Márquez domina Barcelona e vence de ponta a ponta na Moto2. Lüthi reduz vantagem de Morbidelli no Mundial

Álex Márquez correu sozinho neste domingo (11) e, com uma performance dominante de ponta a ponta, faturou seu segundo triunfo na temporada. Mattia Pasini ficou com o segundo lugar, com Tom Lüthi agarrando o terceiro posto. Franco Morbidelli foi apenas sexto e viu sua vantagem na liderança do Mundial diminuir mais um pouco

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Álex Márquez teve uma performance dominante neste domingo (11) em Barcelona. Largando na pole, o espanhol fez uma ótima saída e disparou na ponta sem sequer tomar conhecimento da presença dos rivais.
 
Exibindo um ritmo fortíssimo ao longo das 23 voltas da disputa, mas especialmente nos primeiros giros, Álex não foi incomodado pelos demais e recebeu a bandeirada com 3s525 de margem para Mattia Pasini, o segundo colocado.
A classificação do Mundial de Motovelocidade após o GP da Catalunha
Álex Márquez não teve um único rival em Montmeló (Foto: Marc VDS)
Tom Lüthi não se deu bem na largada e chegou a despencar para o sétimo posto, mas foi paciente para escalar o pelotão e ficou com o terceiro posto após bater Franco Morbidelli. Na disputa com o suíço, aliás, Franco deu uma ligeira balançada e facilitou a ultrapassagem de Miguel Oliveira.
 
Já na metade final da disputa, Lorenzo Baldassarri também conseguiu passar Morbidelli, que não tinha um bom ritmo no forte calor de Montmeló e caiu para sexto.
Jorge Navarro acabou na sétima colocação, à frente de Fabio Quartararo, Xavi Vierge e Hafizh Syahrin.
Com o resultado, a vantagem de Morbidelli na liderança do Mundial cai de 13 para apenas sete pontos em relação a Lüthi. Terceiro na classificação, Márquez agora tem apenas 20 pontos de atraso para o companheiro de Marc VDS. Oliveira e Pasini completam o top-5.
 
Saiba como foi o GP da Catalunha de Moto2:
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Com o sol brilhando ainda mais forte no céu de Montmeló, a temperatura subiu ainda mais neste domingo. Na hora da largada da Moto2, os termômetros marcavam 33°C, com o asfalto alcançando 47°C. A velocidade do vento estava na casa dos 6 km/h.
 
Pela segunda vez no ano, a pole-position era de Álex Márquez, que larga à frente de Mattia Pasini e Lorenzo Baldassarri. Líder do Mundial, Franco Morbidelli tem sua pior classificação no ano e sai em sexto.
 
Neste fim de semana, os pilotos tinham o pneu dianteiro médio ‘2’ para usar e a opção entre duro ‘4’ e duro especial ‘S’ traseiro. No grid, a opção foi bem variada. Márquez, Baldassarri, Lüthi e Morbidelli, por exemplo, foram pelos mais macios disponíveis, enquanto Pasini e Navarro optaram pelo mais resistente.
 
Quando as luzes se apagaram, Márquez saiu muito bem e manteve a ponta, com Morbiedlli aparecendo para dividir a primeira curva com Pasini e Lüthi e ficar com o segundo posto. Tom teve de cortar a curva e acabou caindo para o sétimo posto.
 
Antes mesmo de completar o primeiro giro, Pasini passou Morbidelli, mas levou o troco pouco depois. Enquanto isso, Márquez abriu 0s9 de margem.
 
Na abertura da segunda volta, Márquez já tinha mais de 1s de vantagem para Morbidelli, que atrasou a freada na curva um para segurar Pasini. O experiente italiano, porém, reagiu metros depois, tomando a posição de Franco. Oliveira vinha em quarto, não muito atrás. Baldassarri, Lüthi e Nakagami completavam o pelotão.
 
Imprimindo um ritmo fortíssimo — com direito a melhor volta da corrida em 1min49s712 —, Álex abriu mais de 2s5 de margem para Morbidelli em meados do terceiro giro.
 
Enquanto Márquez ia abrindo mais e mais na ponta, Morbidelli seguia ocupado, tentando defender a segunda posição de Pasini. Quarto, Oliveira vinha ligeiramente mais afastado, já pressionado por Lüthi e Baldassarri.
 
Na quarta volta, Jorge Navarro sofreu uma queda e abandonou a prova. Pouco depois, foi Tarran Mackenzie quem se acidentou.
 
Na abertura do quinto giro, Pasini usou o vácuo na reta para tomar a segunda colocação de Morbidelli. Na ponta, Álex já tinha quase 3s de margem.
 
Depois de uma ligeira calmaria, Lüthi passou Oliveira e assumiu o quarto posto, passando a perseguir Morbidelli pela terceira colocação. O suíço é o rival mais próximo do #21 na classificação do Mundial.
 
Franco, aliás, não vinha exibindo um ritmo bom e foi se afastando mais e mais de Pasini. Lüthi, por sua vez, chegou e pegou a segunda colocação na curva um, mas levou o troco na dois.
 
Pouco depois, Lüthi fez um novo ataque e assumiu o segundo posto na curva cinco. O piloto da Marc VDS deu uma balançada em cima da moto e facilitou a passagem de Oliveira. Sexto, Baldassarri vinha 0s8 atrás do líder do Mundial.
 
Com 12 voltas para o fim da corrida, Márquez tinha 3s977 de margem para Pasini, o segundo colocado. Lüthi vinha pouco mais de 0s5 atrás do #54 e com mais de 1s5 de folga para Oliveira. Quinto, Morbidelli ia tentando chegar no piloto da KTM para minimizar o prejuízo no Mundial.
 
Na curva um, a corrida de Sandro Cortese chegou a um fim prematuro com um tombo. O germânico escapou sem maiores opções.
 
Pouco depois, Baldassarri passou Morbidelli, que caiu para a sexta colocação, 0s9 à frente de Jorge Navarro, que vinha tentando chegar.
 
Com seis voltas para o fim, Morbidelli parecia ter o sexto posto assegurado, já que, assim com os demais pilotos que vinham ao seu redor, tinha uma boa vantagem para o rival mais próximo.

#GALERIA(7073)

Moto2, GP da Catalunha, Montmeló, Corrida:

1 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex 42:40.502  
2 54 MATTIA PASINI ITA ITALTRANS Kalex +3.525  
3 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex +4.452  
4 44 MIGUEL OLIVEIRA POR RED BULL KTM AJO +5.322  
5 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex +9.930  
6 21 FRANCO MORBIDELLI ITA MARC VDS Kalex +14.172  
7 9 JORGE NAVARRO ING GRESINI Kalex +16.192  
8 40 FABIO QUARTARARO FRA PONS Kalex +18.217  
9 97 XAVIER VIERGE ESP TECH3 Mistral 610 +19.096  
10 55 HAFIZH SYAHRIN MAS RACELINE Kalex +19.179  
11 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex +19.361  
12 24 SIMONE CORSI ITA SPEED UP +19.957  
13 32 ISAAC VIÑALES ESP SAG Kalex +20.984  
14 42 FRANCESCO BAGNAIA ITA VR46 Kalex +22.220  
15 5 ANDREA LOCATELLI ITA ITALTRANS Kalex +23.501  
16 68 YONNY HERNÁNDEZ COL ARGIÑANO & GINÉS Kalex +23.565  
17 77 DOMINIQUE AEGERTER SUI KIEFER Suter +24.423  
18 41 BRAD BINDER RSA RED BULL KTM AJO +24.776  
19 49 AXEL PONS ESP RW Kalex +25.257  
20 87 REMY GARDNER AUS TECH3 Mistral 610 +29.261  
21 19 XAVIER SIMÉON BEL TASCA Kalex +30.062  
22 37 AUGUSTO FERNÁNDEZ ESP SPEED UP +38.420  
23 57 EDGAR PONS ESP PONS Kalex +47.235  
24 2 JESKO RAFFIN SUI INTERWETTEN Kalex +47.390  
25 27 IKER LECUONA ESP INTERWETTEN Kalex +54.588  
26 89 KHAIRUL IDHAM PAWI ESP TEAM TADY Kalex +55.085  
27 45 TETSUTA NAGASHIMA ITA SAG Kalex +57.049  
28 22 FEDERICO FULIGNI ITA FORWARD JUNIOR TEAM Kalex +1:07.344  
29 23 MARCEL SCHROTTER ALE INTACT Suter NC  
30 62 STEFANO MANZI ITA VR46 Kalex NC  
31 11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Suter NC  
32 6 TARRAN MACKENZIE ING KIEFER Suter NC  
             
POLE ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex 1:49.408 153.1 km/h
VOLTA MAIS RÁPIDA ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex 1:49.712 152.7 km/h
RECORDE ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex 1:49.712 152.7 km/h
MELHOR VOLTA JOHANN ZARCO FRA AJO Kalex 1:49.179 153.4 km/h
             
    Condições do tempo   PISTA SECA   ar: 32ºC | pista: 50ºC

A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

A classificação do Mundial de Motovelocidade após o GP da Itália

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube