra cá, o relacionamento entre os dois melhorou, de acordo com ambos.

Porém, o piloto de Palma de Mallorca acha que não terá vida fácil a partir da próxima temporada. "Somos pilotos vencedores e não queremos perder nunca", disse o atual líder da MotoGP em entrevista à BBC. "Acredito que o nosso relacionamento melhorou, mas talvez porque agora estejamos em equipes diferentes", completou, acrescentando que isso também é resultado de uma maturidade maior de ambos. "Agora, na Yamaha será um pouco mais complicado dessa relação melhorar", alertou. 

Lorenzo vê com alegria retorno de Rossi à Yamaha (Foto: Yamaha)

Jorge, no entanto, não escondeu o entusiasmo sobre a possibilidade de novamente disputar posições e vitórias na pista com o italiano de 33 anos e com a mesma moto. "Na verdade, é uma grande notícia para a Yamaha porque nós dois conseguimos juntos ótimos resultados para a equipe nesses anos todos. Para mim, é uma enorme motivação tê-lo de volta porque sempre gostei de ter os melhores pilotos  na minha garagem e Valentino, claro, é um deles", explicou.

"Eu acho que, para ele, tentar me superar é uma grande motivação também, assim como é para mim e como foi em 2010. Acho que teremos dois anos muito fortes pela frente. Vamos tentar treinar duro e trabalhar muito para que no fim seja uma coisa boa para a Yamaha, que é a coisa mais importante", disse o espanhol.

Pela Ducati, o melhor resultado de Rossi até agora foi um segundo lugar em Le Mans neste ano. Ainda assim, Lorenzo reiterou que o italiano não perdeu a mão e será um forte candidato ao título de 2013. "Alguém que tem o talento que ele possui não perde assim em dois anos", falou.

"E ele ainda é jovem o suficiente, ele tem 33 anos, já ganhou um monte de corridas e pode vencer novamente. Ainda mais agora com uma moto bem melhor, com a Yamaha, será mais fácil. É verdade que nós, pilotos mais jovens, estamos cada vez mais fortes, mais experientes e consistentes, mas temos de lembrar que Valentino venceu muito na carreira. Temos de respeitar isso e manter isso em mente", concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube