Marini leva melhor em duelo com Lowes e vence GP da Catalunha de Moto2

Marini teve de segurar Lowes nas voltas finais para garantir o terceiro triunfo de 2020. Fabio Di Giannantonio completou o pódio em Barcelona

Luca Marini conseguiu mais uma vitória na temporada 2020 da Moto2. Neste domingo (27), o piloto precisou lidar com Sam Lowes, mas conseguiu crescer nas últimas voltas da prova para subir pela terceira vez no degrau mais alto do pódio no ano.

O inglês da Marc VDS mostrou ser um combatente forte em Barcelona. O piloto chegou a assumir a ponta do pelotão e por ali ficou por algumas voltas, mas não conseguiu segurar o adversário da VR46 e terminou em segundo. Fabio Di Giannantonio conseguiu o primeiro pódio da temporada ao terminar em terceiro.

Luca Marini, MotoGP 2020, GP da Catalunha
Marini vence a terceira em 2020 (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Jorge Navarro chegou a aparecer nas posições do pódio na parte inicial da corrida em Montmeló, mas teve de se contentar com a quarta posição, sua melhor colocação em 2020. Joe Roberts cruzou a linha de chegada em quinto.

Enea Bastianini terminou a corrida em sexto, com Marco Bezzecchi logo na sequência. Arón Canet, Marco Ramírez e Marcel Schrötter, que chegou a andar no fundo do pelotão, completaram os dez primeiros colocados.

Com o resultado deste domingo, Marini chegou a 150 pontos, 20 a mais que Bastianini. Bezzecchi é o terceiro na tabela, com Lowes e Martín fechando o top-5.

No Mundial de Construtores, a Kalex segue invicta e, portanto, soma 225 pontos, 143 a mais que a Speed Up. MV Agusta e NTS fecham a classificação. A VR46 lidera o Mundial de Equipes, seguida por Red Bull KTM Ajo, Marc VDS, Italtrans e IntactGP.

Saiba como foi o GP da Catalunha de Moto2:

Em um domingo bastante mais nublado do que os dias anteriores, a baixa temperatura deu as caras para a corrida da Moto2. Antes da largada, os termômetros mediam 18°C, com o asfalto chegando a 21°C. A velocidade do vento era de 2 km/h.

Vítima de um incêndio no warm-up desta manhã, Augusto Fernández não teve problemas para alinhar na 12ª colocação do grid, já que a Marc VDS trabalhou bem para aprontar a Kalex para a largada.

No apagar das luzes em Barcelona, Marini tracionou bem e manteve a ponta, com Di Giannantonio passando Navarro para ocupar a segunda colocação. Décimo no grid, Bastianini saltou para o quinto posto ainda nos primeiros metros.

Intocável nos metros iniciais, Marini fechou a primeira volta já com 0s260 de margem para Di Giannantonio, que também tinha se afastado um pouco do companheiro de Speed Up. Bezzecchi vinha na quarta colocação, com Lowes e Roberts aparecendo à frente de Bastianini.

Na volta 3, Lowes e Bezzecchi deixaram Roberts para trás, subindo para quarto e quinto, respectivamente. Jake Dixon também partiu para o ataque na curva 5 e passou Bastianini, que caiu para oitavo.

Ainda nesse início de corrida, Lorenzo Dalla Porta e Stefano Manzi abandonaram a corrida após um incidente na curva 10. Os dois escaparam sem maiores lesões. Nicolò Bulega também estava envolvido no lance, mas escapou da queda. Ainda assim, o piloto da Gresini teve de abandonar por conta de danos na moto.

Dono de um ritmo forte, Lowes cortou a vantagem de Navarro e, na sexta volta, aproveitou a reta principal de Montmeló para tomar a terceira colocação. Neste ponto, o britânico tinha quase 0s4 de atraso para Di Giannantonio, que, por sua vez, vinha 0s229 atrás de Marini.

Bem na prova, Jake Dixon teve um problema com a moto e precisou parar na curva 9, abandonando a disputa.

Com 15 voltas para o fim, Lowes tentou passar Di Giannantonio na saída da curva 10, mas acabou entrando na frente do piloto da Speed Up como um aloprado, cortando a trajetória e escapando da linha. Ainda assim, o britânico consumou a ultrapassagem, mas o lance permitiu que Marini abrisse mais de 1s de frente.

Menos sortudo, Xavi Vierge caiu na curva 9 e não teve como seguir na corrida. Foi o segundo abandono da SRT no dia.

Sam, então, tratou de manter o passo firme para cortar a folga de Marini. Com 13 voltas para o fim, a diferença já era inferior a 0s4. Di Giannantonio, porém, já vinha 0s8 atrás da briga pelo pódio.

Sentindo a pressão de Lowes, Marini aumentou um pouquinho o ritmo e foi controlando a diferença em 0s2. Di Giannantonio, por outro lado, ia completamente isolado em terceiro, já que Roberts tinha mais 1s1 de atraso.

Restando nove voltas para o fim, Luca conseguiu ampliar a margem na ponta, se afastando 0s5 do gêmeo de Alex, titular da Kawasaki no Mundial de Superbike.

Mais atrás, Bastianini conseguiu passar Fernández para assumir o sexto posto, já 1s079 atrás de Navarro. Bezzecchi, que despencou no pelotão um pouco mais cedo, vinha melhorando e era o oitavo.

Se a temporada já não estava ruim o bastante para Jorge Martín após perder as duas corridas de Misano por contrair Covid-19, as coisas pioraram com sete voltas para o fim, já que o espanhol teve de abandonar.

Na ponta, Lowes não só cortou a diferença para Marini, como colou na reta e lançou mão de um bloqueio na curva 1 para tomar a ponta e de cara abrir vantagem, anulando qualquer tentativa de troco do irmão de Valentino Rossi.

Marini não entregou os pontos e manteve um ritmo forte para permanecer em contato com Lowes, mas ainda sem chance de atacar.

Navarro, aliás, tinha dado o troco em Roberts após uma ultrapassagem mais cedo e vinha tentando chegar em Di Giannantonio para tomar o terceiro posto. A diferença de cerca de 0s8 ia caindo com o passar dos metros.

Com duas voltas para o fim, Luca conseguiu dar o troco em Lowes e retomar a ponta na freada da curva 1. Com o pneu traseiro mais desgastado, Sam deu uma errada na curva 6, permitindo que o titular da VR abrisse quase 1s de margem.

Na volta final, Fernández completou o fim de semana ruim ao abandonar com uma queda na curva 7. O espanhol não se feriu. Na sequência, Baldassarri escorregou na curva 4 enquanto tentava resistir à pressão de Gardner e tampouco completou a disputa.

LEIA TAMBÉM
Fernández pula de moto em chamas no warm-up da Moto2 na Catalunha
Rossi assina contrato de um ano com Yamaha e corre pela SRT na temporada 2021

Moto2 2020, GP da Catalunha, Barcelona, corrida

1L MARINIVR46 Kalex38:11.103
2S LOWESGresini Kalex+0.981
3F DI GIANNANTONIOForward MV Agusta+4.399
4J NAVARROSpeed UP+5.608
5J ROBERTSANGEL NIETO KTM+5.797
6E BASTIANINIItaltrans Kalex+6.080
7M BEZZECHIRW NTS+8.552
8A CANETForward MV Agusta+9.928
9M RAMÍREZMarc VDS Kalex+14.874
10M SCHROTTERIntact Kalex+15.058
11T LÜTHITech3 KTM+17.687
12T NAGASHIMASAG Kalex+18.910
13GARZÓSpeed UP+19.017
14E PONSRW NTS+19.315
15S CORSIItaltrans Kalex+20.404
16R GARDNERSAG Kalex+24.358
17B BENDSNEYDERIntact Kalex+27.561
18H SYAHRINFlexbox HP 40+36.014
19A IZDIHARIntact Kalex+36.101
20K DANIELTech3 KTM+37.659
21P BIESIEKIRSKIKiefer KTM+1:00.256
 L BALDASSARRIPONS KalexNC
 A FERNÁNDEZTeam Tady KalexNC
 S CHANTRATeam Asia KTMNC
 J MARTÍNRed Bull KTM AjoNC
 X VIERGEMarc VDS KalexNC
 J DIXONNTS RW KTMNC
 N BULEGATasca KalexNC
 L DALLA PORTAAmerican KTMNC
 S MANZIVR46 KalexNC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube