MotoGP

Márquez supera queda e lidera terceiro treino no Catar à frente de Bagnaia. Pol Espargaró põe KTM em 3º

Marc Márquez superou uma queda para cravar 1min54s677 e assegurar a liderança da terceira sessão de treinos livres para o GP do Catar. Só 0s063 mais lento, o estreante Francesco Bagnaia ficou com o segundo posto, 0s139 melhor que Pol Espargaró, o dono da terceira marca. Valentino Rossi ficou com o quarto tempo, mas não conseguiu escapar do Q1
Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
GUIA 2019
🏁 MotoGP abre 2019 imprevisível e com promessa de alta competitividade
🏁 Por equilíbrio, MotoGP introduz mudanças aerodinâmica e eletrônica
🏁 Yamaha mostra evolução. Mas a dúvida permanece: é o suficiente?
🏁 Ducati sai da pré-temporada forte e vê chance de recuperar título
🏁 Honda carrega mistério: Márquez e Lorenzo vão se aguentar sem brigas?
🏁 Após anos de 'chove e não molha', Suzuki vê chance de dar próximo passo
🏁 KTM tem Pedrosa como trunfo e chance de acelerar evolução da RC16
🏁 Aprilia mira evolução e busca recuperação após 2018 decepcionante
🏁 Moto2 tem motor Triumph, mudança na classificação e classe talentosa
🏁 Moto3 traz nova classificação, volta de Fenati, time de Biaggi e promessa Öncü
🏁 Até com Gibernau, Mundial estreia Copa do Mundo de MotoE em 2019

Marc Márquez teve uma tarde de altos e baixos neste sábado (9) no Catar. O #93 sofreu uma queda ainda nos primeiros minutos do terceiro treino livre, mas voltou para a pista na parte final da sessão para garantir a ponta da folha de tempos.
 
Com a melhor de suas 14 voltas em 1min54s677, o #93 fechou o TL3 com 0s063 de vantagem para o estreante Francesco Bagnaia, que colocou a Pramac na segunda colocação. A surpresa, porém, ficou por conta de Pol Espargaró, que, com 1min54s879, deixou a KTM no terceiro posto da tabela.
 
Depois de sofrer um revés no segundo treino do fim de semana, Valentino Rossi voltou para a pista mais forte, mas, apesar do esforço, chegou apenas em 1min55s098 e não conseguiu escapar do Q1.
Marc Márquez (Foto: Repsol)
0s464 mais lento que Márquez, Takaaki Nakagami assegurou a quinta colocação, à frente de Álex Rins, que passou boa parte do tempo na liderança. Franco Morbidelli fez o sétimo registro.
 
0s543 atrás do líder, Maverick Viñales ficou com o oitavo tempo, 0s240 à frente de Johann Zarco. Miguel Oliveira completa um top-10 separado por 0s880.
 
❀ Tatiana Calderón – pilota de testes da Alfa Romeo e primeira mulher a correr na F2
❀ Bruna Tomaselli - do kart em Santa Catarina à seleção na W Series e no Road to Indy
 Laia Sanz – multicampeã de Trial e enduro e ‘rainha’ do Rali Dakar
❀ Jutta Kleinschmidt - primeira mulher a vencer uma especial e a conquistar o Rali Dakar
❀ Bia Figueiredo – primeira brasileira na Indy e pilota de carreira internacional consolidada
 
Saiba como foi o terceiro treino da MotoGP em Losail:
 
Tal qual as classes menores, a MotoGP também entrou na pista com a luz do dia. Às 15h15 em Losail, os termômetros marcavam 23°C, com o asfalto em 32°C. A velocidade do vento era de 16 km/h.
 
Com 1min56s638, Rossi foi o primeiro a ocupar o topo da tabela, 0s152 melhor que Cal Crutchlow. Rins, Dovizioso e Petrucci vinham em sequência.
 
Ainda nos primeiros minutos da sessão, Jorge Lorenzo, que ainda se recupera de uma fratura no punho esquerdo, sofreu uma queda forte na saída da curva 6. O #99 ficou no chão por alguns minutos, mas deixou a pista de carona com uma moto de serviço.
 
Logo em seguida, Marc Márquez foi ‘solidário’ com o companheiro de Honda e caiu na curva 14, um ponto rápido da pista. O #93 logo se levantou e foi até a RC213V para tentar voltar à posta, mas acabou indo a pé para os boxes mesmo.
 
Enquanto isso, Rins tomou a ponta 1min55s275, 0s531 melhor que Crutchlow. Viñales vinha em sequência, escoltado por Dovizioso, Miller, Rossi, Morbidelli, Oliveira, Nakagami e Quartararo.

Rins baixou para 1min55s142 e manteve a ponta, com Viñales passando 0s078 mais lento para ficar com o segundo posto. Já 0s515 atrás do companheiro de Yamaha, Rossi ocupava a terceira colocação.

Antes de voltar aos boxes da SIC, Morbidelli anotou 1min55s757 e saltou para o quarto posto, 0s615 mais lento do que Rins.
Lorenzo sofreu uma forte queda (Foto: Reprodução)
Lorenzo, aliás, já estava de volta às roupas civis e seguiu para a Clinica Mobile para ser avaliado pelos médicos.

Também pelas condições de pista, os tempos eram bastante mais lentos do que aqueles registrados na noite passada. Assim, os dez pré-selecionados para o Q2 não tinham suas posições ameaçadas nesta tarde catari.
 
A fase intermediária da atividade não teve grandes mudanças na parte de cima da tabela, exceto pela melhora no tempo de Miller, que chegou a 1min55s832 e ocupava o sexto posto.
 
De volta à pista com um par de pneus médios novos, Rossi baixou sua marca para 1min55s303, mas manteve o terceiro posto, agora com 0s161 de atraso para o líder. 

Pol Espargaró também seguiu a linha da melhora. Com um pneu macio na traseira da RC16, o #44 chegou a 1min55s993 e avançou para o oitavo posto na tabela, 0s851 atrás de Rins. Pouco depois, porém, o irmão de Aleix caiu uma posição, já que Dovizioso virou 0s074 melhor.
 
Também com um pneu macio na traseira, Morbidelli saltou para o segundo posto, apenas 0s019 mais lento que Rins. O #21, no entanto, caiu para terceiro de imediato, já que Márquez voltou para a pista para anotar 1min54s677, superando Álex por 0s465.

Perto da barreira de dois minutos para o fim da sessão, Johann Zarco anotou 1min55s828 e saltou para o nono posto da tabela, 1s151 mais lento que Márquez. A melhor KTM, no entanto, era a de Miguel Oliveira, que tinha o sétimo tempo.
 
Com 1min55s334, Pol Espargaró subiu para a sexta colocação, 0s657 mais lento que Márquez.
 
Na sequência, Rossi, com um pneu macio novo na traseira da M1, foi a 1min55s098 e assumiu o segundo posto, diminuindo para 0s421 a vantagem de Márquez. Logo em seguida, Bagnaia passou o #46 por 0s271 para ficar com a posição.

Tal qual o companheiro de Honda, Jorge Lorenzo também sofreu uma queda nesta tarde, mas o #99 sequer completou uma volta e, assim, ficou com o último tempo. O #99 foi levado ao centro médico para uma avaliação, mas voltou caminhando aos boxes algum tempo depois.

Já com o cronômetro travado, Pol Espargaró foi a 1min54s879 e assumiu o terceiro posto, 0s202 mais lento que Márquez.
 
Na volta final, Bagnaia melhorou ainda mais, reduzindo para 0s063 a margem em relação a Márquez.
 

 


MotoGP, GP do Catar, Losail, treino livre 3:

1 M MÁRQUEZ Honda 1:54.677  
2 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:54.740 +0.063
3 P ESPARGARÓ KTM 1:54.879 +0.202
4 V ROSSI Yamaha 1:55.098 +0.421
5 T NAKAGAMI LCR Honda 1:55.141 +0.464
6 A RINS Suzuki 1:55.142 +0.465
7 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:55.161 +0.484
8 M VIÑALES Yamaha 1:55.220 +0.543
9 J ZARCO KTM 1:55.460 +0.783
10 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:55.557 +0.880
11 J MILLER Pramac Ducati 1:55.766 +1.089
12 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:55.806 +1.129
13 D PETRUCCI Ducati 1:55.855 +1.178
14 A DOVIZIOSO Ducati 1:55.887 +1.210
15 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:56.005 +1.328
16 A IANNONE Aprilia Gresini 1:56.161 +1.484
17 J MIR Suzuki 1:56.310 +1.633
18 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:56.381 +1.704
19 T RABAT Avintia Ducati 1:56.532 +1.855
20 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:56.559 +1.882
21 B SMITH Aprilia Gresini 1:56.902 +2.225
22 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:57.392 +2.715
  J LORENZO Honda sem tempo