MotoGP

Márquez toca vitória com pole na Alemanha. Dovizioso flerta com adeus ao título

Com a décima pole-position seguida em Sachsenring ― contando desde os tempos das 125cc ―, Marc Márquez já colocou as mãos no troféu de vencedor do GP da Alemanha. E, salvo um replay do que aconteceu no GP das Américas, é isso mesmo que vai acontecer. Andrea Dovizioso, por outro lado, viveu um novo revés e começa a acenar cada vez com mais distância para o sonho do título

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo

Marc Márquez conseguiu outra vez. Pelo décimo ano seguido, o #93 faturou a pole-position em Sachsenring, conservando uma invencibilidade que sustenta desde os tempos das 125cc. Ou seja, o desempenho deste sábado (6) não surpreendeu absolutamente ninguém.
 
Tradicionalmente bem nos circuitos anti-horários, Márquez tem um histórico amplamente positivo na saxônia. Além das poles, o espanhol de Cervera soma nove vitórias seguidas na pista de Chemnitz.
 
O currículo, por si só, já era um indício do que estava por vir, mas não dá para dizer que Márquez não foi pressionado. Neste sábado, Fabio Quartararo fez o que pôde, mas ficou a 0s205 do objetivo. O #20, no entanto, não estava em plena forma, já que deslocou o ombro em uma bela sacudida no fim do terceiro treino livre. Márquez, todavia, não tem nada com isso.
Marc Márquez vai conseguir a décima vitória seguida em Sachsenring? (Foto: Honda)
Também dono de um bom ritmo, Maverick Viñales foi só 0s006 mais lento que o francês da SIC e ficou em terceiro, com os três integrantes do pódio do Assen formando a primeira fila do grid alemão.
 
E se na etapa passada o histórico jogou a favor da Yamaha, não dá para esperar que seja diferente na Alemanha. A julgar pelo que acontece na MotoGP desde 2013, Márquez vai sair na frente e vencer.
 
“Estou pilotando muito bem e, desde o TL1, me senti bem aqui”, disse Márquez. “Nós estávamos só testando pneus diferentes e algumas coisas diferentes na moto para comparar”, explicou.
 
“Até mesmo na classificação nós testamos algumas coisas diferentes para continuar entendendo mais”, revelou.
 
No entanto, resta um fio de esperança para quem torce para ver a briga pelo título mais aberta. A expectativa no GP das Américas também era de que Marc vencesse fácil, mas o espanhol errou e acabou com seu único zero no placar de 2019. Será que um raio cai duas vezes no mesmo lugar?
 
“Não estou pensando na décima vitória seguida. Estou pensando no campeonato”, sublinhou Márquez. “Vamos ver amanhã. Se os pneus desgastarem por alguma razão e a aderência da pista não for das melhores ou se eu não encontrar o feeling, é melhor pontuar e é melhor estar lá no topo do campeonato do que vencer aqui em Sachsenring”, considerou.
 
“O bom para mim é que os caras mais próximos no campeonato, os dois pilotos da Ducati, estão com um pouco de dificuldade, especialmente Dovizioso, então isso é importante e bom para mim”, opinou.
 
Apesar de sentir que “tem tudo no lugar”, Márquez alertou para a força de Quartararo e Viñales.
 
“Nós temos tudo no lugar para amanhã, mas os pilotos da Yamaha são muito rápidos, Viñales e Quartararo são muito rápidos, então vamos ter de ficar de olho neles”, alertou. “A pole foi possível hoje, mas teremos de ver se a vitória será possível amanhã”, completou.

Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP



Apesar da dolorosa lesão do TL3, Quartararo avaliou que se sentiu bem na pista e, mais do que isso, se mostrou confiante em suas chances de lutar.
 
“Estou encantando por estar na primeira fila outra vez, porque esta manhã foi dura para nós”, admitiu Fabio. “Eu cometi um erro nesta manhã e tive um grande susto a 250 km/h, mas na pista o meu ombro estava apenas um pouco dolorido na classificação”, contou. 
 
“É uma das pistas mais importantes do ano para nos classificarmos bem, porque é muito curta e apertada, então estou realmente satisfeito com o resultado”, frisou. “Vai ser uma corrida longa amanhã, mas estou ansioso para me manter na briga, porque acho que estamos em uma boa posição para brigar”, comentou.
 
Vindo de vitória na Holanda, Maverick também celebrou o ritmo com a YZR-M1 e reconheceu que ficou surpreso com as diferenças na classificação.
 
“Estou realmente feliz, pois atingimos o objetivo de hoje”, falou Viñales. “É verdade que poderíamos ter feito melhor, mas estamos melhorando a moto bastante. Não esperava que fosse assim apertado na classificação, porque a diferença foi maior no TL3. Nós precisamos seguir trabalhando assim”, reconheceu.
 
“Me sinto ótimo na moto, meu ritmo é especialmente bom, mas será importante dar outro passo nessa noite. Nós vamos tentar nosso melhor para lutar pela vitória”, assegurou. “Gerir o pneu vai ser crucial amanhã, então vamos tentar fazer isso funcionar para nós. Ainda não sei que pneu vou usar, porque o clima será muito diferente do que tivemos hoje”, completou.
 
O maior revés do dia, porém, foi mesmo de Andrea Dovizioso. Já 44 pontos atrás de Márquez, o italiano vê suas chances no campeonato minguarem cada vez mais.
Fabio Quartararo se machucou, mas vai sair em segundo (Foto: SIC)
Apesar de a Desmosedici já ter se mostrado uma boa moto, o protótipo vermelho é muito instável e não tem uma performance uniforme de pista a pista.
 
“Hoje nós conseguimos melhorar o feeling com a moto e a velocidade geral, mas, infelizmente, não o bastante para garantir acesso ao Q2”, lamentou Andrea. “Foi um dia complicado. Nós trabalhamos duro como sempre, mas nesta pista, infelizmente, nós sofremos mais do que em outras”, ponderou.
 
“Largar da quinta fila não reflete o nosso potencial, mas nós simplesmente precisamos nos levantar, tentar ter a melhor largada possível e recuperar o máximo de posições que pudermos”, apontou. “As condições climáticas podem bagunçar um pouco as coisas. De qualquer forma, nós certamente não vamos desistir”, completou.
 
Entretanto, existe um outro fator a ser considerado. Depois de dois dias de sol, a previsão para domingo é de pancadas de chuva esparsas, inclusive por volta do horário das corridas. As temperaturas variam amanhã entre 9 e 20°C.
 
Se o clima colaborar, outra sequência de Márquez pode ser quebrada em 2019. É esperar para ver.

O GP da Alemanha de Moto3 está marcado para o domingo, às 6h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.




Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.