MotoGP pede calma e confiança em meio à pandemia: “Voltaremos mais fortes do que nunca”

Em carta, Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna, agradeceu apoio e recomendou que todos sigam protocolos de segurança exigidos pelas autoridades em todo o mundo

Em meio à pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, a MotoGP decidiu se pronunciar. Em carta a todos os colaboradores e aos fãs, Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna, agradeceu a compreensão de todos após o adiamento do início da temporada e também o cancelamento da prova do Catar na categoria principal.
 
No texto, Ezpeleta aproveitou para lembrar que o GP da Tailândia seria disputado neste fim de semana – a prova, por medida de segurança, foi transferida para a parte final da temporada. O dirigente ainda disse que adoraria ver fãs e os integrantes do paddock neste momento, mas ressaltou a importância de seguir as determinações impostas pelos governantes em todo o mundo.
 
Ezpeleta ainda fez um discurso reforçando que o Mundial de Motovelocidade voltará ainda mais forte após esta crise. "Competição está em nosso sangue e não consigo pensar em outro cenário que nos pararia", declarou o espanhol.
 
Por conta do novo coronavírus, o Mundial de Motovelocidade teve o calendário todo modificado. No Catar, apenas Moto2 e Moto3 disputaram provas. O início da temporada da MotoGP está previsto para o dia 3 de maio, em Jerez, na Espanha. A data, no entanto, pode ser modificada dependendo das questões de segurança.
Aleix Espargaró (Foto: Divulgação/MotoGP)
 
Veja abaixo a carta de Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna:
 
Hoje, o GP da Tailândia estaria começando em Buriram. Seria o segundo fim de semana de corridas da temporada. Todo o paddock da MotoGP estaria fazendo o que mais ama: correr. Nós adoraríamos assistir os pilotos de cada categoria brigando na pista e nos empolgando até a disputa na última curva, como esperamos em Buriram.
 
Nós poderíamos estar amando ver muitos membros de vários países no paddock trabalhando para nossos fãs; aqueles que viajam ao redor do mundo para se juntar a nós na Tailândia e aqueles que, como em toda corrida, nos seguem de forma fiel.
 
Devido à crise do novo coronavírus que está assolando o planeta, que claramente que não seria possível aplicar medidas de segurança posta por governantes em todo o mundo para preservar nossa saúde. É por isso, mais do que nunca, que nós devemos estar cientes de nossa responsabilidade e apoiar todos a seguirem as recomendações das autoridades. Este vírus parou o mundo por tempo indeterminado de tempo, mas estamos seguros de que voltaremos para nossas rotinas diárias mais fortes do que nunca. É uma pausa provisória e quero enviar essa mensagem de calma e confiança nesta situação.
 
Desde que a Dorna se tornou promotora da MotoGP, 29 temporadas atrás, deixamos claro que as corridas eram nossa missão e esse continuará sendo o ponto. Mesmo nas piores situações, manteremos nosso objetivo de correr. Competição está em nosso sangue e não consigo pensar em outro cenário que nos pararia. A Covid-19 afetou toda e qualquer atividade esportiva no mundo, e esta pandemia, infelizmente, não é uma estranha no início da temporada da MotoGP.
 
Apesar dos desafios que enfrentamos, estamos felizes e orgulhosos de saber que o esporte está melhor do que nunca – na pré-temporada da MotoGP, os tempos foram os mais apertados da história. No Catar, vimos uma amostra de duas magníficas corridas na Moto2 e Moto3 – e isso apenas aumentou nosso apetite.
 
Nossos pensamentos e ações estão focados em duas coisas: nossos fãs e, claro, todos aqueles que fazem o melhor para que nossos campeonatos sejam disputados. Estamos fazendo tudo possível para ver bem nossos pilotos, engenheiros, mecânicos, executivos, jornalistas e todos aqueles que são vitais para nosso esporte. Na Dorna estamos trabalhando para assegurar que essa crise deixará a MotoGP com apenas uma consequência: um calendário modificado.
 
Por fim, gostaria de estender meus agradcimentos para a FIM, a IRTA, as montadores, os pilotos de cada campeonato, os membros das equipes, promotores, equipes de transmissão, patrocinadores e todos os funcionários da Dorna que estão enfrentando essa situação com paciência, profissionalismo e muita compreensão. É uma honra e um prazer ter esses incriveis parceiros.
 
Isso é para assegurar que vamos retornar a entretar nossos fãs assim que possível. Nós devemos isso a eles e a incrível história do esporte.
 
A todos os fãs, uma última coisa a dizer: estamos ansiosos para vê-los em breve –  nas pistas.
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora