Marini comanda primeiro dia de atividades do GP da Emília-Romanha da Moto2

O italiano da VR46 anotou o tempo de 1min35s956 em sua última volta para ser o mais rápido do dia. Arón Canet e Marcel Schrötter fecharam o top-3

Luca Marini se impôs no primeiro dia de atividades do GP da Emília-Romanha da Moto2. Nesta sexta-feira (18), em sua última volta, anotou 1min35s956 e ficou com o melhor tempo dos primeiros treinos livres em Misano.

Na parte da manhã, quem ditou o ritmo da sessão foi Enea Bastianini, enquanto o líder da classificação não ficou nas posições da ponta. Inclusive, o piloto da Italtrans foi um dos únicos que não conseguiu melhorar a marca na parte da tarde.

Já na parte da tarde, Luca tratou de despencar os tempos. O competidor de 23 anos completou 21 giros e fechou o dia no topo da tabela. Apenas 0s090 mais lento que o italiano, Arón Canet ficou em segundo, com Marcel Schrötter sendo o terceiro.

Luca Marini quebrou o recorde do circuito (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Enea Bastianini anotou o tempo de 1min37s153 para ser o primeiro a liderar a sessão da Moto2. Luca Marini e Marco Bezzecchi apareceram logo na sequência com pouco menos de dez minutos de sessão rodados.

Metade da atividade percorrida e em seu 11º giro, Sam Lowes saltou para a ponta com 1min36s445, 0s098 mais rápido que Marini, o segundo. Neste ponto, a maior parte do grid estava nos boxes para a parada programada.

Nos minutos finais, Jorge Navarro e Kasma Daniel protagonizaram quedas em Misano. O espanhol estava em 13º no momento do tombo, enquanto o malaio era apenas 24º. Mas apesar de a dupla ter parado na caixa de brita, saíram ilesos e logo voltaram aos boxes.

Enea Bastianini aproveitou os últimos instantes e saltou para a ponta com 1min36s262. O italiano anotou o tempo em sua 17ª, e última, volta rápida. 0s171 mais lento, Thom Lüthi ficou com o segundo posto da sessão, com Lowes fechando em terceiro.

O cronômetro começou a rodar para a sessão da tarde e Arón Canet foi quem abriu os trabalhos. Entretanto, não ficou na ponta por muito tempo, pois Bezzecchi fez 1min36s284 e saltou para a ponta. A marca era apenas 0s022 inferior a que anotou na parte da manhã.

E quando liderava, sofreu um forte highside na curva 6. O italiano deslizou até a caixa de brita e aparentou dor em sua perna, mas logo se colocou em pé e tentou retomar para cima da moto.

Nos últimos dez minutos, Marini, líder da classificação e também do segundo treino, tinha 1min36s139 como melhor marca, feita em sua décima de 14 voltas completadas. Neste ponto, Lorenzo Baldassarri, o sexto colocado, foi quem mais rodou na sessão com 18 giros.

Com sessão encerrada em Misano, o italiano da VR46 terminou o dia com a melhor marca – em seu último giro rápido tratou de baixar para 1min35s956, o único em 1min35s. Canet e Schrötter fecharam os três mais rápidos do dia.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube