Lüthi vence etapa da Inglaterra da Moto2 e líder Zarco recebe punição por incidente com Lowes. Rins é sétimo

Tom Lüthi foi preciso em suas manobras e aproveitou a briga dos rivais para disparar na ponta e vencer pela segunda vez no ano. Brigando pelo segundo posto, Johann Zarco e Sam Lowes se enroscaram em um incidente que terminou com o líder do Mundial punido

O GP da Grã-Bretanha de Moto2 teve um final dramático, mas Tom Lüthi sequer acompanhou a novela e foi seguro para receber a bandeira na ponta pela segunda vez na temporada, 0s856 de Franco Morbidelli. Takaaki Nakagami ficou com o terceiro posto. 

A disputa deste domingo (4) em Silverstone, no entanto, não será lembrada pela precisão do suíço, que perdeu a etapa de Brno por conta de uma lesão, mas por um incidente entre Sam Lowes e Johann Zarco em uma disputa pelo segundo posto.
Tom Lüthi venceu em Silverstone (Foto: Derendinger)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

A classificação do Mundial de Moto2 após o GP da Grã-Bretanha

Em uma disputa pelo segundo lugar, os dois se encontraram na Brooklands, a 16ª curva de Silverstone, com Zarco forçando Lowes para fora da pista. O piloto da Gresini não conseguiu evitar a queda e foi ao chão, logo protestando contra a manobra do rival.

Tão logo a bandeira quadriculada foi acionada, o Painel de Comissários confirmou um ride-through a Zarco pela manobra, que foi considerado culpado por direção irresponsável. Como não havia tempo para cumprir a pena, o francês teve 30s adicionado ao seu tempo de prova, o que o jogou para a 22ª colocação.
 
Alheios aos problemas dos rivais, Franco Morbidelli e Takaaki Nakagami travaram um duelo pelo segundo posto, que foi vencido pelo italiano da Marc VDS. Hafizh Syahrin ficou com o quarto posto, à frente de Lorenzo Baldassarri.
 
Com a confusão entre os ponteiros, quem se saiu melhor entre os três postulantes ao título foi Álex Rins. Sofrendo ao longo de todo o fim de semana por conta da clavícula recém-fraturada, o espanhol recebeu a bandeirada no sétimo posto, à frente de Simone Corsi. Mattia Pasini e Axel Pons completam o rol dos dez primeiros.
 
Lowes conseguiu voltar para a pista após a queda, mas ficou apenas em 21º. O britânico tinha colocado o GP da Grã-Bretanha como vital em suas pretensões de título.
Com o resultado, Zarco ficou em 181 pontos e agora tem apenas dez de margem para Rins. Terceiro, Rins segue 44 atrás do francês da Ajo.
 

Saiba como foi o GP da Grã-Bretanha de Moto2:

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A previsão do tempo não era das mais animadoras, especialmente para a Moto2, que foi perseguida pela chuva ao longo de todo o fim de semana. A indicação mais recente dos meteorologistas falava em pancadas pela manhã com períodos de sol, mas também apontava para chuva na parte da tarde.
 
Depois de um warm-up no piso molhado pela manhã, a largada foi dada com pista seca, inclusive com alguns pontos de céu azul furando o bloqueio das nuvens carregadas. Os termômetros marcavam 18°C e velocidade dos ventos era de 14 km/h.
 
Bem ao longo de todo fim de semana, Sam Lowes fez a festa dos britânicos e ficou com a pole — a quarta da temporada—, à frente de Johann Zarco e Jonas Folger. 
 
Neste fim de semana, a Dunlop levou para Silverstone os pneus slicks dianteiros macios ‘1’ e médios ‘2’, e traseiros duros ‘3’ e ‘4’.
 
Na largada, Lowes saiu muito bem, mas Folger pulou para a ponta na Copse. Zarco vinha em terceiro, à frente de Syahrin, Márquez e Viñales.
 
Depois de um bom início de prova, Isaac Viñales viu a sorte mudar completamente com um tombo. O #32 parece ter se lesionado na queda na Club.
 
Enquanto isso, Lowes passou Folger e assumiu a ponta da corrida, com Zarco mantendo contato na briga pela ponta, assim como Syahrin, Márquez, Morbidelli, Corsi e Lüthi.
 
Pouco depois, foi Zarco quem deixou Folger para trás, assumindo o segundo posto. Lowes já vinha 0273 à frente.
 
Longe da briga pelo título, Folger acatou Zarco e conseguiu o segundo posto, logo reduzindo a vantagem de Sam no topo da tabela.
 
Mais atrás, Corsi ia escalando e já aparecia em sexto. Isso antes de perder a posição para Morbidelli.
Johann Zarco foi punido pelo incidente com Lowes (Foto: Ajo)
Na frente, Zarco passou Folger mais uma vez e passou a coordenar a caçada a Lowes, que vinha quase 0s2 à frente. Quarto, Syahrin seguia no pelotão, assim como Márquez. Morbidelli tinha um atraso um pouco maior, mas nada gritante.
 
Dono de um excelente ritmo ao longo de todo o fim de semana, Lowes ia virando melhor que os rivais e se afastando um pouco de Zarco. O britânico abriu a terceira volta com 0s3 de vantagem.
 
Correndo pouco depois de fraturar a clavícula, Rins não tinha vida fácil e aparecia em 20º. O espanhol sofreu com dores ao longo de todo o fim de semana, mas encarou os treinos todos sem infiltração.
 
Companheiros de Marc VDS, Márquez e Morbidelli partiram para o ataque. Syahrin foi o primeiro a ficar para trás, sendo logo seguido por Folger. Franco foi muito bem no trecho entre as curvas oito e nove.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

 Na frente, Zarco chegou a encostar em Lowes, mas o #22 abriu de novo.
 
Na sequência, Morbidelli passou Márquez por dentro e assumiu a terceira colocação, 0s155 atrás de Zarco, que já tinha 0s4 de atraso para Sam.
 
Embalado após uma boa sequência, Márquez viu seu bom momento acabar na quarta volta, quando o irmão de Marc escorregou na Loop e caiu. O espanhol correu para a Kalex e voltou para a corrida, mas a briga pelo pódio já era passado.
 
No quinto giro da disputa, Lowes seguia virando em um ritmo superior, mas agora tinha apenas 0s181 de margem para Zarco. Morbidelli era terceiro, à frente de Folger, Lüthi, Syahrin, Nakagami, Baldassarri, Corsi e Pasini.
 
Lá atrás, Rins ia tentando subir e já aparecia em 17º, 0s1 atrás de Kent, o 16º.
 
Na sequência, Folger bobeou e perdeu o quarto posto para Lüthi. Na sequencia, o suíço atacou Morbidelli e assumiu a terceira colocação, 0s284 atrás de Johann. 
Tentando ficar com os ponteiros, Lüthi logo se afastou de Morbidelli e se aproximou bastante de Zarco. O suíço passou o titular da Ajo na Maggots e logo encostou em Lowes.
 
Tom assumiu o comando da disputa pouco depois, usando o vácuo para passar o piloto da Gresini. No trecho da capela, Zarco também passou o #22, assumindo o segundo posto.
 
Lüthi, então, logo se afastou, abrindo mais de meio segundo para Zarco. Lowes, por outro lado, colou em Johann, mas viu Morbidelli chegar em erro seu e lhe tomar a última posição do pódio.
 
Zarco reagiu rápido para conter a escapa de Lüthi, mas Morbidelli não aguentou o ritmo e se afastou mais de meio segundo. Lowes, por sua vez, tentava acompanhar Franco, mas deixou parte do pneu do asfalto nessa tentativa.
 
No nono giro, Lowes conseguiu passar Morbidelli e voltou ao terceiro posto na Stowe, agora com 0s605 de atraso para Zarco. O #21 logo tentou uma reação e os dois chegaram perto de um toque.
 
Mais rápido entre os ponteiros, Sam logo começou a reduzir a margem de Johann, voltando à briga pela segunda colocação. 
 
Sem acompanhar o ritmo de Lowes, Morbidelli se tornou presa de Syahrin e Nakagami, mas conseguiu se manter em quarto.
 
Tivesse Zarco um retrovisor, certamente veria Lowes chegando cada vez mais perto. A condição de Lüthi, no entanto, também não era muito melhor, já que Johann também vinha chegando. Mais atrás, Rins já aparecia em décimo.
 
Com seis voltas para o fim, as coisas pareciam mais calmas em Silverstone, com os três primeiros separados por 0s3 cada. Lowes, no entanto, seguia sendo o mais rápido e Morbidelli já ia tentando encostar.
 
Na volta seguinte, Lowes lançou um ataque para cima de Zarco, mas o piloto da Ajo defendeu a posição na freada da curva 8. Sem um ritmo tão bom no miolo da curva, Sam se afastou um pouco, dando um respiro para o líder do Mundial.
 
O #5, então, reduziu parte da vantagem de Lüthi. Zarco tem tradicionalmente lançado ataques fulminantes na reta final das corridas deste ano.
 
Mais atrás, Nakagami veio bem rápido e tomou de Morbidelli o quarto posto. O italiano não deixou por menos e voltou a passar. 
 
Na 14ª volta, Lowes encontrou um jeito de passar e assumiu o segundo posto, mas caiu pouco depois, quando foi tocado por Zarco em uma tentativa de ultrapassagem. O incidente na Brooklands vai ser revisado pelo Painel de Comissários.
 
Enquanto Sam protestava na área de escape, Morbidelli assumiu o segundo posto, com Nakagami em terceiro, à frente de Syahrin. Zarco voltou em sétimo, enquanto Lowes retornou à pista para lá de 20º.
 
Nakagami, então passou Morbidelli por dentro na curva 16 e assumiu o segundo posto, já 0s8atrás de Lüthi. Atrás, Zarco passou Baldassarri e assumiu o sexto lugar. Corsi era o oitavo, com Rins em nono.
 

#GALERIA(5772)

Moto2, GP da Grã-Bretanha, Silverstone, corrida:

1 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex 38:49.473 18 voltas
2 11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Kalex +0.856  
2 21 FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS Kalex +1.179  
3 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex +1.359  
4 55 HAFIZH SYAHRIN MAS RACELINE Kalex +1.970  
5 94 JONAS FOLGER ALE INTACT Kalex +5.292  
6 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex +7.962  
7 40 ÁLEX RINS ESP PONS Kalex +8.421  
8 24 SIMONE CORSI ITA SPEED UP +8.556  
9 54 MATTIA PASINI ITA ITALTRANS Kalex +13.740  
10 49 AXEL PONS ESP ARGIÑANO & GINÉS Kalex +15.381  
11 23 MARCEL SCHROTTER ALE ARGIÑANO & GINÉS Kalex +16.089  
13 97 XAVIER VIERGE ESP TECH3 Mistral 610 +16.564  
14 60 JULIÁN SIMÓN ESP QMMF Speed Up +22.155  
15 52 DANNY KENT ING KIEFER Kalex +22.190  
16 19 XAVIER SIMÉON BEL GRESINI Kalex +27.892  
17 2 JESKO RAFFIN SUI SAG Kalex +29.045  
18 14 RATTHAPARK WILAIROT ESP TEAM TADY Kalex +29.195  
19 27 IKER LECUONA ESP INTERWETTEN Kalex +31.565  
20 87 REMY GARDNER AUS TASCA Kalex +31.722  
21 22 SAM LOWES ING GRESINI Kalex +32.701  
22 5 JOHANN ZARCO FRA AJO Kalex +35.232  
23 57 EDGAR PONS ESP PONS Kalex +38.296  
24 70 ROBIN MULHAUSER SUI INTERWETTEN Kalex +38.716  
25 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP QMMF Speed Up +44.146  
26 10 LUCA MARINI ITA FORWARD Kalex + 1 volta  
27 44 MIGUEL OLIVEIRA POR KIEFER Kalex + 7 voltas  
28 32 ISAAC VIÑALES ESP TECH3 Mistral 610 NC  
             
POLE TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex 1:24.274 156.8 km/h
VOLTA MAIS RÁPIDA XAVIER SIMÉON BEL GRESINI Kalex 1:36.619 136.7 km/h
RECORDE FRANCO MORBIDELLI ITA ITALTRANS Kalex 1:24.538 153.3 km/h
MELHOR VOLTA THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex 2:08.365 165.4 km/h
             
    Condições do tempo   CHUVA   ar: 18ºC | pista: 19ºC
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube