MotoGP

MotoGP anuncia que Brasil pode receber etapa no circuito de Brasília no segundo semestre de 2014

A realização de uma corrida do Mundial de Motovelocidade no Autódromo Nelson Piquet, porém, depende de o circuito ser homologado pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM)

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

A MotoGP pode correr em Brasília na próxima temporada. A condição é o Autódromo Nelson Piquet receber homologação da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), anunciou a Dorna, promotora da categoria, nesta segunda-feira (19), no Distrito Federal.

Diretor-executivo da Dorna, Carmelo Ezpeleta se reuniu com o governador do DF, Agnelo Queiroz (PT-DF) e, em entrevista coletiva, afirmou que a corrida brasileira pode ser incluída na segunda metade do calendário de 2014.
Agnelo Queiroz e Carmelo Ezpeleta falaram à imprensa em Brasília nesta segunda (Foto: Twitter/MotoGP)
Construído nos anos 70, o Autódromo Internacional Nelson Piquet nunca recebeu uma grande reforma e suas condições se deterioraram ao longo do tempo. Os problemas no circuito ficaram claros em junho deste ano, quando os pilotos da Stock Car enfrentaram vários problemas durante a etapa local.

Para piorar, em julho, a pilota de moto Vanessa Daya morreu após um acidente na pista brasiliense. Depois da tragédia, a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) chegou a proibir as corridas no circuito, mas revogou a decisão na semana passada, após um relatório emitido por uma comissão local que avaliou as causas do acidente de Vanessa e concluiu que as condições do circuito não influenciaram.

A entidade que rege o esporte no Brasil afirmou que “não foi encontrada nenhuma irregularidade” e declarou que o “Autódromo Internacional Nelson Piquet está apto a voltar a receber provas do motociclismo estadual e nacional”.

Com relação ao automobilismo, o presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), Cleyton Pinteiro, disse ao GRANDE PRÊMIO em junho que a entidade não autorizaria mais provas no local até que mudanças fossem realizadas. Estava marcada para 1º de setembro uma segunda prova da Stock Car na pista, porém, a corrida foi remanejada para o mês de novembro.

A última corrida da MotoGP realizada em solo brasileiro aconteceu em 2004, em outro Autódromo Nelson Piquet: o de Jacarepaguá, que não existe mais. Na ocasião, a vitória da classe rainha foi conquistada por Makoto Tamada.