Mantendo tradição em circuitos estreantes, Márquez assombra concorrência em Termas e crava 3ª pole de 2014

Seguindo a tradição em circuitos iniciantes, Marc Márquez enfiou 0s742 na concorrência e ficou com a pole pela terceira vez seguida no ano. Jorge Lorenzo afastou parte dos fantasmas e larga em segundo, ao lado de Dani Pedrosa

 A cobertura completa 'in loco' do GP da Argentina no GRANDE PRÊMIO
icone_TV  Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
As imagens da sexta-feira de Mundial de Motovelocidade na Argentina

Um novo regime passa a vigorar em toda a Argentina a partir desta segunda-feira (26). Depois de tomar o território de Austin, o conquistador Marc Márquez segue expandindo suas fronteiras e anexou Termas de Río Hondo ao território da pequena Cervera.
 
Montado em uma florescente Honda RC213V, o jovem espanhol chegou cheio de munição à província de Santiago Del Estero e não encontrou muita resistência para dominar o circuito vizinho ao Rio Dulce.
Marc Márquez sobra e fatura terceira pole consecutiva em 2014 (Foto: Honda)
Acompanhado por seu fiel exército, Márquez sobrou em todos os treinos e garantiu o lugar de honra do grid com 0s742 de folga para Jorge Lorenzo, o segundo colocado. Dani Pedrosa completa o top-3.
 
Depois de um início de temporada para lá de difícil, Lorenzo conseguiu afastar parte de seus fantasmas e garantiu o posto na primeira fila já nos minutos finais do exercício.
 
Pedrosa, por sua vez, parecia acompanhar o ritmo do companheiro, mas não teve forças para destronar o ligeiro Marc. O espanhol da moto #26 fez seu melhor registro em 1min38s651, 0s968 mais lento, portanto.
 
Reafirmando o bom desempenho da M1 da Forward, Aleix Espargaró abre a segunda fila, onde terá a companhia de Andrea Dovizioso e Valentino Rossi. 
 
Depois de garantir a vaga no Q2 na fase inicial da sessão, Bradley Smith colocou a M1 da Tech3 na sétima colocação, à frente de Andrea Iannone. Stefan Bradl sofreu um belo tombo ainda no início da sessão e vai sair apenas em nono. Álvaro Bautista completa o rol dos dez melhores.
Márquez lidera TL4 com 0s382 de margem para Pedrosa
 
Como tradicionalmente acontece desde que o atual formato do treino classificatório foi introduzido – em 2013 –, a tarde da MotoGP em Termas de Río Hondo começou com a quarta sessão de treinos livres.
Jorge Lorenzo ficou com o segundo posto do grid (Foto: Yamaha)
De olho em tirar o máximo desses 30 minutos de sessão, os pilotos não tardaram em deixar o conforto dos novos boxes argentinos e seguir para a pista. 
 
Dominante ao longo de praticamente todo o fim de semana, Marc Márquez começou com uma volta em 1min39s727 e logo se instalou no topo da folha de tempos. Aleix Espargaró vinha atrás, 0s685 mais lento. Stefan Bradl tinha o terceiro posto, à frente de Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e Dani Pedrosa. 
 
Em seu terceiro giro, Lorenzo baixou para 1min40s471 e assumiu o segundo posto, ainda com 0s744 de atraso para Márquez. Líder, Marc baixou para 1min39s615, ampliando sua margem para os rivais.
 
Nesses minutos iniciais, muitos pilotos foram baixando suas marcas, assim, a configuração do exercício após quatro voltas era: Márquez, Espargaró, Pedrosa, Bradl, Rossi, Iannone, Lorenzo, Smith, Bautista e Dovizioso.
 
Bautista cravou 1min40s272 na sequência e assumiu o quinto posto, 0s657 atrás de Márquez. Rodando em segundo, Aleix baixou para 1min39s841 e reduziu a vantagem de Marc para 0s226. 
 
Na sequência, a pista ficou menos movimentada, já que os pilotos se dirigiram aos boxes para novos acertos. Márquez tinha a ponta, à frente de Espargaró, Pedrosa, Bradl, Lorenzo, Bautista, Rossi, Iannone, Smith e Dovizioso.
 
Rodando atrás de Redding, Márquez escapou ligeiramente da pista na curva 1, mas logo conseguiu retornar ao traçado. 
 
Já nos minutos finais da sessão, Pedrosa baixou para 1min39s825 e assumiu o segundo posto, 0s720 atrás de Márquez. Em sétimo, Rossi vinha melhorando suas parciais, mas não conseguiu deixar o sétimo posto.
 
O italiano seguiu insistindo, baixou sua marca para 1min39s944 e assumiu o quarto lugar, 0s841 atrás de Marc, que tinha seu melhor tempo em 1min39s103.
Dani Pedrosa foi 0s968 mais lento que o companheiro de equipe (Foto: Honda)
Com o fim dos 30 minutos de exercício, Márquez ficou com o melhor tempo, à frente de Pedrosa, Espargaró e Rossi. Bautista aparece em quinto, seguido por Iannone, Bradl, Lorenzo e Dovizioso. Bradley Smith completa a relação dos dez melhores.
 
Pol Espargaró foi o 11º, com Nicky Hayden em 12º e Scott Redding em 13º. Hiroshi Aoyama aparece na sequência, acompanhado por Yonny Hernández, Colin Edwards, Karel Abraham, Héctor Barberá, Michael Laverty, Michele Pirro, Broc Parkes, Mike di Meglio e Danilo Petrucci.
 
Smith e Hayden avançam ao Q2
 
Pela programação estabelecida no resultado combinado dos três primeiros treinos livres, foram para a pista no Q1: Colin Edwards, Hiroshi Aoyama, Héctor Barberá, Danilo Petrucci, Karel Abraham, Broc Parkes, Bradley Smith, Scott Redding, Michele Pirro, Mike di Meglio, Ypnny Hernández, Nicky Hayden e Michael Laverty.
 
Colin começou na ponta, mas logo teve sua marca batida por Bradley Smith. Redding vinha em terceiro. Com 1min40s198, Hayden entrou na briga e assumiu a liderança, 0s003 à frente do piloto da Tech3.
 
Redding anotou 1min40s238 e saltou para o terceiro posto, 0s037 mais lento que Smith, o segundo colocado. O britânico do time de Hervé Poncharal não perdeu o foco, anotou 1min39s888 e garantiu sua vaga na fase final do treino classificatório da MotoGP. 
 
Assim como o britânico, Nicky Hayden também avança à fase seguinte. Redding vai largar em 13º, à frente de Edwards e Abraham. Aoyama tem o 16º posto, seguido por Hernández, Parkes, Pirro, Laverty, Barberá, Di Meglio e Petruci.
 
Márquez afasta rivais e domina Termas de Río Hondo
 
A fase final da classificação, por sua vez, contou com Andrea Dovizioso, Stefan Bradl, Álvaro Bautista, Dani Pedrosa, Andrea Iannone, Bradley Smith, Aleix e Pol Espargaró, Valentino Rossi, Nicky Hayden, Marc Márquez e Jorge Lorenzo.
 
Seguindo a tradição, os pilotos foram para a pista tão logo o pit-lane foi aberto e Márquez, claro, logo tratou de tomar a ponta. Bradl, por sua vez, não teve a mesma sorte e acabou ejetado da moto ainda nos primeiros minutos. Apesar do susto, o germânico não parece ter se ferido com gravidade.
 
Aleix se instalou no segundo posto da tabela, 0s883 atrás de Márquez, que defendia uma marca de 1min38s227. Pedrosa tinha a terceira marca, à frente de Stefan, Rossi, Dovizioso e Lorenzo. 
 
Com pouco mais de seis minutos para o fim, os pilotos seguiram para os boxes para novos jogos de pneus. Na Yamaha, a opção do time de Rossi foi pelo traseiro médio. 
 
Equipado com pneu duro na traseira, Lorenzo anotou 1min39s248 e assumiu o quarto posto, 1s021 atrás de Márquez, que continuava sossegado no topo da folha de tempos. 
 
Com 1min38s962, Pedrosa se instalou atrás do companheiro de Honda, mas ainda 0s736 do campeão de 2013. Valentino seguiu o mesmo rumo e assumiu o segundo tempo, mas logo teve sua marca batida por Dovizioso, Espargaró e Lorenzo.
 
Na ponta, Marc baixou para 1min37s683 e levou a diferença para 0s742. Com a bandeira quadriculada tremulando em Termas de Río Hondo, ninguém conseguiu bater o foguete de Cervera.
 
GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' a terceira etapa do Mundial de Motovelocidade com as repórteres Evelyn Guimarães e Juliana Tesser. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.

MotoGP, GP da Argentina, Termas de Río Hondo, Grid de largada:

 
1
93
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:37.683
 
2
99
JORGE LORENZO
ESP
YAMAHA
1:38.425
+0.742
3
26
DANI PEDROSA
ESP
HONDA
1:38.651
+0.968
4
41
ALEIX ESPARGARÓ
ESP
FORWARD
1:38.794
+1.111
5
4
ANDREA DOVIZIOSO
ITA
DUCATI
1:38.856
+1.173
6
46
VALENTINO ROSSI
ITA
YAMAHA
1:38.949
+1.266
7
38
BRADLEY SMITH
ING
TECH3 YAMAHA
1:38.958
+1.275
8
29
ANDREA IANNONE
ITA
PRAMAC DUCATI
1:39.237
+1.554
9
6
STEFAN BRADL
ALE
LCR HONDA
1:39.297
+1.614
10
19
ÁLVARO BAUTISTA
ESP
GRESINI HONDA
1:39.429
+1.746
11
44
POL ESPARGARÓ
ESP
TECH3 YAMAHA
1:39.822
+2.139
12
69
NICKY HAYDEN
EUA
ASPAR HONDA
1:40.541
+2.858
13
45
SCOTT REDDING
ING
GRESINI HONDA
1:40.238
+2.555
14
5
COLIN EDWARDS
EUA
FORWARD
1:40.476
+2.793
15
17
KAREL ABRAHAM
TCH
AB
1:40.615
+2.932
16
7
HIROSHI AOYAMA
JAP
ASPAR HONDA
1:40.616
+2.933
17
68
YONNY HERNÁNDEZ
COL
PRAMAC DUCATI
1:40.691
+3.008
18
23
BROC PARKES
AUS
PAUL BIRD
1:40.981
+3.298
19
51
MICHELE PIRRO
ITA
DUCATI
1:41.018
+3.335
20
70
MICHAEL LAVERTY
ING
PAUL BIRD
1:41.103
+3.420
21
8
HECTOR BARBERÁ
ESP
AVINTIA
1:41.129
+3.446
22
63
MIKE DI MEGLIO
FRA
AVINTIA
1:41.267
+3.584
23
9
DANILO PETRUCCI
ITA
IODA
1:41.686
+4.003
 
 
 
 
 
 
 
VOLTA MAIS RÁPIDA
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:37.683
177.1 km/h
RECORDE
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:37.683
177.1 km/h
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
ar: 25ºC | pista: 36ºC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube