MotoGP

Márquez comanda primeiro treino livre da MotoGP na Itália. Dovizioso fica só em décimo

Marc Márquez dominou quase que de ponta a ponta um primeiro treino livre morno em Mugello. 0s193 mais lento, Danilo Petrucci assegurou o segundo tempo, à frente de Michelle Pirro. Vice-líder do Mundial, Andrea Dovizioso ficou apenas em décimo

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo

Mesmo gripado, Marc Márquez dominou o primeiro treino livre da MotoGP nesta sexta-feira (31) em Mugello. O piloto da Honda assumiu a liderança de uma atividade morna ainda nos primeiros minutos e não foi mais incomodado.
 
Na quinta de suas 20 voltas na pista da Toscana, Márquez cravou 1min47s558 e se isolou na ponta, na maior parte do tempo à frente de Michele Pirro, piloto de testes e wild-card da Ducati. Já com a bandeira quadriculada tremulando na Itália, porém, Danilo Petrucci apareceu para tomar o segundo lugar, reduzindo a vantagem do #93 para 0s193.
 
Com 1min47s811, Fabio Quartararo aparece como a melhor Yamaha, 0s001 melhor que Aleix Espargaró, que quebrou na parte final da sessão e teve de voltar de carona aos boxes da Ducati.
Marc Márquez (Foto: Repsol)
Mais 0s002 arás, Jack Miller fez a sexta marca, seguido por Takaaki Nakagami. Pol Espargaró colocou a KTM no oitavo posto, com Cal Crutchlow vindo a seguir.
 
Vice-líder do Mundial, Andrea Dovizioso fez 1min48s214 na melhor de suas 18 voltas e ficou apenas em décimo, 0s656 mais lento que o líder. Álex Rins colocou a Suzuki no 11º posto.
 
Entre os pilotos do time de fábrica da Yamaha, Valentino Rossi foi quem fez o melhor tempo, mas, com 1min48s356, o #46 ficou só em 12º. 0s834 atrás de Márquez, Maverick Viñales foi o 14º, 0s029 melhor que Franco Morbidelli, o 15º.
 

  Ouça no Spotify
  Ouça no iTunes
  Ouça no Android
  Ouça no playerFM

 
Saiba como foi o treino livre 1 do GP da Itália de MotoGP:
 
A sexta-feira recebeu a MotoGP com sol nesta sexta-feira. Às vésperas do início do primeiro treino, os termômetros marcavam 18°C, com o asfalto chegando a 28°C.
 
Aleix Espargaró abriu os trabalhos na ponta da tabela, mas logo foi substituído por Michele Pirro, que virou 0s868 melhor. Márquez era o terceiro, seguido por Petrucci e Rossi.
 
Em sua quinta volta nesta manhã, Márquez foi a 1min47s558 e assumiu a ponta, superando Pirro por 0s246. Aleix seguia em terceiro, agora à frente de Petrucci e Crutchlow.


Antes da primeira rodada de pit-stops, Rossi saltou para o nono posto, 1s342 mais lento que o líder Márquez. Correndo em casa, o #46 já tinha antecipado que a velocidade seria o ponto fraco da YZR-M1 na pista da Toscana.

Pouco depois, Viñales passou 0s018 melhor que o companheiro de equipe para assumir o nono posto, atrás de Franco Morbidelli, a melhor Yamaha neste início de TL1.
 
Em sua nona volta, Maverick saltou para o sexto posto, ainda 0s877 mais lento que o líder. Álex Rins, então, pulou para oitavo, seguido por Morbidelli, Pol e Rossi.
 
Com cerca de 15 minutos para o fim, Aleix Espargaró precisou parar a Aprilia e voltar de carona para os boxes por conta de um problema com a moto. O #41 ainda tinha o terceiro tempo, 0s254 mais lento que o líder Márquez.
 
A fábrica de Noale, aliás, estava estreando um novo pacote aerodinâmico neste primeiro dia de atividades em Mugello.
 
Enquanto isso, Nakagami aparecia na quarta colocação, seguido por Petrucci, Crutchlow, Pol Espargaró, Dovizioso, Miller e Rins. Andrea Iannone tinha o 11º tempo.
 
Restando pouco menos de 4 minutos para o fim, Quartararo anotou 1min48s052 e saltou para a sexta colocação, se colocando como melhor Yamaha. O #20 tinha 0s494 de atraso para Márquez, que seguia no comando com a marca registrada ainda em sua quinta volta.
 
Instantes depois, Pol Espargaró foi 0s051 melhor que o piloto da SIC e tomou o sexto posto, mas Quartararo avançou ainda mais e saltou para terceiro, só 0s007 mais lento que Pirro, que seguia em segundo.
 
Na sequência, Jack Miller anotou 1min47s814 e saltou para a quinta colocação, 0s256 mais lento que o líder.
 
Já com a bandeira quadriculada tremulando em Mugello, Petrucci saltou para o segundo posto, reduzindo para 0s193 a vantagem de Márquez.
 

MotoGP 2019, GP da Itália, Mugello, Treino Livre 1:

1 M MÁRQUEZ Honda 1:47.558  
2 D PETRUCCI Ducati 1:47.751 +0.193
3 M PIRRO Ducati 1:47.804 +0.246
4 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:47.811 +0.253
5 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:47.812 +0.254
6 J MILLER Pramac Ducati 1:47.814 +0.256
7 T NAKAGAMI LCR Honda 1:47.925 +0.367
8 P ESPARGARÓ KTM 1:48.001 +0.443
9 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:48.109 +0.551
10 A DOVIZIOSO Ducati 1:48.214 +0.656
11 A RINS Suzuki 1:48.229 +0.671
12 V ROSSI Yamaha 1:48.356 +0.798
13 A IANNONE Aprilia Gresini 1:48.367 +0.809
14 M VIÑALES Yamaha 1:48.392 +0.834
15 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:48.421 +0.863
16 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:48.427 +0.869
17 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:48.532 +0.974
18 J LORENZO Honda 1:48.550 +0.992
19 J MIR Suzuki 1:48.897 +1.339
20 J ZARCO KTM 1:48.960 +1.402
21 T RABAT Avintia Ducati 1:49.216 +1.658
22 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:49.857 +2.299
23 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:49.870 +2.312
         
REC M MÁRQUEZ Honda 1:47.639 175.4  km/h
MV V ROSSI Yamaha 1:46.208 177.7 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 20°C | pista: 31ºC


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.