Márquez reafirma força em Aragão e lidera terceiro treino da MotoGP à frente de Viñales. Rossi faz décimo tempo

Marc Márquez reafirmou a força da Honda no MotorLand e garantiu a liderança da terceira sessão de treinos para o GP de Aragão. 0s310 mais lento, Maverick Viñales ficou em segundo, com Dani Pedrosa completando o top-3. 23 dias após fraturar a perna direita, Valentino Rossi conseguiu o décimo posto

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O clima mudou, mas performance da Honda seguiu a mesma. Na manhã deste sábado (23), Marc Márquez voltou a se impor no MotorLand e quase não deu chances à concorrência no caminho para a liderança do terceiro treino livre.
 
Vice-líder do Mundial, Andrea Dovizioso chegou a liderar brevemente, mas Márquez cravou 1min48s252 na 17ª de suas 20 voltas nesta manhã e não foi mais incomodado.
 
Depois de um primeiro dia bastante ruim na pista molhada, Maverick Viñales ressurgiu com a chegada do sol e tratou de assegurar a segunda colocação, 0s310 atrás de Márquez.
Marc Márquez foi o mais rápido no MotorLand (Foto: Repsol)
Bem no primeiro dia no traçado de Teruel, Dani Pedrosa voltou a mostrar bom ritmo e acabou em terceiro, à frente de Álvaro Bautista.
 
Wild-card em Aragão, Mika Kallio deu mais uma demonstração de que merece uma vaga como titular da KTM. O finlandês cravou 1min48s811 e ficou com o quinto posto, 0s559 mais lento que o líder.
 
Já 0s629 atrás de Márquez, Dovizioso ficou com a sexta posição, 0s039 à frente de Aleix Espargaró, o sétimo. Cal Crutchlow e Andrea Iannone aparecem na sequência.
 
Apenas 23 dias após fraturar a perna direita em um acidente de enduro, Valentino Rossi cravou 1min49s223 na melhor de suas 19 voltas e assegurou o décimo posto, 0s971 atrás de Márquez e 0s063 à frente de Jorge Lorenzo, o 11º.
 
Saiba como foi o terceiro treino da MotoGP no MotorLand:
 
A chuva que tumultuou o primeiro dia da MotoGP no MotorLand não deu as caras neste sábado, sendo substituída por um sol discreto, que ainda tentava furar uma camada de neblina no início da manhã. Quando os pilotos entraram na pista, os termômetros mostravam 15°C, com o asfalto chegando a 19°C. A velocidade do vento estava em 8 km/h.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Depois de duas sessões atrapalhadas pela chuva, o TL3 tinha especial importância, já que os pilotos brigariam por uma vaga direto no Q2. No início dos 45 minutos de sessão, Pedrosa, Lorenzo, Zarco, Márquez, Abraham, Crutchlow, Lowes, Dovizioso, Aleix e Pol Espargaró eram os que tinham provisoriamente bilhete direto para a fase final da classificação. Viñales era o 17º na tabela combinada, com o lesionado Rossi em 20º.
 
Com slicks de sobra, os tempos caíram logo de cara, com Aleix assumindo o topo da tabela ao anotar 1min51s943, 0s802 melhor que Baz, o segundo colocado. Zarco, Smith e Redding vinham na sequência. 
 
No giro seguinte, Aleix seguiu no topo da tabela, 0s562 à frente de Zarco. Márquez era agora o terceiro, seguido por Kallio, Pol e Miller. Rossi era 20º.
 
Com 1min49s926, Kallio assumiu a ponta, abrindo 0s215 de margem para Aleix, o segundo colocado. Márquez era o terceiro, já 0s306 mais lento que o finlandês da KTM.
 
Com cerca de dez minutos de sessão, Lowes sofreu uma queda na curva 13. O britânico não se feriu, mas é o piloto da MotoGP que mais caiu na temporada.
 
Márquez, então, chegou a 1min49s564 e assumiu a ponta, 0s362 à frente de Kallio. Aleix era agora o terceiro, seguido por Zarco e Miller. Pedrosa tinha o sexto tempo, com Rossi em 11º e Viñales em 15º. Dovizioso vinha em 17º.
 
Com 1min50s537, Viñales saltou para a oitava colocação, 0s973 mais lento que Márquez, que vinha baixando suas parciais para alcançar 1min49s411.
Johann Zarco sofreu uma queda no início do TL3 (Foto: Reprodução)
Com cerca de dez minutos de treino, Zarco sofreu uma queda, mas logo levantou e saiu correndo na direção da moto.
 
Enquanto isso, Crutchlow subiu para o segundo posto, reduzindo para 0s401 a vantagem de Márquez no topo da tabela. Kallio, Aleix e Viñales fechavam o top-5.
 
Completado o primeiro terço da sessão, o top-10 tinha Márquez, Crutchlow, Kallio, Aleix, Viñales, Zarco, Miller, Pedrosa, Pol e Iannone. Rossi era 13º, 1s570 atrás do líder.
 
No primeiro pit-stop, os médicos da MotoGP foram aos boxes da Yamaha para checar Rossi, que foi rápido ao sinalizar que estava bem. Na sexta, o italiano contou que não sofreu muito com dores.
No MotorLand, as equipes apareceram com carenagens variadas. Na Ducati, Lorenzo seguia usando a peça com grandes dutos, enquanto Dovizioso ia com a padrão. Do Lado da Yamaha, Viñales tinha cobertura aerodinâmica, com Rossi usando a versão normal, já que tudo que não precisa e mais um obstáculo na mudança de direção. A Aprilia também apareceu com uma carenagem aerodinâmica, bastante similar à usada pela esquadra de Borgo Panigale.
 
De volta à pista, Kallio saltou para o terceiro posto, 0s396 mais lento que o líder. Baz também foi melhor e se colocou em quarto, 0s213 atrás do finlandês.
 
Pedrosa, então, anotou 1min49s700 e assumiu a segunda colocação, mas logo caiu para terceiro, já que Kallio voltou a melhorar e se colocou a 0s033 de Márquez. Crutchlow também avançou e agora era terceiro.
 
Mais atrás, Viñales passou Baz pelo quinto posto, com Rabat se colocando em oitavo, à frente de Zarco e Miller, que sofreu uma queda sem maiores consequências.
 
Quem também foi ao chão foi Folger, que caiu na curva dois. O germânico deu uma boa balançada em cima da M1 e chegou perto de evitar o tombo.
 

Vendo a aproximação dos rivais, Márquez apertou o passo e chegou a 1min49s259, 0s185 mais rápido que Kallio. Viñales era agora o terceiro, à frente de Crutchlow e Pedrosa. Dovizioso vinha em sétimo, com Rossi em 18º.
 
Enquanto muitos pilotos já estavam nos boxes, Viñales ia escalando o pelotão. O #25 assumiu o segundo posto, passando Kallio por 0s057.
 
Para a parte final da sessão, os pilotos todos calçaram a traseira com pneus macios. O top-10 provisório tinha Márquez, Viñales, Kallio, Crutchlow, Pedrosa, Baz, Pol e Aleix Espargaró e Bautista.
 
Na primeira volta rápida com o novo pneu, Rossi alcançou 1min50s357 e saltou para o 14º posto, 1s098 atrás do líder. Bautista também melhorou e era agora o quinto.
 
Na passagem seguinte, Dovizioso saltou para a ponta com 1min48s881 ao completar o giro coladinho em Márquez. Rossi também apertou o passo e subiu para oitavo, 0s834 atrás do conterrâneo. 
 
Iannone, então, cravou 1min49s139 e subiu para o terceiro posto, à frente de Viñales. Miller avançou para sexto, com Pol Espargaró se colocando em oitavo.
 
Com cinco minutos para o fim, Rossi retornou aos boxes da Yamaha para uma nova troca de pneus. O #46 tinha caído para  11ª colocação, 0s834 mais lento que o líder Dovizioso.
 
Pouco abaixo da marca de quatro minutos para o fim, Márquez registrou 1min48s252 e assumiu a ponta ao bater por 0s629 o registro de Dovizioso. Na sequência, Viñales também apertou o passo e subiu para segundo, 0s510 mais lento que o líder.
Com Kallio se mantendo em quarto, Pol Espargaró saltou para sexto, 0s161 atrás de Iannone que dividia as KTM na quinta colocação. Smith. Por sua vez, era apenas o 24º.
 
Com poucos segundos ainda no cronômetro, Pedrosa subiu para a terceira colocação, 0s431 mais lento que Máquez. Bautista vinha na sequência. Mais atrás, Crutchlow assumiu a oitava marca, com Rossi em décimo.
 
Já com a bandeira quadriculada tremulando em Alcañiz, ninguém conseguiu superar Márquez, que fechou a sessão com 0s310 de margem para Viñales.
 

#GALERIA(7194)

MotoGP: Gp de Aragão, MotorLand, terceiro treino livre:

1 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:48.252  
2 25 MAVERICK VIÑALES ESP YAMAHA 1:48.562 +0.310
3 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 1:48.683 +0.431
4 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP ASPAR DUCATI 1:48.783 +0.531
5 36 MIKA KALLIO FIN KTM 1:48.811 +0.559
6 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 1:48.881 +0.629
7 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP APRILIA 1:48.920 +0.668
8 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 1:49.021 +0.769
9 29 ANDREA IANNONE ITA SUZUKI 1:49.139 +0.887
10 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:49.223 +0.971
11 99 JORGE LORENZO ESP DUCATI 1:49.286 +1.034
12 44 POL ESPARGARÓ ESP KTM 1:49.300 +1.048
13 9 DANILO PETRUCCI ITA DUCATI 1:49.389 +1.137
14 53 TITO RABAT ESP MARC VDS HONDA 1:49.473 +1.221
15 43 JACK MILLER AUS MARC VDS HONDA 1:49.523 +1.271
16 45 SCOTT REDDING ING PRAMAC DUCATI 1:49.553 +1.301
17 8 HECTOR BARBERÁ ESP AVINTIA DUCATI 1:49.613 +1.361
18 76 LORIS BAZ ESP AVINTIA DUCATI 1:49.748 +1.496
19 5 JOHANN ZARCO FRA TECH3 YAMAHA 1:49.872 +1.620
20 17 KAREL ABRAHAM RTC ASPAR DUCATI 1:50.133 +1.881
21 42 ÁLEX RINS ESP SUZUKI 1:50.136 +1.884
22 38 BRADLEY SMITH ING KTM 1:50.753 +2.501
23 94 JONAS FOLGER ALE TECH3 YAMAHA 1:50.919 +2.667
24 22 SAM LOWES ING APRILIA 1:51.076 +2.824
             
RECORDE JORGE LORENZO ESP YAMAHA 1:48.120 169.0 km/h
MELHOR VOLTA MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:46.635 171.4 km/h
             
    Condições do tempo   PISTA MOLHADA   ar: 18°C | pista: 23ºC

’SOLDADINHO’ DA PENSKE?

CASTRONEVES TEM FALTA DE TÍTULO COMO MANCHA NA CARREIRA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube