Márquez diz que comissários manterem vitória de Fernández em Misano “não é justo”

Defendendo o irmão, que também briga pelo título da Moto2, Marc Márquez afirma que Augusto Fernández obteve vantagem na disputa contra Fabio Di Giannantonio na última volta da prova em Misano. O #93 também revelou cuidados que teve para não ser punido na corrida da MotoGP

A vitória de Augusto Fernández em Misano pela Moto2 continua causando discussões, mesmo após a confirmação dos comissários. Marc Márquez decidiu comentar o assunto e disse que as punições por saídas de pista precisam ser examinadas com mais cuidado por quem faz as regras do Mundial.
 
No GP de San Marino da classe intermediária, o espanhol venceu ao ultrapassar o titular da Speed Up na última volta. A controvérsia se deu porque o piloto da Pons usou a área fora da pista na manobra, obtendo vantagem. Na curva 11, colocou as duas rodas fora do asfalto, o que lhe ajudou a ganhar potência para passar o #21 e melhorando a frenagem na curva 14. Apesar da polêmica, a vitória foi mantida.
 
Com o resultado mantido, Fernández se aproximou de Álex Márquez na briga pelo título da Moto2. Agora, na segunda colocação, sustenta um atraso de 26 pontos para o espanhol da Marc VDS
 
"No fim, a decisão é dos comissários, mas eu acho que é um dos principais assuntos que devemos falar na Comissão de Segurança porque a parte verde é algo que está fora dos limites da pista", afirmou o #93.
Augusto Fernández (Foto: Reprodução)

"A maneira que Fernández, mas não importa o piloto, usa a pista não é justa. E não é justo porque ele saiu muito na curva 6 e ganhou tempo, ainda mais nas duas voltas finais quando quem está na frente acelera", pontuou Márquez. 
 

"Se você guarda esses 'coringas' para o final da corrida não é justo usá-los. A ultrapassagem na curva 14 começou na rápida curva 11 e isso é fácil de entender quando você corre em Misano", completou.
 
Marc também admitiu que chegou a conversar com Alberto Puig e Santi Hernández, ambos da Honda, sobre como evitar punições na corrida, pois o #93 foi penalizado na classificação por passar dos limites da pista.
 
"Antes da corrida, durante a prova da Moto2, eu falava com Alberto e Santi e disse que previa uma briga contra Viñales ou Quartararo. Eu disse que eles eram rápidos na curva 11 e o que poderia acontecer se na última volta eu usasse a área verde, mas eles falaram que não seria justo e me puniriam", contou.
 
O GP de Aragão de MotoGP está marcado para o domingo, às 8h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.  
 

Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar