Doohan aposta que Marc Márquez pode voltar a vencer na MotoGP: “Já vencia com um braço”

Apontado pelo espanhol como um apoio importante desde a fratura no braço direito, o australiano avaliou em entrevista ao jornal espanhol AS que o hexacampeão já se mostrou muito forte e disse acreditar que ele não terá problemas para voltar ao topo da MotoGP quando estiver recuperado da quarta cirurgia

ALEIX ESPARGARÓ CONDUZ APRILIA AO PROTAGONISMO E MUDA STATUS NA MOTOGP

Mick Doohan não acredita que Marc Márquez terá dificuldades para voltar a vencer quando retornar à MotoGP após a quarta cirurgia no braço direito. O lendário australiano destacou que o piloto da Honda já mostrou que é muito forte e venceu corridas até mesmo quando não estava fisicamente em forma.

Recentemente, Marc citou Doohan ao lado de Alberto Puig e Alex Crivillè como os ex-pilotos que o aconselham e apoiam neste momento de recuperação. Em junho do ano passado, o espanhol já tinha revelado que um papo com o pentacampeão das 500cc tinha sido vital no processo de recuperação da fratura que sofreu no braço direito na abertura da temporada 2020.

WEB STORY
▶️ Como está o grid da MotoGP para a temporada 2023?

Marc Márquez agradeceu apoio de Mick Doohan (Foto: Repsol)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Mick teve a carreira marcada por lesões. Pentacampeão entre 1994 e 1998, o australiano passou perto de abandonar o motociclismo em 1992, quando um acidente em Assen causou uma fratura tão séria que o deixou sob risco de ter a perna amputada. Doohan, porém, conseguiu se recuperar e usou a própria experiência para ajudar Marc.

Depois de um mistério inicial, Marc confessou em junho passado que ligou para Mick para saber como ele se sentiu após voltar à ativa depois da lesão do GP da Holanda e entendeu que vivia algo parecido.

“Quando você está em uma situação difícil, você tenta encontrar ajuda de algum lugar”, disse Marc ao programa After the Flag, do site da MotoGP, no ano passado. “Alberto Puig me ajudou muito, todo o meu time me ajudou, toda minha família, meu agente, mas a pessoa que viveu uma situação similar foi Mick Doohan. Em Mugello eu conversei um pouco com ele, mas aí eu escrevi para ele depois da corrida e disse que queria conversar por telefone”, relatou.

“Nós conversamos, ficamos no telefone por meia hora. Ele falava e eu ouvia. A minha pergunta foi: o que você sentiu e quais eram os seus problemas em 1992 e 1993. Aí ele explicou tudo e ele teve exatamente os mesmos problemas, as mesmas sensações que eu tenho agora. Dificuldade para entender a moto, dificuldade para entender o estilo de pilotagem, erros estúpidos, quedas estúpidas… Todas essas coisas que eu estou fazendo”, listou. “Ele me disse que em algumas corridas eu seria rápido, mas em outras muito lento. Quando alguém, uma lenda como Mick, que era um animal na moto, sofreu, mas conseguiu voltar, isso dá uma boa confiança para seguir trabalhando”, concluiu.

Falando ao jornal espanhol AS, Mick minimizou a importância do papel que desempenha na recuperação de Marc, mas ressaltou que mantém contato com o piloto, também pela ligação que tem com a Honda, marca que defendeu por toda a carreira. O australiano defendeu a decisão do espanhol de abandonar a temporada para recorrer a uma nova cirurgia e reconheceu que, mesmo que seja difícil, confia na capacidade do piloto de Cervera de voltar a vencer.

“Não é fácil, nunca é. O esporte não espera ninguém. Mas ele já demonstrou que, basicamente, pode vencer corridas com um braço”, comentou Doohan. “Mentalmente, ele é muito forte, conquistou seis títulos da MotoGP. E você não consegue isso sendo fraco. Ele é um dos melhores de todos os tempos”, seguiu.

“Até o momento em que decidiu parar, estava entre os mais rápidos. Eu não vejo nenhum problema para que ele volte depois de seis meses, faça uns poucos testes, recupere a forma e possa competir com quem quer que seja que esteja na frente”, opinou. “Não terá feito muitas corridas neste tempo, mas ele já sabe como competir. Ele tem o que, 29 anos? Na verdade, segue sendo um jovem. Se estiver bem fisicamente, pode competir no mais alto nível. Se ele já vencia com um braço, com dois braços e duas pernas, acho que é capaz de conseguir”, encerrou.

MotoGP agora entra em férias e volta à ativa apenas no dia 7 de agosto, com o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

LEIA TAMBÉM
# Quem subiu, desceu ou surpreendeu até aqui na MotoGP 2022
# Suzuki anuncia acordo com Dorna e oficializa saída da MotoGP ao fim de 2022
# Dovizioso vê trajetória completa e anuncia aposentadoria da MotoGP em 2023
# Marc Márquez avança em recuperação e é liberado para fisioterapia 42 dias após cirurgia
# Quartararo é agraciado com Ordem Nacional da Legião de Honra na França
# Suzuki inicia contagem regressiva de adeus melancólico à MotoGP em 2022
# KTM volta a se perder na MotoGP e precisa buscar forças para se reerguer em 2022
# Honda sofre para cicatrizar feridas sem Marc Márquez em ano de fracasso total
# Aprilia dá salto de performance, vira estrela e mete colher até na briga pelo título

QUARTARARO CRESCE E MARCA DIFERENÇA NA PRIMEIRA METADE DA MOTOGP 2022
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar