Masià bate Arenas e crava pole da Moto3 na França. Ogura cai e fica sem tempo

Com o tempo de 1min41s399, o piloto da Leopard tratou de conseguir a primeira pole-position de 2020. Albert Arenas e John McPhee fecham a primeira fila francesa

Jaume Masià foi quem levou a melhor na classificação da Moto3 para o GP da França. Neste sábado (10), o piloto anotou 1min41s399 já com o cronômetro zerado para ficar com a pole-position em Le Mans.

O piloto da Leopard cresceu o ritmo nos instantes finais da tomada de tempos. Albert Arenas, vice-líder da classificação, bem que tentou conseguir sua primeira posição de honra da carreira, mas teve de se contentar com o segundo posto apenas 0s020 inferior ao ponteiro.

Jaume Masiá garante primeira pole de 2020 (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Quem larga da terceira colocação e fecha a primeira fila em Le Mans é John McPhee. Raúl Fernández, que chegou a liderar o Q2 por bons minutos, sai em quarto, abrindo a fila 2. Sergio García larga na quinta posição.

Quem teve sessão bastante discreta foi Ai Ogura, atual líder da temporada 2020. O japonês caiu e sequer conseguiu marcar tempo, ficando apenas com o 18º posto do grid.

Toba avança ao Q2 com Foggia, Yamanaka e Rodrigo

Nuvens carregadas cobriram o céu de Le Mans na tarde deste sábado. Quando a Moto3 entrou na pista para definir o grid de largada, os termômetros marcavam 15°C, com o asfalto chegando apenas a 21°C. A velocidade do vento era de 2 km/h.

Com 1min42s969, Niccolò Antonelli abriu o Q1 no topo da tabela e logo tratou de baixar a marca para confirmar a posição à frente de Tatsuki Suzuki, Denis Foggia e Kaito Toba. 0s133 atrás da linha de corte para a fase seguinte, Filip Salac aparecia na quinta colocação.

Rodrigo, então, anotou 1min42s470 e assumiu o comando, 0s107 melhor que Foggia. Ryusei Yamanaka subiu para o terceiro posto, com Antonelli caindo para quarto, 0s157 atrás do argentino da Gresini.

Depois de uma rodada de pit-stops, Foggia voltou para anotar 1min42s353 e assumir a ponta da tabela, 0s117 melhor que Rodrigo. Suzuki seguia na zona da degola, 0s009 atrás de Antonelli, o quarto colocado.

Instantes antes de o cronômetro zerar, Antonelli caiu na curva 4 e, na sequência, Rodrigo foi ao chão exatamente no mesmo ponto. Nenhum dos dois se feriu com gravidade, mas não tiveram chance de melhorar as marcas da classificação.

Na volta final, Toba voou nas parciais finais de Le Mans e assegurou o topo da tabela com 1min42s317, 0s036 melhor que Foggia. Yamanaka confirmou o terceiro posto, com Rodrigo carimbando o passaporte para avançar à fase seguinte.

Antonelli, porém, acabou eliminado no Q1 por 0s157 e vai largar na 19ª colocação, à frente do companheiro de Sic58 e também de Salac, Pizzoli e Alonso López.

Masià crava pole da Moto3 em Le Mans

Raúl Fernández abriu a fase final da classificação no comando da Moto3, 0s241 à frente de Darryn Binder. Albert Arenas era o terceiro.

Ainda nos primeiros minutos, Kaito Toba caiu na curva 3, mas escapou de lesões maiores. O piloto da Red Bull KTM Ajo teve de voltar aos boxes antes mesmo de marcar tempo.

Em meados da sessão vários pilotos tiveram os tempos cancelados por conta de infrações no momento da bandeira amarela. Assim, 11 seguiam sem tempo: Romano Fenati, Tony Arbolino, Arenas, John McPhee, Jaume Masià, Sergio Garcia, Carlos Tatay, Stefano Nepa, Ai Ogura, Kaito Toba e Yamanaka.

Já nos minutos finais da sessão, Ai Ogura sofreu uma queda na curva 7 e não teve como voltar à pista, apesar de não ter se machucado.

Enquanto isso, Arenas assumiu a liderança com 1min42s143, mas foi superado por Masià e Fernández, que assumiram as duas primeiras posições.

Na curva 12, um revés: Yamanaka caiu e acabou levando Migno junto. Os dois escaparam sem maiores lesões, mas sem chances de melhorar na classificação.

Com a bandeira quadriculada tremulando em Le Mans, Arenas saltou para a ponta com 1min41s419, mas foi superado quase que imediatamente por Masià, que foi 0s020 melhor. McPhee saltou para terceiro.

LEIA TAMBÉM
Peter Pan, Rossi ainda tem espaço na MotoGP. Mesmo aos 41 anos
Viñales mostra velocidade e talento de Top Gun, mas decepciona com irregularidade
Dovizioso desperdiça chance de ouro e nem experiência parece ajudar na busca do título
27 anos após Schwantz x Rainey, Suzuki e Yamaha reeditam rivalidade na MotoGP
Bola da vez na MotoGP, Mir cresce e vira elemento surpresa na briga pelo título
Novos talentos e velhos conhecidos: MotoGP une experiência e frescor no grid de 2021

Moto3 2020, GP da França, Le Mans, classificação

1J MASIÀMungen KTM1:41.399 
2A ARENASÁngel Nieto KTM1:41.419+0.020
3J MCPHEESIC HONDA1:41.846+0.447
4S GARCIAEstrella Galicia 0,0 Honda1:41.920+0.521
5G RODRIGOGresini Honda1:41.947+0.548
6T ARBOLINOSnipers Honda1:41.962+0.563
7A SASAKIPETRONAS Honda1:41.982+0.583
8R FENATISnipers Honda1:42.232+0.833
9R FERNÁNDEZÁngel Nieto KTM1:42.349+0.950
10C VIETTIVR46 KTM1:42.363+0.964
11D FOGGIAVR46 KTM1:42.383+0.984
12D BINDERCIP KTM1:42.539+1.140
13A MIGNOWorldwide KTM1:42.544+1.145
14S NEPAAvintia KTM1:42.597+1.198
15C TATAYAndreas Perez 77 KTM1:43.112+1.713
16R YAMANAKAEstrella Galicia 0,0 Honda  
17K TOBAAsia Honda  
18A OGURAAsia Honda  
19N ANTONELLISIC58 Honda1:42.627+1.228
20T SUZUKISIC58 Honda1:42.636+1.237
21F SALACPrüstel KTM1:42.796+1.397
22D PIZZOLIFacile Energy KTM1:43.023+1.624
24A LÓPEZEstrella Galicia 0,0 Honda1:43.117+1.718
25Y KUNIIAsia Honda1:43.118+1.719
26J ALCOBARBA KTM1:43.226+1.827
27R ROSSIFacile Energy KTM1:43.338+1.939
28D ÖNCÜRed Bull KTM Ajo1:43.623+2.224
29K PAWISIC HONDA1:43.640+2.241
30J DUPASQUIERPrüstel KTM1:43.660+2.261
31M KOFLERCIP KTM1:43.886+2.467
32B BALTUSPrüstel KTM1:44.161+2.315

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube