Márquez aparece no fim, bate dupla da Yamaha e coloca Honda na ponta no 2º treino da MotoGP no Catar

Nos minutos finais da sessão, Marc Márquez apareceu para anotar a melhor volta do fim de semana e comandar o segundo treino livre da MotoGP no Catar. Jorge Lorenzo ficou com o segundo posto, à frente de Valentino Rossi

A chuva tentou, mas não conseguiu atrapalhar a segunda sessão de treinos da MotoGP. Apesar da grande quantidade de areia na pista nesta sexta-feira (5), os pilotos logo conseguiram encontrar um bom ritmo e a Yamaha voltou a dominar a sessão. Nos minutos finais, entretanto, Marc Márquez apareceu para registrar a melhor marca do fim de semana. 
 
Com 1min56s477, o novato espanhol tomou a ponta da tabela de Jorge Lorenzo, por uma diferença de 0s268. O bicampeão da MotoGP ainda tentou reagir, mas não conseguiu acertar uma boa volta, fechando a atividade no segundo posto. Valentino Rossi, que voltou a liderar boa parte do exercício, ficou com o terceiro posto, 0s328 atrás de Marc. 
Márquez conseguiu superar força da Yamaha em Losail (Foto: MotoGP)

Assim como aconteceu na quinta-feira, Cal Crutchlow voltou a apresentar um bom desempenho com sua M1 satélite. O britânico anotou 1min57s169 em seu melhor giro e ficou com o quarto posto, 0s692 atrás de Márquez. 
 
A segunda Honda na tabela de tempos aparece com Stefan Bradl. Apoiado pela HRC em 2013, o germânico da LCR exibiu um bom ritmo neste início de noite no Catar e ficou com o quinto posto, 0s088 atrás de Crutchlow.
A melhor Ducati nesta segunda sessão de treinos foi a de Andrea Dovizioso. O italiano anotou 1min57s833 na melhor de suas 14 voltas pelo circuito de Losail e ficou com o sexto tempo. 
 
Para Dani Pedrosa, a situação segue bastante complicada. O espanhol reclamou de problemas na entrada das curvas após o treino de quinta-feira e, ao que parece, segue enfrentando a mesma dificuldade. O piloto da moto 26 registrou 1min57s877 como melhor tempo e ficou com o sétimo posto. 

Nicky Hayden aparece como a segunda melhor Ducati, ocupando a oitava posição na tabela de tempos, à frente de seu conterrâneo Ben Spies. Álvaro Bautista fecha a lista dos dez primeiros colocados. 

Entre as CRT, a melhor marca foi registrada por Aleix Espargaró. O piloto da Aspar anotou 1min58s631 e ficou com o 13º lugar, 2s154 atrás de Márquez.

Saiba como foi o segundo treino livre da MotoGP no Catar:
 
A previsão de chuva acabou se confirmando tão logo anoiteceu em Doha. Uma garoa fina atingiu a região do circuito de Losail, provocando o adiamento da primeira sessão de treinos desta sexta-feira.
 
Apesar do aviso de adiamento, o cronometro foi acionado pontualmente ao meio dia (no horário de Brasília), iniciando a segunda sessão de 45 minutos de treinos do fim de semana.
 
Lorenzo foi o primeiro a deixar os boxes, e logo ganhou a companhia de muito de seus pares. Márquez foi o primeiro a aparecer no topo da tabela de tempos, com a marca de 2min00s526. Lorenzo logo baixou para 1min57s619 e assumiu a ponta, seguido por Rossi. 
 
Márquez reagiu na sequência e se instalou no segundo posto, 1s028 atrás de Jorge. Rossi vinha em terceiro, à frente de Crutchlow, Bradl, Hayden, Espargaró, Iannone, Dovizioso e Hernández. 
 
Não demorou, Valentino anotou 1min57s349 e assumiu a ponta, 0s270 mais rápido que seu companheiro de Yamaha, que entrou nos boxes para trabalhar no acerto da M1.
 
Logo foi a vez de Crutchlow melhorar seu ritmo, subindo para o terceiro posto. Buscando melhorar seu tempo de volta, Márquez escapou na curva 1 de Losail, mas logo conseguiu voltar a pista. 
 
Com um ritmo forte desde o início, Rossi baixou seu tempo de volta para 1min57s257, abrindo 0s362 de diferença para Jorge. Crutchlow tinha a terceira marca, à frente de Márquez, Iannone, Dovizioso, Bradl, Spies, Hayden e Pedrosa. 
 
Tentando superar os problemas na entrada de curva que enfrentou no treino de quinta-feira, Pedrosa iniciou a sessão buscando seu ritmo, mas ainda tendo dificuldades para se manter no top-10. O espanhol, aliás, chegou a escapar da pista algumas vezes. 
 
Quem mostrava um bom ritmo com a RC213V no início da sessão era Stefan Bradl, que anotou 1min57s542 e se instalou no segundo posto, 0s285 atrás de Rossi.
 
Com pouco menos de 20 minutos para o fim, Rossi voltou para a pista para registrar 1min57s145. Na sequência, Crutchlow melhorou sua marca e assumiu o segundo posto, à frente de Bradl e Lorenzo. Pedrosa também conseguiu ser mais rápido, subindo para a quinta colocação, 0s732 atrás de Valentino.
 
Mais atrás, Spies assumiu o décimo posto, à frente de Bautista, Espargaró, Smith, De Puniet, Hernández, Barberá, Aoyama, Abraham, Edwards e Pesek.
 
Com menos de 15 minutos para o fim, Bradl veio baixando as duas primeiras parciais de Losail, mas perdeu tempo nos dois setores finais da pista e não conseguiu tomar a ponta de Rossi, assumindo o segundo posto, à frente de Crutchlow e Lorenzo. 
 
Perto da barreira de dez minutos para o fim, Lorenzo abriu uma boa volta e assumiu a ponta da tabela de tempos ao cravar 1min56s861, 0s284 à frente do companheiro de Iwata. Bradl vinha em terceiro, à frente de Crutchlow, Dovizioso, Pedrosa, Hayden, Márquez, Iannone e Spies.
 
A vida de Pedrosa não ficou nada fácil nos minutos finais da sessão, com o espanhol voltando a escapar da pista com sua RC213V.
 
Com menos de cinco minutos para o fim, Lorenzo baixou sua marca 1min56s745 e ampliou a vantagem para Rossi. O italiano ainda conseguiu ser mais rápido, mas não o suficiente para passar Jorge. Na sequência, Márquez anotou a volta mais rápida do fim de semana e assumiu a ponta da tabela de tempos com 1min56s477, 0s268 à frente de Lorenzo. 
 
MotoGP, Catar, Losail, 2º Treino Livre:

 

1

Marc MÁRQUEZ

ESP

Honda

 

1:56.477

 

15

2

Jorge LORENZO

ESP

Yamaha

 

1:56.745

+0.268

17

3

Valentinto ROSSI

ITA

Yamaha

 

1:56.805

+0.328

15

4

Cal CRUTCHLOW

ING

Tech 3 Yamaha

 

1:57.169

+0.692

16

5

Stefan BRADL

ALE

LCR Honda

 

1:57.257

+0.780

17

6

Andrea DOVIZIOSO

ITA

Ducati

 

1:57.833

+1.356

14

7

Daniel PEDROSA

ESP

Honda

 

1:57.877

+1.400

16

8

Nicky HAYDEN

EUA

Ducati

 

1:58.040

+1.563

16

9

Ben SPIES

EUA

Pramac Ducati

 

1:58.137

+1.660

16

10

Álvaro BAUTISTA

ESP

Gresini Honda

 

1:58.298

+1.821

14

11

Bradley SMITH

ING

Tech 3 Yamaha

 

1:58.340

+1.863

17

12

Andrea IANNONE

ITA

Pramac Ducati

 

1:58.575

+2.098

13

13

Aleix ESPARGARÓ

ESP

Aspar

 

1:58.631

+2.154

13

14

Yonny HERNÁNDES

COL

Paul Bird

 

1:58.871

+2.394

15

15

Héctor BARBERÁ

ESP

Avintia

 

1:58.904

+2.427

13

16

Randy DE PUNIET

FRA

Aspar

 

1:59.185

+2.708

14

17

Karel ABRAHAM

TCH

AB

 

1:59.809

+3.332

14

18

Danilo PETRUCCI

ITA

Ioda

 

2:00.557

+4.080

17

19

Hiroshi AOYAMA

JAP

Avintia

 

2:00.652

+4.175

16

20

Lukas PESEK

TCH

Ioda

 

2:00.919

+4.442

14

21

Colin EDWARDS

EUA

Forward

 

2:00.940

+4.463

16

22

Claudio CORTI

ITA

Forward

 

2:01.321

+4.844

13

23

Bryan STARING

AUS

Gresini Honda

 

2:01.622

+5.145

15

24

Michael LAVERTY

ING

Paul Bird

 

2:01.816

+5.339

13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Condições do tempo

 

PISTA SECA

 

ar: 26°C | pista: 32ºC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REC

Casey STONER

AUS

Ducati

 

1:55.153

168.1 km/h

 

MV

jorge LORENZO

ESP

Yamaha

 

1:53.927

170.0 km/h

 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube