MotoGP

Márquez mantém rivais longe e crava na Áustria sétima pole do ano. Dovizioso é 3º

Marc Márquez não deu lá muita bola para a concorrência e cravou 1min23s027 para conquistar sua sétima pole-position na temporada. Fabio Quartararo apareceu no instante final para tomar o segundo posto de Andrea Dovizioso por 0s054

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Marc Márquez conseguiu mais uma vez. Tal qual fez nos últimos dois anos, o #93 conseguiu a sétima pole-position da temporada 2019 e aproveitou o sábado (10) para descolar de Mick Doohan e se tornar o piloto com mais poles na classe rainha do Mundial.
 
A primeira metade do Q2 viu um confronto entre Márquez e Maverick Viñales. O piloto da Yamaha abriu a sessão na frente, mas logo foi superado pelo #93, que abriu 0s269 de margem após completar cinco voltas.
 
Com uma estratégia diferente ― Maverick e Valentino Rossi foram os únicos a iniciar a sessão com pneus traseiros médios ―, o #12 voltou para a pista para rodar sozinho, mas não conseguiu tomar a frente e apenas reduziu a vantagem do líder do Mundial para 0s164.
 
Márquez, então, aproveitou sua sétima volta para chegar a 1min23s027, afastando o piloto da Yamaha por quase 0s5. Andrea Dovizioso, então, agiu e passou Maverick, tomando o segundo posto. 
Marc Márquez é o piloto com mais poles na classe rainha do Mundial (Foto: GEPA)
Já no último respiro, Fabio Quartararo apareceu 0s054 melhor que Dovizioso para garantir o segundo posto do grid, já 0s434 mais lento que Márquez.
 
Só 0s008 atrás de Dovizioso, Viñales vai abrir a segunda fila, seguido por Francesco Bagnaia, que conseguiu seu melhor grid na MotoGP. Takaaki Nakagami fecha o top-6.
 
Com 1min23s681, Álex Rins ficou com o sétimo posto, seguido por Jack Miller e Cal Crutchlow. 0s790 mais lento do que Márquez, Valentino Rossi fecha o rol dos dez primeiros, à frente de Pol Espargaró. Danilo Petrucci sofreu uma queda no fim da classificação e ficou em 12º.
 
Miguel Oliveira chegou perto de avançar para o Q2, mas viu Crutchlow e Bagnaia melhorarem no instante final e vai ter de largar em 13º, à frente de Franco Morbidelli, Tito Rabat, Johann Zarco, Karel Abraham, Andrea Iannone, Aleix Espargaró e Hafizh Syahrin. Substituindo o lesionado Jorge Lorenzo, Stefan Bradl vai largar em último.

O GP da Áustria de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Viñales aparece no final para fechar quatro treino livre na frente

Após a classificação da Moto3, a MotoGP se preparava para voltar para a pista para o quarto treino livre. Seguindo com o tempo quente na Áustria, o termômetro indicava 32ºC, com o asfalto marcando 47ºC.
 
Com quase cinco minutos de sessão completados, os primeiros nomes começaram a surgir na folha de tempos. Quem sustentava a melhor volta era Rins com 1min25s258. Viñales e Quartararo eram quem vinha na sequência.
 
Mas o espanhol logo seria substituído por um conterrâneo. Márquez cravou 1min24s318 para ser o mais rápido do momento. Quartararo, Dovizioso e Bagnaia fechavam o top-5.
 
Com 20 minutos para o final, Karel Abraham registrou a primeira queda da sessão. O piloto acabou escapando para a caixa de brita da curva 4, tentou controlar a moto, mas bateu na barreira de pneus e foi ao chão.
Neste ponto, boa parte do pelotão havia voltado aos boxes. A ordem da tabela era Márquez, Quartararo, petrucci, Rins, Miller, Morbidelli, Dovizioso, Bagnaia, Pol Espargaró e Nakagami completando o top-10.

Perto do fim, poucas mudanças eram vistas na pista. Márquez baixou seu tempo, anotando 1in24s048, 0s230 mais veloz que Quartararo, o segundo. Pol Espargaró aparecia em terceiro, com Miller e Petrucci fechando o top-5.
 
Com a bandeira quadriculada, ainda restou tempo de algumas mudanças no Red Bull Ring. Viñales apareceu no fim para fazer 1min23s983. Ele foi 0s014 mais rápido que Dovizioso, o segundo. Márquez, Quartararo, Pol, Miller, Petrucci, Rins, Oliveira e Morbidelli fecharam o top-10.

Crutchlow aparece na bandeira quadriculada e se junta a Bagnaia para avançar ao Q2
 
Com o fim do quarto treino, logo o grupo de 11 pilotos retornou para a pista para disputar o Q1 da classificação. Eles brigariam pelas duas últimas vagas para a última fase da tomada de tempos.
 
Após os giros de instalação, logo começaram a surgir as marcas na tabela. Os dois primeiros nomes que avançavam para o Q2 eram Zarco, com 1min25s051, e Syahrin, com 1min25s723.
 
Então, Oliveira e Crutchlow trataram de empurrar a antiga dupla para baixo para ficarem provisoriamente com as vagas para a fase seguinte da classificação. O ponteiro sustentava o tempo de 1min24s389.
 
Atrás da dupla, a ordem era Zarco, Syahrin, Iannone, Rabat, Bradl, Abraham, Aleix Espargaró, Morbidelli e Bagnaia. Restando seis minutos no relógio, a maior parte do pelotão estava nos boxes.
A primeira parte do treino classificatório entrava em sua reta final e quem liderava a sessão era Bagnaia. Quem vinha na sua cola era Crutchlow, apenas 0s037 de tempo inferior. Rabat, Morbidelli e Iannone apareciam logo depois.
 
Mas então, com menos de um minuto para a bandeira quadriculada, Oliveira tratou de saltar para a primeira colocação, empurrado Morbidelli, que havia conseguido uma das vagas, para fora.
 
Quem avançou para a fase final da classificação foram Crutchlow, que apareceu no cronômetro zerado, e Bagnaia. Atrás da dupla, a ordem ficou Oliveira, Morbidelli, Rabat, Zarco, Abraham, Iannone, Aleix, Syahrin e Bradl.

Sem muito tempo para pensar, a dupla logo de juntou a Márquez, Viñales, Dovizioso, Petrucci, Quartararo, Rossi, Miller, Nakagami, Rins e Pol Espargaró para o Q2 e fase final da classificação na Áustria.
 
O primeiro nome a figurar como o mais veloz da sessão foi Viñales, que virou 1min23s986. Atrás do espanhol apareciam Rins, Pol, Rossi e Miller completando o top-5.
 
Apesar dos competidores não conseguirem bater o tempo do #12 da Yamaha, as posições abaixo estavam em constante mudança. Até que, com 1min23s359, Márquez superou o adversário para ficar com a pole provisória.
 
Com seis minutos para o encerramento da sessão, a maior parte dos pilotos estava nos boxes. Márquez, Viñales, Quartararo, Miller, Crutchlow, Dovizioso, Rossi, Nakagami, Petrucci, Rins, Bagnaia e Pol era a ordem da tabela. 

Os pilotos já estavam todos de volta ao traçado e o pentacampeão da Honda tratou de baixar ainda mais seu tempo, cravando 1min23s027. Dovizioso vinha em segundo, com Viñales completando a primeira fila virtual.
 
Bandeira quadriculada no Red Bull Ring, Márquez ficou com a pole-position, seguido por Quartararo, com 0s434 de desvantagem para o ponteiro. Dovizioso é quem sai em terceiro, com Viñales, Bagnaia e Nakagami fechando a segunda fila.

MotoGP 2019, GP da Áustria, Red Bull Ring, Grid de largada:
 
1 M MÁRQUEZ Honda 1:23.027  
2 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:23.461 +0.434
3 A DOVIZIOSO Ducati 1:23.515 +0.488
4 M VIÑALES Yamaha 1:23.523 +0.496
5 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:23.652 +0.625
6 T NAKAGAMI LCR Honda 1:23.669 +0.642
7 A RINS Suzuki 1:23.681 +0.654
8 J MILLER Pramac Ducati 1:23.688 +0.661
9 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:23.754 +0.727
10 V ROSSI Yamaha 1:23.817 +0.790
11 P ESPARGARÓ KTM 1:23.866 +0.839
12 D PETRUCCI Ducati 1:23.964 +0.937
13 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:24.130 +1.103
14 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:24.270 +1.243
15 T RABAT Avintia Ducati 1:24.389 +1.362
16 J ZARCO KTM 1:24.392 +1.365
17 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:24.423 +1.396
18 A IANNONE Aprilia Gresini 1:24.526 +1.499
19 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:24.749 +1.722
20 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:24.759 +1.732
21 S BRADL Honda 1:25.020 +1.993
         
REC A DOVIZIOSO Ducati 1:24.277 184.4  km/h
MV M MÁRQUEZ Honda 1:23.027 187.2 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 33ºC | pista: 51ºC


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.