Márquez reitera que ainda não está 100% fisicamente e minimiza chances de vitória no Catar

Marc Márquez, que ainda se recupera de uma lesão na perna direita, tratou de minimizar a possibilidade de vitória logo na estreia do Mundial, neste final de semana, no Catar

 

Atual campeão e já apontado como grande favorito ao título, Marc Márquez tratou de minimizar as expectativas por uma vitória na abertura da temporada 2014 da MotoGP, no Catar, neste fim de semana, dada a fratura na perna direita.

O espanhol da Honda quebrou a perna durante um treino em Barcelona no mês passado e, por conta da recuperação, acabou ficando de fora dos dois últimos testes da pré-temporada, em Sepang e em Phillip Island.

Marc Márquez fala em que ainda não está 100% fisicamente (Foto: Getty Images)

"Não posso dizer que vim aqui para lutar pela vitória, porque perdi dois dos três treinos coletivos. Mas o importante é que no primeiro teste, na Malásia, eu me senti bem com a moto", explicou o piloto mais jovem da história do Mundial a conquistar um título na classe rainha e ainda na estreia.

Márquez também contou que só pôde voltar a andar normalmente nos últimos dias. "Honestamente, há cinco dias, eu nem era capa de andar. Mas estou melhor a cada dia. Por isso, se posso andar, acho que também já posso voltar a pilotar a moto", explicou.

Marc, porém, afirmou que ainda tem dúvidas se vai conseguir se manter bem fisicamente ao longo do fim de semana em Losail. "Minha condição física não está 100%, porque, devido à lesão, eu não consegui treinar como gostaria. Então, será difícil em ritmo de corrida", disse o piloto de 21 anos.

"Mas eu me sinto bem e motivado para este início de temporada. Foi difícil ficar em casa e ficar vendo os outros pilotos testando, percorrendo muitas voltas. Talvez a lesão seja o maior problema aqui. E talvez também tenha alguma dificuldade no primeiro treino porque estou sem pilotar há mais de um mês", disse.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube