MotoGP

Martín sofre queda durante testes coletivos da Moto2 em Jerez e tem múltiplas fraturas no ombro e no pé

Uma queda feia marcou o dia de testes coletivos da Moto2 em Jerez de la Frontera: Jorge Martín perdeu o controle da KTM Ajo na curva dois e acabou precisando ser socorrido pelas ambulâncias. O piloto passa bem, mas sofreu diversas fraturas
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Jorge Martín de cadeira de rodas após a queda (Foto: Reprodução/Twitter)

O dia de testes coletivos de pós-temporada da Moto2 na pista espanhol de Jerez foi interrompido por conta de um acidente preocupante na tarde desta sexta-feira (23). Jorge Martín sofreu uma queda violenta e acabou sendo levado ao hospital com três fraturas diferentes.
 
Martín, que é o atual campeão da Moto3, perdeu o controle da moto KTM na curva dois da pista da Espanha. Uma bandeira vermelha foi acionada para que a ação da pista desse lugar ao resgate do piloto, que foi colocado na maca e levado de ambulância.
 
O diagnóstico médico, segundo a MotoGP, foi de fraturas no ombro esquerdo e pé direito - mais precisamente no úmero, na cabeça do terceiro metatarso e na falange do quinto dedo.
Jorge Martín de cadeira de rodas após a queda (Foto: Reprodução/Twitter)
O acidente que interrompeu o dia aconteceu na terceira sessão. A próxima bateria de treinos da Moto2 está marcada apenas para 20 de fevereiro de 2019.
 
No fim das contas, após a retomada do teste, foi Lorenzo Baldassarri quem terminou como mais rápido do dia. Luca Marini, Sam Lowes, Augusto Fernández, Rémy Gardner, Marcel Schrötter, Nicòlo Bulega, Brad Binder, Álex Márquez e Jorge Navarro formaram o top-10. Martín foi o 15º mais veloz.