Lorenzo vê Márquez como “desafio mais difícil” e admite: “É um dos dois ou três maiores talentos do motociclismo”

Em entrevista ao site italiano ‘GPOne’, Jorge Lorenzo reconheceu que dividir os boxes com Marc Márquez é o “desafio mais difícil” de sua carreira. O #99 avaliou que o pentacampeão da MotoGP é um dos maiores talentos do esporte


Jorge Lorenzo acredita que dividir os boxes da Honda com Marc Márquez é “desafio mais difícil” de sua carreira. Ex-companheiro de Valentino Rossi e Andrea Dovizioso, o #99 reconheceu que terá dificuldade para atingir o nível do piloto de Cervera com a RC213V.
 
Em entrevista ao site italiano ‘GPOne’, Lorenzo fez uma avaliação de seus ex-companheiros e considerou que, tecnicamente, tem muitas semelhanças com Rossi, o que não acontece com Dovizioso. O piloto de Palma de Maiorca, porém, disse que Márquez é “uma coisa diferente”.
Jorge Lorenzo (Foto: Repsol)

  Ouça no Spotify

  Ouça no iTunes

  Ouça no Android

  Ouça no playerFM

“Valentino é tecnicamente mais parecido comigo, preciso e constante”, disse Lorenzo. “Andrea é confiante, inteligente e um piloto calmo, comete muitos poucos erros, mas, tecnicamente, temos pouco em comum”, seguiu. 

 
“Márquez é uma coisa diferente. Ele é agressivo, ele tem uma maneira física de pilotar. Ele é muito rápido e não tem medo de cair”, comentou.
 
Indagado sobre qual foi o companheiro mais desafiador, o #99 respondeu: “A Yamaha é uma moto natural para Rossi e para mim. Nós dois tínhamos muita ambição, um nível similar, e nós lutamos muitas vezes um contra o outro”.
 
“Contra Andrea, quando ele estava na Yamaha, eu era mais rápido, mas foi o contrário na Ducati. Ele tinha muita experiência com aquela moto e era natural para pilotar, mas, no fim, eu consegui batê-lo. No ano passado, se não tivesse me machucado, poderia ter terminado o campeonato bem perto dele na classificação”, avaliou. “O desafio com Marc é o mais difícil. Ele tem 26 anos. É muito forte fisicamente e está no sétimo ano com a Honda. Ele a conhece perfeitamente. Com certeza, Márquez é um dos dois ou três maiores talentos do motociclismo. Vai ser muito difícil atingir o nível dele, mas acho que, com tempo, poderei fazer isso. Eu vou tentar”, garantiu.
 
O GP da Itália de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube