Márquez coloca Honda na frente no primeiro treino da MotoGP em Misano. Lorenzo é segundo, com Rossi em sexto

Marc Márquez ignorou a força da Yamaha em Misano e colocou a Honda no topo da tabela de tempos da MotoGP no primeiro treino livre do fim de semana. Jorge Lorenzo ficou em segundo, com Michele Pirro completando o top-3

A cobertura completa do GP de San Marino no GRANDE PRÊMIO

Marc Márquez ignorou a força da Yamaha no Circuito Marco Simoncelli e garantiu a liderança da primeira sessão de treinos livres para o GP de San Marino e da Riviera de Rimini. O piloto da Honda fechou a sessão com 0s094 de vantagem para Jorge Lorenzo, o segundo colocado.

Vindo de um teste recente da Honda em Misano, Márquez esperava alguma vantagem nessa primeira sessão, mas a marca de 1min33s328 não foi assim tão melhor do que o tempo cravado por Lorenzo.

Apostando em um pneu traseiro macio na Desmosedici, o wild-card Michele Pirro cravou 1min33s797 e ficou com o terceiro posto, 0s469 atrás de Márquez. Já 0s602 mais lento que o companheiro de equipe, Dani Pedrosa ficou com a quarta colocação, 0s085 à frente de Andrea Dovizioso, o quinto.

Líder do Mundial, Valentino Rossi registrou o sexto tempo, 0s758 atrás de Márquez. Pol Espargaró aparece na sequência, com Bradley Smith, Cal Crutchlow e Andrea Iannone completando o rol dos dez melhores.

Marc Márquez comandou os trabalhos pela manhã em Misano (Foto: Divulgação/MotoGP)

Saiba como foi o primeiro treino da MotoGP em Misano:

O sol apareceu nesta sexta-feira para recepcionar os pilotos no Mundial de Motovelocidade na Costa Adriática da Itália. Na hora do treino da MotoGP, os termômetros marcavam 21°C, com o asfalto chegando a 24°C. a velocidade dos ventos estava em 10 km/h.

Com 1min36s405, Marc Márquez abriu os trabalhos no topo da tabela, 0s047 à frente de Valentino Rossi. Pol e Aleix Espargaró vinham logo atrás, seguidos por Maverick Viñales.

No giro seguinte, Danilo Petrucci, que a partir deste fim de semana passa a usar a GP14.2, mesma moto de Yonny Hernández, saltou para a ponta, registrando 1min35s215. 0s138 mais lento, Rossi assumiu o segundo lugar, à frente de Pol Espargaró, Andrea Iannone e Dani Pedrosa.

Petrucci longo conseguiu baixar sua marca, com Scott Redding saltando para a segunda colocação, 0s488 atrás do titular da Pramac.

Na sequência, Pedrosa baixou para 1min34s189 e saltou para a ponta, 0s372 à frente de Andrea Dovizioso. Iannone vinha em terceiro, com Pol, Petrucci, Aleix, Lorenzo, Rossi, Redding e Márquez fechando o top-10.

Sem demora, Márquez cravou 1min33s728 e assumiu o comando da sessão, abrindo 0s461 de vantagem para Pedrosa, o segundo colocado. Iannone agora era o terceiro, com Lorenzo e Dovizioso completando o top-5.

No giro seguinte, Márquez melhorou mais, levando para 0s6 a vantagem em relação ao companheiro de Honda. Pedrosa reagiu rápido e reduziu o atraso para 0s449.

Com 1min33s803, Lorenzo assumiu o segundo posto, 0s226 atrás de Márquez. Pedrosa caiu para terceiro, seguido por Iannone, Redding, Cal Crutchlow, Dovizioso, Pol, Smith, Petrucci e Rossi.

Com o primeiro terço da sessão completado, os pilotos se dirigiram aos boxes pela primeira vez nesta manhã, ainda liderados por Márquez, Lorenzo e Pedrosa.

De volta à pista, Rossi baixou para 1min34s277 e saltou para o quarto posto, 0s6 atrás de Márquez. Na sequência, o #93 melhorou e virou em 1min33s328.

Pouco depois, Lorenzo virou em 1min33s328 e reduziu para 0s094 a vantagem de Márquez no topo da tabela.

Com menos de 20 minutos para o fim da sessão, os pilotos começaram a voltar para os boxes. Márquez liderava, à frente de Lorenzo, Pedrosa, Rossi, Pol Espargaró, Dovizioso, Iannone, Crutchlow, Smith e Redding.

Wild-card neste fim de semana, Michele Pirro registrou 1min34s110 e assumiu o terceiro posto, 0s782 mais lento que o líder da sessão.

Pol Espargaró também conseguiu ser melhor e pulou para a quarta colocação ao cravar 1min34s094, 0s766 atrás de Márquez.

Depois de passar pelos boxes da Yamaha, Rossi anotou 1min34s086 e assumiu o quarto lugar, 0s758 atrás de Márquez, que seguia no topo da tabela. Dovizioso seguiu o mesmo caminho e se instalou à frente do #46 por uma diferença de 0s071.

Em seguida, Pirro virou em 1min33s797 e assumiu a terceira colocação, 0s469 atrás de Márquez. O italiano usava um pneu traseiro macio na Ducati.

MotoGP, GP de San Marino e da Riviera de Rimini, Misano, 1º Treino Livre:

 
1
93
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:33.328
 
2
99
JORGE LORENZO
ESP
YAMAHA
1:33.422
+0.094
3
51
MICHELE PIRRO
ITA
 DUCATI
1:33.797
+0.469
4
26
DANI PEDROSA
ESP
HONDA
1:33.930
+0.602
5
4
ANDREA DOVIZIOSO
ITA
DUCATI
1:34.015
+0.687
6
46
VALENTINO ROSSI
ITA
YAMAHA
1:34.086
+0.758
7
44
POL ESPARGARÓ
ESP
TECH3 YAMAHA
1:34.094
+0.766
8
38
BRADLEY SMITH
ING
TECH3 YAMAHA
1:34.266
+0.938
9
35
CAL CRUTCHLOW
ING
LCR HONDA
1:34.282
+0.954
10
29
ANDREA IANNONE
ITA
 DUCATI
1:34.319
+0.991
11
45
SCOTT REDDING
ING
MARC VDS HONDA
1:34.482
+1.154
12
8
HECTOR BARBERÁ
ESP
AVINTIA DUCATI
1:34.590
+1.262
13
9
DANILO PETRUCCI
ITA
PRAMAC DUCATI
1:34.748
+1.420
14
25
MAVERICK VIÑALES
ESP
SUZUKI
1:34.869
+1.541
15
50
EUGENE LAVERTY
IRN
ASPAR HONDA
1:34.885
+1.557
16
68
YONNY HERNÁNDEZ
COL
PRAMAC DUCATI
1:34.931
+1.603
17
19
ÁLVARO BAUTISTA
ESP
APRILIA GRESINI
1:34.988
+1.660
18
76
LORIS BAZ
FRA
FORWARD YAMAHA
1:35.048
+1.720
19
41
ALEIX ESPARGARÓ
ESP
SUZUKI
1:35.063
+1.735
20
63
MIKE DI MEGLIO
FRA
AVINTIA DUCATI
1:35.226
+1.898
21
43
JACK MILLER
AUS
LCR HONDA
1:35.421
+2.093
22
69
NICKY HAYDEN
EUA
ASPAR HONDA
1:35.427
+2.099
23
17
KAREL ABRAHAM
TCH
AB HONDA
1:35.628
+2.300
24
6
STEFAN BRADL
ALE
APRILIA GRESINI
1:35.992
+2.664
25
15
ALEX DE ANGELIS
RSM
IODA ART
1:36.239
+2.911
26
71
CLAUDIO CORTI
ITA
FORWARD YAMAHA
1:38.358
+5.030
 
 
 
 
 
 
 
RECORDE
JORGE LORENZO
ESP
YAMAHA
1:33.906
162.0 km/h
MELHOR VOLTA
MARC MÁRQUEZ
ESP
HONDA
1:32.915
163.7 km/h
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
 
ar: 21ºC | pista: 23ºC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube