Morbidelli domina em San Marino e vence primeira na MotoGP. Quartararo cai duas vezes

O ítalo-brasileiro tomou a ponta nos primeiros metros e disparou para vencer em Misano, à frente de Francesco Bagnaia e Joan Mir. Francês da SRT caiu duas vezes e não completou a corrida

Franco Morbidelli não podia ter sonhado com um domingo (13) melhor. Depois de conhecer a dor de abandonar por quebra na Andaluzia, estrear no pódio da MotoGP em Brno e levar um susto enorme em um acidente na Áustria, o ítalo-brasileiro provou o doce sabor da vitória justamente na corrida de casa, já que se pôs dominante no GP de San Marino e da Riviera de Rimini.

Quando as luzes se apagaram, o pequeno público de 9.970 pessoas viu Morbidelli saltar para ponta, com Valentino Rossi tomando o segundo lugar ainda na curva 1. O mais experiente dos italianos até ensaiou algumas tentativas de ultrapassagem, mas Franco manteve a liderança. A dupla, então, se descolou um pouco do pelotão, mas Jack Miller foi bem em não deixar as Yamaha escaparem.

Franco Morbidelli, SRT, MotoGP 2020, GP de San Marino, Corridação
Franco Morbidelli no pódio (Foto: SRT)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

O segundo lugar ficou com um recuperado e forte Pecco Bagnaia, que precisou sair passando todo mundo da Yamaha e Álex Rins, da Suzuki.

A terceira colocação ficou com Joan Mir, que superou também o companheiro Rins e, na última volta, Valentino Rossi, para ficar com o último lugar do pódio.

Rossi acabou 0s353 atrás do caçula dos pilotos da Suzuki e brincou simulando um choro ao fim da corrida. Rins ficou em quinto, à frente de Maverick Viñales, que até mostrou um ritmo melhor no fim da corrida, mas já tinha perdido demais no começo.

Apagado ao longo de todo o fim de semana, Andrea Dovizioso surgiu em sétimo, seguido por Takaaki Nakagami, a melhor Honda. Miller caiu para nono, com Pol Espargaró fechando o rol dos dez melhores.

Fabio Quartararo, por outro lado, engatou a quarta corrida para esquecer. O francês caiu duas vezes na corrida ― primeiro na volta 8 e, depois, com sete giros para o fim ― e não completou. Com o resultado, o piloto de Nice perdeu a liderança da MotoGP para Andrea Dovizioso.

Apesar do fim de semana apagado, Dovizioso chegou aos 76 pontos e abriu seis de frente para Quartararo. Miller vem em terceiro, seguido por Mir, Viñales e Rossi, que completa um top-6 separado por 18 pontos. Morbidelli avançou para sétimo, seguido por Binder, Nakagami e Oliveira.

Saiba como foi o GP de San Marino e da Riviera de Rimini de MotoGP:

A MotoGP encerrou o domingo do GP de San Marino e Riviera de Rimini. O sol brilhava forte no momento que os pilotos alinharam no grid, com o termômetro indicando 30ºC e o asfalto chegando a 43ºC. O vento soprava a 16 km/h.

Largada autorizada, e Vinãles não conseguiu sair bem, caindo para terceiro, enquanto Morbidelli saltou para a primeira colocação, com Valentino seguindo o ítalo-brasileiro. Quem também largou mal foi Quartararo, que despencou para quinto.

O Doutor tentou dar o primeiro bote em cima do líder, mas viu o pupilo da Academia VR46 fechar a porta. Quem vinha na terceira colocação era Jack Miller, que deu o bote em cima do espanhol da Yamaha.

Entre os quatro primeiros colocados, a estratégia de pneus era bastante distinta. Franco ia de duro dianteiro e médio traseiro, enquanto Vale foi com um par de médios. O australiano da Pramac optou por médio e macio, enquanto Maverick foi de médio e duro.

Após os primeiros giros, a Honda ainda não tinha nenhum piloto dentro do top-10. 11º, Takaaki Nakagami era o melhor colocado da fábrica, enquanto Stefan Bradl era 18º e Álex Márquez, 19º.

Com sete voltas completadas, Quartararo conseguiu enfim consumar a ultrapassagem em cima de Viñales e se tornou o quarto colocado. O então líder da classificação estava 0s829 atrás de Miller. Entretanto, na curva 4, o francês teve um revés e caiu, despencando para último.

Fabio Quartararo, MotoGP 2020, GP de San Marino, Queda
A queda de Quartararo (Foto: Reprodução)

À mesma medida que Rossi abria frente para Miller, estando 0s664 diante do australiano da Pramac, também se afastava de Morbidelli, com atraso de 0s813. O italiano da Yamaha tinha os dois primeiros setores mais lentos que o pupilo.

Enquanto isso, Rins vinha tirando cada vez mais a desvantagem que sustentava para Jack. O espanhol virou 0s547 mais rápido que o adversário à frente. Bagnaia completava os cinco primeiros com 14 voltas para o fim.

Rins começou a se aproximar de maneira ameaçadora de Rossi. O italiano conseguia se afastar nas retas, mas nas curvas a Suzuki se aproximava da moto da Yamaha. A ultrapassagem, porém, veio de Bagnaia para cima de Rins.

Foi então que veio o segundo tropeço de Quartararo, que caiu na curva 6, encerrando de vez a participação em Misano.

Já na ponta, Bagnaia, que voltava de lesão neste fim de semana, chegou e passou Valentino. Com isso, os dois primeiros colocados eram os pupilos da Academia de Rossi, que precisava lidar com a pressão de Rins. Os quatro primeiros estavam 1s253 à frente do restante do pelotão.

Faltavam cinco giros para a bandeira quadriculada, e Rossi fazia o possível para segurar o ímpeto de Rins. Logo atrás do piloto da Suzuki vinha seu companheiro Mir, que girava mais rápido que Álex.

No último giro do GP de San Marino, o degrau mais baixo do pódio ainda não estava completamente definido. Rins cometeu um erro e permitiu o adianto de Mir. Rossi também errou, mas manteve a terceira colocação.

Em um lance ousado, Mir deu o bote em cima de Valentino, colocou lado a lado, quase tocou o piloto da Yamaha e conseguiu tomar o terceiro posto. O espanhol tentou bater Bagnaia, mas sem sucesso.

Com a bandeira quadriculada, Morbidelli garantiu a vitória com 2s217 de vantagem para o restante do pelotão, garantindo o primeiro triunfo na MotoGP.

MotoGP 2020, GP de San Marino e da Riviera de Rimini, Misano, Final:

1F MORBIDELLISRT Yamaha42:02.27227 voltas
2P BAGNAIAPramac Ducati+2.217 
3J MIRSuzuki+2.290 
4V ROSSIYamaha+2.643 
5A RINSSuzuki+4.044 
6M VIÑALESYamaha+5.383 
7A DOVIZIOSODucati+10.358 
8J MILLERPramac Ducati+11.155 
9T NAKAGAMILCR Honda+10.839P+1
10P ESPARGARÓKTM+12.030 
11M OLIVEIRATech3 KTM+12.376 
12B BINDERKTM+12.405 
13A ESPARGARÓAprilia Gresini+15.142 
14I LECUONATech3 KTM+19.914 
15J ZARCOAvintia Ducati+20.152 
16D PETRUCCIDucati+22.094 
17Á MÁRQUEZHonda+22.473 
18S BRADLHonda+37.856 
19B SMITHAprilia Gresini+1:18.831 
 T RABATAvintia DucatiNC 
 F QUARTARAROSRT YamahaNC 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube