MotoGP

Márquez domina TL2 no Red Bull Ring. Dovizioso cai no fim e é apenas nono

Marc Márquez voltou dominante na tarde desta sexta-feira (9) e, mesmo com a aproximação dos rivais, ficou com a liderança, 0s066 melhor que Maverick Viñales, o seguindo colocado. Takaaki Nakagami ficou com o terceiro posto. Vice-líder do Mundial, Andrea Dovizioso foi 0s495 mais lento que o líder e, depois de uma queda nos minutos finais, ficou só em nono

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
Marc Márquez foi dominante no segundo treino da MotoGP para o GP da Áustria. O piloto da Honda dominou a sessão quase que de ponta a ponta e fechou a sexta-feira (9) com 0s066 de vantagem para Maverick Viñales.
 
O #12, aliás, foi o primeiro a assumir a liderança do TL2, mas logo foi superado por Márquez, que cravou 1min23s916 na quinta de suas 23 voltas nesta tarde. Maverick avançou na penúltima tentativa, mas acabou 0s066 mais lento.
 
Takaaki Nakagami anotou 1min24s071 e ficou com o terceiro posto, 0s082 mais lento que Fabio Quartararo, o quarto. Jack Miller aparece para completar o top-5.
Marc Márquez (Foto: Repsol)
Estreante na MotoGP, Miguel Oliveira foi a melhor KTM nesta sexta. Com 1min24s326, o português registrou o sexto melhor tempo, 0s004 à frente de Danilo Petrucci. Cal Crutchlow aparece logo em seguida.
 
Vice-líder do Mundial, Andrea Dovizioso sofreu uma queda nos minutos finais, mas, apesar de não ter se ferido, perdeu a chance de melhorar. Assim, o #4 ficou com o nono tempo, com Pol Espargaró e Valentino Rossi vindo me sequência.
 
O GP da Áustria de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o treino livre 2 do GP da Áustria de MotoGP:
 
Com o sol brilhando no céu de Silverstone, as temperaturas subiram nesta tarde. Na hora do segundo treino da MotoGP, os termômetros marcavam 30°C, com o asfalto chegando a 48°C. A velocidade do vento era de 11 km/h.
 
Maverick Viñales entrou na pista para de cara assumir o topo da tabela, mas logo foi superado por Márquez e seu 1min24s434. Rins assumiu o segundo posto, seguido por Petrucci, Miller e Quartararo.
 
Usando um pneu duro na frente e um macio atrás, Márquez cravou 1min24s122, registrando 0s208 de vantagem para Petrucci, o novo ocupante da segunda colocação. Rins, Crutchlow e Viñales formavam o top-5. 
 
Antes de seguir para os boxes para a primeira parada desta tarde, Márquez foi a 1min23s916, abrindo 0s414 de margem para Petrucci. Dovizioso avançou para a terceira colocação, seguido por Rins, Crutchlow e Viñales.
 
De volta com um par de pneus médios, Viñales subiu para o terceiro posto, 0s684 mais lento que Márquez. Mais atrás, Nakagami subiu para sétimo.
 
Ainda com mais de 21 minutos pela frente, Rossi deu uma escapada da pista, mas cruzou a brita sem maiores problemas e tratou de voltar para a pista. O #46 tnha o 12º tempo, 1s135 mais lento que Márquez.
 
Rodando com um macio usado na traseira, Dovizioso foi a 1min24s585 para assumir a terceira colocação, 0s669 mais lento que Márquez. Mais atrás, Aleix Espargaró se instalou em oitavo.
 
Calçando a M1 com um par de médios, Rossi subiu para 11º, reduzindo para 0s977 o atraso em relação ao líder. Na parte de cima da tabela, Dovizioso melhorou, mas seguia em terceiro.
 
Quando os pilotos partiram para a segunda rodada de pit-stops, Márquez liderava, seguido por Petrucci, Dovizioso, Nakagami, Viñales, Rins, Miller, Crutchlow, Bagnaia e Aleix Espargaró. 
 
Agora com um pneu macio traseiro novo, Rossi pulou para sétimo, 0s689 mais lento que Márquez, que seguia no topo. Miller vinha em oitavo, 0s002 atrás.
 
Com pouco mais de 3 minutos para o fim, Dovizioso vinha baixando suas parciais, mas caiu na curva 3. O italiano não se feriu e logo voltou para a pista.
 
Enquanto isso, Quartararo saltou para o segundo lugar, reduzindo para 0s237 a vantagem de Márquez. Nakagami caiu para terceiro, seguido por Petrucci, Dovizioso, Pol Espargaró, Miller, Rossi. Viñales e Rins.
 
Nakagami logo baixou para 1min24s071 e passou Fabio por 0s082, reduzindo para 0s155 a vantagem de Márquez. Miller também melhorou e subiu para quarto, com Pol Espargaró e Miguel Oliveira se colocando em sétimo e oitavo, respectivamente.
 
Viñales, então, apareceu com 1min23s982 e saltou para segundo, 0s066 atrás de Márquez, que seguia intocado na ponta com a marca registrada na quinta das 22 voltas.
 
Com o cronômetro travado, Oliveira saltou para a sexta colocação, com Crutchlow subindo para oitavo.
 

MotoGP 2019, GP da Áustria, Red Bull Ring, treino livre 2:

1 M MÁRQUEZ Honda 1:23.916  
2 M VIÑALES Yamaha 1:23.982 +0.066
3 T NAKAGAMI LCR Honda 1:24.071 +0.155
4 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:24.153 +0.237
5 J MILLER Pramac Ducati 1:24.308 +0.392
6 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:24.326 +0.410
7 D PETRUCCI Ducati 1:24.330 +0.414
8 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:24.336 +0.420
9 A DOVIZIOSO Ducati 1:24.411 +0.495
10 P ESPARGARÓ KTM 1:24.418 +0.502
11 V ROSSI Yamaha 1:24.532 +0.616
12 A RINS Suzuki 1:24.540 +0.624
13 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:24.598 +0.682
14 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:24.630 +0.714
15 S BRADL Honda 1:24.755 +0.839
16 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:24.865 +0.949
17 J ZARCO KTM 1:24.948 +1.032
18 A IANNONE Aprilia Gresini 1:25.003 +1.087
19 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:25.139 +1.223
20 T RABAT Avintia Ducati 1:25.233 +1.317
21 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:25.269 +1.353


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.