Mir fala em GP da França triste, mas defende: “Uma corrida ruim pode acontecer”

O espanhol se mostrou conformado com a 11ª colocação em Le Mans, mas destacou que o resultado negativo não pode se repetir até o final da temporada

Joan Mir lamentou, mas se mostrou conformado com a 11ª colocação no GP da França. Um dos principais nomes na briga pelo título, o espanhol afirmou que uma corrida negativa acontece, mas o resultado negativo não pode se repetir até a última etapa do campeonato.

A passagem do piloto da Suzuki por Le Mans foi bastante discreta. Na classificação, conseguiu apenas a 16ª colocação do grid. Na corrida, então, terminou atrás de Fabio Quartararo e Maverick Viñales, vendo sua diferença para o líder francês subir para dez pontos.

“As condições foram difíceis de lidar. No início da corrida, sofri para aquecer o pneu traseiro. Mas depois, quando a boa sensação voltou, me senti muito competitivo. Temos de ver o que aconteceu, pois passei de ser um dos mais lentos a um dos mais rápidos no final”, disse.

Mir está dez pontos atrás de Quartararo depois do GP da França (Foto: Suzuki)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“No seco, Fabio tinha algo a mais do que o resto. Uma corrida ruim pode acontecer, mas não podemos repetir o resultado em Aragão. Estive brigando com Maverick e Fabio como se fosse pela vitória para tentar nos colocar entre os dez primeiros. Foi um pouco triste, essa é a verdade”, completou.

Com nove etapas disputadas, Mir terminou quatro vezes no pódio, sendo o competidor que mais terminou no top-3 no campeonato. Com exceção de seus dois abandonos, a colocação na França foi a primeira vez que não ficou entre os cinco ou dez primeiros.

Em comparação, Quartararo terminou apenas quatro vezes no top-5, sendo três delas com vitórias. Já Viñales terminou apenas três vezes entre os cinco melhores, todas em pódios – um deles com triunfo. Andrea Dovizioso, agora terceiro colocado, tem quatro top-5 na conta.

LEIA TAMBÉM
Parceiros de rejeição precoce, Petrucci e Álex Márquez vão à desforra em Le Mans

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube