Moto2 e Moto3 seguem MotoGP e adotam mesmo formato de classificação para temporada 2019

As classificações da Moto2 e Moto3 vão ter mudanças em 2019. Para a próxima temporada, as classes seguem a MotoGP e passam a ter Q1 e Q2 nas tomadas de tempo, com o objetivo de preparar melhor os pilotos

As classificações da Moto2 e Moto3 sofrerão uma importante mudança para a temporada 2019. Nesta segunda-feira (19), a Comissão de GP anunciou que as classes seguem o mesmo formato da MotoGP a partir do próximo campeonato.
 
O principal objetivo da alteração é a de preparar os pilotos desde cedo ao formato caso consigam subir para a classe rainha do Mundial. Também é esperado que isso traga mais entretenimento aos fãs e torne tudo homogêneo.
A classificação da Moto2 vai sofrer mudanças em 2019 (Foto: VR46)
Para tomar a decisão, a Comissão, formada por Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, a promotora do Mundial; Paul Duparc, da FIM (Federação Internacional de Motociclismo); Hervé Poncharal, da IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida); e Takanao Tsubouchi, da MSMA (Associação das Fábricas de Motocicletas Esportivas), discutiu com as equipes e também avaliou as atuais situações da Moto3, onde muitos pilotos esperam para darem suas voltas rápidas, e da Moto2, onde o tempo mais rápido é normalmente anotado ainda no início da sessão.
 
As duas classes continuarão a ter três sessões de treinos livres. Na classificação, os 14 pilotos mais rápidos nos tempos combinados vão, automaticamente, ao Q2. Os demais passarão pelo Q1 e os quatro melhores tempos poderão avançar para a fase final.
 
Enquanto os ensaios livres terão duração de 40 minutos cada tanto para a Moto2 quanto para a Moto3, cada parte da tomada de tempos vai durar 15 minutos. Ainda, os quatro pilotos que participarem tanto do Q1 quanto do Q2 vão poder usar um pneu traseiro macio extra.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube