Marc Márquez devolve folha “quase em branco” com sugestões para melhorar Ducati

Piloto de testes, Michele Pirro contou que perguntou a Marc Márquez o que poderia ser melhorado na Ducati, mas quase não recebeu indicações. Italiano se disse orgulhoso de ver a Desmosedici escolhida por alguém como o hexacampeão da MotoGP

Marc Márquez entregou uma folha “quase em branco” ao ser questionado sobre o que podia ser melhorado na Ducati. A informação é de Michele Pirro, piloto de testes da casa de Bolonha.

Depois de 11 temporadas com a Honda, Marc assinou com a Gresini para a temporada 2024, justamente para ter acesso à moto da Ducati. O espanhol teve o primeiro contato com a Desmosedici no teste pós-temporada de Valência e ficou com o quarto melhor tempo, 0s171 mais lento do que Maverick Viñales, o líder da sessão.

“O aspecto positivo é que Marc também confirmou com os tempos dele que a Ducati é uma moto versátil e, mesmo um piloto importante como ele, surgiram sensações positivas”, disse Pirro em entrevista ao site italiano ‘GPOne’.

O italiano afirmou que não ficou surpreso com o quarto tempo de Márquez no teste de Valência, já que 2024 está unindo um piloto vencedor a uma moto campeã.

Michele Pirro é piloto de testes da Ducati (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Deixando os fãs de lado por um momento, para aqueles que vivem este mundo de dentro, é indiscutível que Márquez encontrou as sensações adequadas com a Ducati, porque é um oito vezes campeão do mundo e um piloto que venceu muito. Está claro que ele viveu anos difíceis, mas ele já tinha demonstrado com a Honda que, quando podia correr mais riscos, seguia entre os mais rápidos”, comentou Pirro. “Pessoalmente, não me surpreendi. Pelo contrario. Ele confirmou que a nossa moto é versátil para todos os pilotos. Estou orgulhoso disso e devemos ficar orgulhosos do trabalho que fizemos com todo o pessoal da Ducati e do fato de que Márquez escolheu uma Ducati”, frisou.

Enquanto Márquez não pode falar à imprensa sobre as impressões sobre a moto, Pirro dá pistas do que o #93 percebeu da Demosedici.

“Uma coisa que dissemos um ao outro é que, em 2016, ele não pôde vir para a Ducati, pois custava muito, mas agora escolheu uma Ducati para voltar a ganhar, o que é um aspecto positivo”, relatou. “Ele não falou muito coisa, mas pelo que vimos, como a cara dele ou o fato de ele ter dado umas 50 voltas sem correr grandes riscos, acho que são as melhores respostas”, continuou.

“Como piloto da Ducati e piloto de testes, tenho de traduzir informação e sensações aos técnicos, e me preocupei em perguntar a ele que coisas podiam ser melhoradas. E, até agora, esta folha ficou bastante em branco. Estou muito satisfeito, pois, quando cheguei na Ducati, tivemos de copiar os fabricantes japoneses, mas agora a situação se inverteu. Devemos ficar orgulhosos disso”, completou.

MotoGP volta a acelerar entre 6 e 8 de fevereiro de 2024, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Marc Márquez bem encaixado na Ducati é dor de cabeça para todos os demais
🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.