MotoGP

Mir fala em sonho realizado após teste com Suzuki e traça meta para 2019: ser competitivo como na Moto2

Joan Mir não escondeu a alegria por ter testado a GSX-RR antes mesmo do teste coletivo de Valência. Espanhol traçou a meta de ser “competitivo como na Moto2” em sua temporada de estreia na MotoGP
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Joan Mir (Foto: Marc VDS)
Joan Mir sequer esperou o teste coletivo de Valência para ter seu primeiro contato com a GSX-RR. E ficou bastante satisfeito com a experiência.
 
 
“Eu não queria dizer nada, mas se Davide disse, amém”, afirmou Mir ao site espanhol ‘Motorsport.com’. “Estou muito contente por ter provado a moto. Realizei meu sonho no Japão. A verdade é que eu gostei muito”, seguiu.
Joan Mir se mostrou satisfeito após o primeiro contato com a GSX-RR (Foto: Marc VDS)
O #36 contou que a atividade privada não o pegou de surpresa, mas que a moto estava em uma configuração muito básica, já que a ideia era conhecer a GSX-RR.
 
“Já estava programado. Era a moto de 2018, acho, mas estava muito básica”, contou Mir. “Mas era só para ter um contato, ver como é a questão da eletrônica e a verdade é que fiquei muito contente”, frisou. 
 
Por fim, o campeão de 2017 da Moto3 já traçou uma meta para sua estreia na classe rainha: ser competitivo como na Moto2.
 
“Estou otimista”, afirmou. “Espero poder ser competitivo como na Moto2 no meu primeiro ano. Acontece que tem muita potência”, obsevou. “O importante é progredir e trabalhar bem com a equipe. Sabemos que a moto funciona. A equipe e eu teremos de entender o que eu preciso para ser rápido”, concluiu.