Marc Márquez vê GPs seguidos mais exigentes fisicamente, mas diz: “Posso lidar com isso”

Fora das corridas no Catar, o hexacampeão da MotoGP ainda não encarou corridas seguidas desde que voltou à ativa após quebrar o braço direito na abertura da temporada 2020

Diogo Moreira testou com a equipe de Aki Ajo em Barcelona (Vídeo: Divulgação)

Marc Márquez prevê duas semanas fisicamente exigentes com os GP da Itália e da Catalunha acontecendo em sequência. Apesar de ainda estar recuperando a forma, o espanhol garante que pode lidar com a experiência ainda inédita em 2021.

Marc perdeu as duas primeiras etapas do campeonato, no Catar, por causa da fratura que sofreu no braço direito no início da temporada passada. No total, o piloto da Honda esteve faltou a 15 corridas nos nove meses que passou afastado após a lesão sofrida no GP da Espanha e as três cirurgias que se seguiram.

Marc Márquez ainda não encarou corridas seguidas desde que voltou à MotoGP (Foto: Red Bull Content Pool)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Desde que voltou, Marc ainda não mostrou o mesmo tipo de performance com que estava acostumado. O irmão de Álex fechou o GP de Portugal em sétimo, foi nono na Espanha e abandonou o GP da França após sofrer duas quedas.

Em Le Mans, porém, Marc chegou a sonhar com a vitória na pista molhada, mas sofreu duas quedas quando o asfalto começou a secar e não conseguiu ver a bandeirada.

“Tive uma boa semana para continuar o processo de recuperação”, disse Márquez. “Mostramos nosso potencial com a pista molhada na França e esta semana, em Mugello, temos de trabalhar bem desde a manhã de sexta-feira para sermos consistentes e encontrarmos um bom ritmo”, seguiu.

Ciente de que ainda não tem a forma necessária para brigar na ponta, Márquez previu um fim de semana duro em Mugello, mas assegurou que pode lidar com as corridas seguidas desta fase do Mundial.

“Entendo as minhas limitações físicas e sei que não será um fim de semana dos mais fáceis para estar perto da ponta no seco”, admitiu. “Agora chegamos em duas corridas seguidas, algo que é inédito para mim neste ano. Vai ser mais exigente fisicamente, mas podemos lidar com isso”, concluiu.

A MotoGP volta à ação no dia 30 de maio, com o GP da Itália, sexta etapa do calendário. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

LEIA TAMBÉM
⇝ Miller engrena com vitórias seguidas e assume protagonismo na temporada da MotoGP
⇝ WEB STORY: Com Miller, Zarco e Quartararo, MotoGP tem pódio incomum na França
⇝ Frio, chuva e reclamações: MotoGP precisa dar segurança e rever data do GP da França
⇝ Divertida e disputada, MotoE precisa de mudanças. E já tem parte da solução nas regras
⇝ Quartararo mostra evolução e consistência para brigar por título desperdiçado em 2020
⇝ Com Masià lesionado, Ajo escala Moreira para dois dias de testes da Moto3 em Barcelona
⇝ Yamaha e Ducati mostram forças opostas e disputam protagonismo na MotoGP em 2021
Ducati ou Yamaha: quem vai equipar a VR46 na temporada 2022 da MotoGP?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar